Aqui, ideias para aproveitar o domingo | Fábio Campana

Aqui, ideias para aproveitar o domingo

música?

– Orlando Silva nasceu no dia 03 de outubro de 1915. Foi só depois de trabalhar como sapateiro, vendedor de tecidos e roupas, trocador de ônibus e office-boy, que conheceu os caminhos da música. Bororó o apresentou a Francisco Alves para que iniciasse a trajetória que o cunhou como o Cantor das Multidões. Hoje, no centenário do cantor, uma boa dica é aproveitar o YouTube para conhecer um pouco mais desse incrível fenômeno do rádio.
https://youtu.be/R4cbDMeG2YQ

cinema?

– Filme de Roman Polanski, A Pele de Vênus conta a história de Vanda (Emmanuelle Seigner), atriz que se esforça para convencer o diretor Thomas (Mathieu Amalric) de que ela é a pessoa ideal para interpretar a protagonista de sua mais nova peça, inspirada na obra de Sacher Masoch. Sessões no Cineplex Batel (Shopping Novo Batel) e Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal).

– Para quem prefere ficar em casa e tem Netflix, Les Adoptés, 2011, dirigido por Melanie Laurent, que também estampa suas boas possibilidades de atriz, o filme tem roteiro delicado, recheado de belas imagens e de alguma rotina francesa e um poder impressionante de deixar que o enredo seja maior que seus personagens, o que nem sempre é fácil. Les Adoptés nos avisa, em caixa alta, que a vida é movimento e todas as certezas que temos podem nos escapar num dia qualquer sem hora marcada e assim não nos resta muito mais que redenção, superação e reinvenção do cotidiano.

teatro?
obeijonanuca-620x382
– Em cartaz no Teatro Novelas Curitibanas, Beijo na Nuca, escrito por Dalton Trevisan e com direção de João Luiz Fiani. Hoje às 20h com entrada franca.

– Palavra Flamenca, que surge do encontro entre amigos artistas pesquisadores da arte espanhola, tem apresentações no Miniauditório Guaíra, até o dia 4 de outubro. O espetáculo estabelece um diálogo contemporâneo com as obras “Poemas Del Cante Jondo” e “El Romancero Gitano” do espanhol Federico Garcia Lorca, um dos maiores expoentes desta arte (1898 – 1936), numa visão do poeta sobre a dança e a cultura tradicional espanhola, misturando-se em verso, guitarra e baile flamenco. As apresentações acontecem hoje em dois horários: 17 e 19h.

literatura?

– 24 quadros, Luciana Castro e Nívea Miyakawa

Reunidos numa pequena sala dentro de um cinema para “adultos” no centro de Curitiba, um grupo de cerca de vinte senhores relembra memoráveis ocasiões que viveram nos grandes cinemas de rua da cidade. Nesta sala, no alto do mezanino de madeira improvisado, eles se recordam das noites de estreia de títulos que reluziam com o néon das fachadas, dos casais elegantes trajando seus melhores modelos, e das crianças – em alguns casos, eles próprios – deslumbradas pelo mundo de cores, efeitos e sons que jamais haviam imaginado.

Lembrar de todos esses momentos é uma forma de viver de novo uma época em que os cinemas da capital paranaense não ficavam no shopping center, mas nas principais ruas e praças. Os rolos de filme vinham em grandes latas e eram altamente explosivos. Metáfora da efemeridade daqueles momentos, que deveriam ser aproveitados como se um dia não pudessem mais existir – como de fato ocorreu. E, para quem não os viveu, esses senhores oferecem um ingresso ao mundo da Cinelândia curitibana, compartilhando generosamente suas lembranças, divididas aqui em 24 quadros.

– A Alma e o e-mail / Crônicas da cidade minha, José Carlos Vieira

Apresenta poesia inspirada no rock, na juventude e nas dores amorosas. O autor também mostra seu lado cronista, em histórias sobre o relacionamento de um pai que resolve virar rockeiro, ou o filho que, aos 40 anos, ainda não resolveu sair da casa da mãe.

gastronomia?

– Descer a Serra do Mar para um domingo com boa gastronomia e paisagem revigorante ainda é um hábito curitibano. Se você tem um tempinho e disposição, vá a Antonina. O passeio charmoso, em que se vê flores, pássaros e a baía pode ser coroado com a melhor gastronomia do litoral, o restaurante Caçarola do Joca, funcionando desde 1981, é um oásis da boa mesa preparada com os melhores frutos do mar do nosso e de outros litorais.


Um comentário

  1. Felipe Santos
    domingo, 4 de outubro de 2015 – 12:04 hs

    Muito boas as dicas culturais do blog, Fábio!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*