Pepe Vargas fora | Fábio Campana

Pepe Vargas fora

O trabalho do petista Pepe Vargas como ministro de Direitos Humanos durou menos de seis meses. “Quando ela (Dilma Roussef ) anunciar a reforma, eu não permanecerei. Vou retomar meu mandato na Câmara. Mas é ela que vai anunciar a reforma”, disse Vargas ao Estadão.

O ministro afirmou ter sido chamado para conversar com a presidente na quinta-feira, 24. Na ocasião, ficou acertado seu retorno à Câmara dos Deputados. No mesmo dia, também estiveram com Dilma as ministras Eleonora Menicucci (Políticas para Mulheres) e Nilma Lino Gomes (Igualdade Racial). Além disso, Miguel Rossetto (Secretaria-Geral) esteve com Dilma antes da viagem a Nova York para a Assembleia-Geral da ONU.

A expectativa de integrantes do governo é de que Direitos Humanos, Políticas para as Mulheres e Igualdade Racial sejam reunidas no novo Ministério da Cidadania, que deverá ser comandado por Rossetto.


Um comentário

  1. Genildo
    terça-feira, 29 de setembro de 2015 – 15:19 hs

    Tem tudo pra fazer sucesso….. fiquem atentos também ao NOVO, partido politico fundado a pouco com ideologia liberal.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*