Assombrado por 2009 | Fábio Campana

Assombrado por 2009

ney franco 2

O mesmo treinador, a mesma oscilação e um jogo contra um time carioca “quase rebaixado” na última rodada no Couto Pereira. Para o torcedor coxa-branca a comparação da temporada de 2015 com a de 2009 virou inevitável. Naquele ano, Ney Franco chegou durante o Brasileirão, assumiu o time entre os últimos do campeonato, conseguiu abrir 6 pontos da Zona de Rebaixamento, mas caiu para a segunda divisão na última rodada, em casa, contra o Fluminense, que, para a torcida e parte da imprensa, tinha a queda decretada com algumas rodadas de antecedência.

2015 não é muito diferente. O mesmo Ney Franco assumiu a equipe no primeiro turno, contou com uma surpreendente sequência de bons resultados, entre eles vitórias fora de casa contra Vasco, Avaí e Flamengo, e conseguiu temporariamente tirar o Coxa na ZR. Mas por enquanto não foi o suficiente. Ontem, após perder para o lanterna Joinville, em Santa Catarina, o time chegou à terceira derrota seguida e voltou à Zona de Rebaixamento.

Para a torcida, a impressão de um time que, assim como em 2009, relaxou após sequência de bons resultados e relativa distância da degola. Questões internas do Alto da Glória também parecem ter atrapalhado o desempenho, feito 6 anos atrás.

Agora, após 30 jogos, o Coritiba é o 17° – primeiro da Zona de Rebaixamento – com 33 pontos. Nesta mesma altura do campeonato em 2009, tinha 1 ponto a mais e era o 15°. Na última rodada, o Coritiba recebe, no Couto Pereira, o Vasco. Vale lembrar, neste ano o time cruzmaltino estava tão desacreditado quanto o Fluminense de 2009.

Otimistas consideram que 43 pontos podem servir aqueles que lutam pela permanência na Série A.


4 comentários

  1. Fiora Neto
    quinta-feira, 15 de outubro de 2015 – 11:15 hs

    E’ o famoso NEM FRACO… o cara que mais rebaixou times da se’rie A do brasileirao…. mas com sempre, faz parte do sistema, assim o coxinha esta’ encaminhado…

  2. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 15 de outubro de 2015 – 11:38 hs

    É a famosa pata de elefante. Onde pisa, afunda.

  3. O BOM
    quinta-feira, 15 de outubro de 2015 – 15:16 hs

    Com esse elenco, não tem como fazer milagre, Ney Franco não tem culpa.

  4. antonio carlos
    quinta-feira, 15 de outubro de 2015 – 21:07 hs

    A diretoria trouxa branca fez bem em trazer um técnico que pode tirar o Coxa da Segundona em 2016, é o cara certo para o acontecimento certo. Difícil agora é saber se o Ney “Fraco” continuará “prestigiado” por todo o ano de 2016, mas ele é o cara ideal para dirigir o “timinho”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*