Pede para sair | Fábio Campana

Pede para sair

Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo

Integrantes do diretório do PT vão defender na próxima reunião da sigla, sem data marcada, que reforma ministerial com a manutenção de Aloizio Mercadante na Casa Civil não é reforma ministerial.

As manifestações contra Mercadante ecoam a insatisfação da bancada de deputados federais do partido. Sibá Machado, líder do PT na Câmara, chegou a falar mal do ministro abertamente em uma reunião com outras legendas na semana passada.


Um comentário

  1. Zé Venancio
    segunda-feira, 28 de setembro de 2015 – 19:01 hs

    O PT é o samba do crioulo doido tocado de trás prá frente.
    Ninguém se entende, seu Campana.
    Prá falar a verdade, na situação atual na qual o país se encontra, não há entendimento total em nenhum partido.
    Afinal, o que é o Álvaro Dias metendo o pau nas ações do governo do Paraná sempre que pode, na frente de quem quiser ouvir???????
    Se existe mesmo um plano do PSDB de retorno ao poder, duas medidas devem ser tomadas de imediato:
    1- varrer os detratores do partido, especialmente políticos que não têm mais nenhuma perspectiva na carreira, e
    2- Exorcizar o demônio PMDB de vez! Partido sanguessuga, sem nenhuma vontade de melhorar nossa sociedade. Exemplo crasso é Romanelli no PR e Temer no governo federal…
    Daí poderíamos, quem sabe, pensar em novos ares menos malcheirosos no governo federal.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*