Paraná ganhará mais 28 novas usinas elétricas | Fábio Campana

Paraná ganhará mais 28 novas usinas elétricas

maria victoria - pedro oliveira alep

A Assembleia Legislativa aprovou o regime de urgência ao projeto de lei (549/2015) que prevê a construção de 28 novos empreendimentos elétricos no Paraná. São usinas hidrelétricas, pequenas centrais hidrelétricas, centrais geradoras hidrelétricas, usinas termelétricas e estações transmissoras espalhadas por todas as regiões do Estado.

O pedido de urgência ao projeto do Governo do Estado foi proposto pela deputada estadual Maria Victoria (PP). “Esses novos investimentos aguardam apenas o aval da Assembleia Legislativa para que os empreendedores possam dar início às obras. É preciso ter mais agilidade nesse processo, pois essas obras irão gerar novos empregos e movimentar a economia do nosso estado”, explicou a deputada.

O projeto foi protocolado em 3 de agosto. Desde o último dia 2 aguarda parecer da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente. Com o regime de urgência, a comissão tem prazo de 48 horas para analisar e devolver o projeto para a Diretoria Legislativa, que encaminha à Diretoria de Apoio ao Plenário, que é encarregada de colocar o projeto na ordem do dia para que seja apreciado em plenário por todos os deputados.


6 comentários

  1. Antonio Alvaro Rosar
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 11:23 hs

    Em que municípios vão ser.

  2. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 11:35 hs

    Ai meu Deus,tá bom Campana,haha ha não vou me alongar hahaha.

  3. JOHAN
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 11:45 hs

    Caro FÁBIO, um ponto nos intrigou em demasia nessa matéria que é, o que os deputados da ALEP como meros LEGISLADORES necessitam dar OPINIÃO ou AVAL em empreendimentos privados, com uso de recursos naturais próprios, ou de grupos privados, que atendem as legislações ambientais do AGUASPARANÁ – OUTORGA / IAP / ICM-bio / MMA e da ANEEL Não existe nenhum deputado com habilitação técnica nessa matéria. O estado será parceiro de algum empreendimento? É muito ÍNDIO para pouco investimento. E os demais pedidos de licenciamento / OUTORGA para os que não foram ESCOLHIDOS pelos NOBRES DEPÚTADOS. A população do estado do PARANÁ continuará refém dos deputados pela carência de energia. Tem algo de muito estranho nesse aval a ser dado pela ALEP. Está cheirando ELETROPARANAZÃO. Tem membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA e COOPTADOS envolvidos, ou é ação de primeira dos TUCANOS. A sociedade precisa ficar conectada nesses indivíduos. Atenciosamente.

  4. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 15:16 hs

    QUERO SABER A REGIÃO, POIS PASSARAM EM MUNICIPIOS E
    MEDIRAM SITIOS E DEMARCARAM NA REGIÃO DE GRANDES RIOS E IVAIPORÃ, ESTÁ CERTO OU É SÓ CAMPANHA.

  5. João Armindo
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 15:43 hs

    Tem gente grande e dona de banco…testas de ferro de gente graúda de SP…

  6. M.E.J.
    quarta-feira, 16 de setembro de 2015 – 18:20 hs

    Não custa lembrar:

    Tivemos um GOVERNADOR, hoje no Senado, que VETOU as licenças para construção das PCHs.

    Roberto Requião, são iniciais do nome do sujeito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*