PC prende quadrilhas que explodiam caixas eletrônicos no Paraná | Fábio Campana

PC prende quadrilhas
que explodiam caixas eletrônicos no Paraná

foto - cope

Doze pessoas foram presas suspeitas de integrar duas quadrilhas especializadas em estourar caixas eletrônicos no Paraná. Uma delas é suspeita de estourar três caixas eletrônicos do supermercado Walmart, no Santa Quitéria, em Curitiba, no mês de maio. Um dos bandidos presos na noite de sábado (12) estava com o mesmo moletom usado no dia da explosão no supermercado.

A primeira ação aconteceu no sábado, na BR-277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, quando sete pessoas foram detidas após uma troca de tiros. Além disso, um dos bandidos acabou morto após o confronto. Amaral Ferreira Americano, de 36 anos, foi baleado e não resistiu. Ele é apontado como membro de uma facção criminosa.

Uma equipe do Departamento de Inteligência, que acompanhava a movimentação da quadrilha, visualizou os bandidos repassando armamento pesado. Os bandidos desconfiaram e tentaram fugir. A equipe do Diep solicitou apoio do Cope e do Bope que trocaram tiros com os criminosos.

Cinco homens e duas mulheres foram detidos. Com eles foram apreendidos dois fuzis, pistola, coletes balísticos e munição. Em seguida, a polícia localizou uma chácara no município de Ortigueira, nos Campos Gerais, que era usada pela quadrilha. Lá os policiais encontraram máscaras, uma arma calibre 12 semi-automática, espingarda de pressão, munição calibre 22, uma agenda constando o nome e telefone de Amaral Americano, que acabou morto, documentos falsos com foto de homem não identificado e lacres para placas de veículos.

O secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita de Oliveira, destaca o trabalho das polícias envolvidas e disse que vai pedir aos bancos que reforcem as seguranças. “Ambas quadrilhas agiam no interior e aqui na capital. Agora com a prisão dos envolvidos vamos identificar a participação deles em cada roubo. Foi um trabalho em conjunto muito importante para a polícia do Paraná. A partir de agora, vamos retomar as negociações com os bancos para que eles reforcem as seguranças dos caixas, para que essa ausência de controle não seja dessa forma, já que acaba ficando para a segurança pública”, finaliza.

Nova ação

Parte da segunda quadrilha foi presa no domingo (13) e na manhã desta segunda-feira (14) na região metropolitana de Curitiba. Quatro suspeitos estavam no município de Jaguariaíva quando foram perseguidos pelos policiais. O carro em que estavam os criminosos acabou rodando e eles se esconderam em um matagal. Dois dos integrantes da quadrilha fugiram para São Paulo, sendo detidos pela polícia daquele estado. Com eles, outros dois fuzis foram encontrados. Outros dois bandidos vieram para a RMC.

Ontem, a polícia descobriu que um deles estava na cidade de Doutor Ulysses. Equipes do Cope foram deslocadas para lá e um dos criminosos foi detido em Cerro Azul, Ricardo Mariano, vulgo “seco”. Na manhã desta segunda-feira, os policiais prenderam Leandro Irmer, suspeito de liderar a quadrilha. Ele já tem passagem pela polícia por roubo a banco e estava foragido do sistema penitenciário. Com ele, a polícia apreendeu 1,4 quilo de crack, 12 quilos de explosivos, pedaços de caixa eletrônico, 630 espoletas, munição de pistola e fuzil, colete balístico e radiocomunicadores.


Um comentário

  1. FUI !!!
    terça-feira, 15 de setembro de 2015 – 6:07 hs

    Nós entramos definitivamente no estado de guerra declarada em
    que a população não aguenta mais e os bandidos crescem a cada
    dia. Lamentável para um país que está prestes a uma convulsão
    social devido à situação economica degradante e ter que conviver
    com esta criminalidade ascendente. Salve-se quem puder !!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*