Paraná assina acordo com fábrica de aviões da Rússia | Fábio Campana

Paraná assina acordo
com fábrica de aviões
da Rússia

russia - gif

O Governo do Estado do Paraná, com o apoio da Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), assinou um acordo com a fabricante de aeronaves russa Irkut para implantar em Maringá unidades de fabricação de peças e partes de aeronaves e centros de operação para atender o Brasil e a América Latina.

Os termos da cooperação foram definidos nesta quarta-feira (16), em Moscou, Assinaram o acordo, a vice-governadora Cida Borghetti, o vice-presidente da Irkut, Kirill Budaev, o prefeito de Maringá, Roberto Pupin, e o presidente da APD, Adalberto Netto.

Cida Borghetti, que representou o governador Beto Richa, reforçou o objetivo do governo estadual em estimular investimentos em inovação e em tecnologia, que criem empregos de qualidade. “O Paraná dá mais um passo para consolidar um setor considerado estratégico. O Governo do Estado concederá o suporte necessário para o sucesso do projeto da Irkut no Paraná e no Brasil”, disse.

A vice-governadora afirmou que o Paraná se qualifica para receber investimentos do setor. O Estado definiu Maringá e região como áreas para a implantação de um polo de aeronáutica e defesa e o Governo do Estado propôs uma lei específica de incentivos. Chamada de Paraná Aéreo, a lei garante benefícios diferenciados para empresas de projeto, engenharia, manutenção, peças e montadoras de aeronaves civis e militares.

IRKUT – O vice-presidente da Irkut, Kirill Budaev, explica que a empresa está expandindo seus negócios no Brasil e nos países da América Latina. O foco do projeto brasileiro são os modelos da aeronave MC-21, que têm capacidade de 150 a 212 passageiros e já estão em produção na cidade de Irkust. As aeronaves competem diretamente com os aviões comerciais Airbus A320 e Boeing 737.

Segundo Budaev, o MC-21 é uma nova classe de aeronave cuja flexibilidade das estruturas permite se adaptar às necessidades dos clientes (companhias aéreas). O dirigente empresarial russo destaca que o avião da Irkut reduz em 24% o gasto com combustível, em 10 % a manutenção, em 20% o tempo com embarque e desembarque; ao mesmo tempo carrega 17% mais passageiros que outras aeronaves da mesma categoria.

“O MC-21 apresenta alto desempenho de voo com menor consumo de combustível frente a seus concorrentes. Isso permite que as companhias aéreas obtenham um lucro três vezes maior e um retorno de investimento em metade do tempo do que o comparado com outros aviões”, detalha Budaev.

A Irkut Corporation está entre os dez maiores fabricantes mundiais de aviões, possuindo mais de 14 mil funcionários. A empresa é uma divisão do grupo UAC United Aircraft Corporation (UAC), cujo faturamento em 2014 superou US$ 4,8 bilhões.

ETAPAS – O presidente da APD, Adalberto Netto, explica que o acordo possui diferentes etapas. Na primeira parte, a Irkut em conjunto com a Agência e órgãos da prefeitura de Maringá vão concentrar esforços na identificação de possíveis parceiros comerciais ligados a operação de leasing de aeronaves e também empresas interessadas em investir em operações de manutenção de aeronaves (chamado MRO).

“O apoio aos aviões em comercialização e operação será dado pelo centro de operações de Maringá. Esse projeto é a materialização do Programa Paraná Aéreo operado pela APD para atrair investimentos e empresas do setor aeroespacial e defesa”, destaca Netto.

MARINGÁ – Com a demanda e os contratos comerciais definidos, na segunda etapa, o acordo prevê a implantação em Maringá dos centros de treinamento de pilotos, de manutenção e distribuição de peças e equipamentos e de manutenção especializada de aeronaves.

“É uma grande operação que irá gerar diferentes oportunidades para parceiros brasileiros, desde fabricação de peças, a logística, financiamento de aeronaves e treinamento de instrutores”, enumera Netto. O memorando também define parcerias no auxílio na obtenção da certificação da aeronave MC -21.

O prefeito Roberto Pupin reforça que a cidade está estruturada para receber investimentos do setor. O polo aeronáutico e de defesa possui uma área de 40 alqueires, ao lado do aeroporto municipal, destinada exclusivamente para a instalação de empresas do setor. “Uma parceria que tem tudo para gerar emprego de alta qualidade, renda e trazer novas tecnologias para o nosso Estado”, afirma

MC -21 – De acordo com os engenheiros responsáveis pelo projeto, o diferencial do MC-21 será seu peso reduzido devido ao uso de materiais de última geração, aerodinâmica aperfeiçoada e motor avançado.

“É exatamente pelos atributos do produto que acreditamos no sucesso do projeto, a tecnologia e as soluções criadas pela empresa para as companhias aéreas do Brasil e América Latina devem garantir um volume significativo de fabricação, vendas e operação de aeronaves, beneficiando o Paraná e a nova base operacional de Maringá”, reforça Adalberto Netto.


8 comentários

  1. MANOEL BOCUDO.
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 10:31 hs

    A NOSSA VICE ESTÁ SURPREENDENDO PELO TRABALHO. NÃO FICAM CHORANDO POR CPMF, FIZERAM OS AJUSTES NECESSÁRIOS E AGORA
    ESTAMOS. COLHENDO OS LOUROS. O ESTADO NÃO FOI REBAIXADO EM SUA NOTA DE INVESTIMENTO GRAÇAS A DEUS.

  2. Freddy Kruger
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 11:20 hs

    Parabéns pela gestão Beto Richa. Ao contrário do PMDB do Requião, que espantava as indústrias do Paraná, o Beto e o PSDB estão atraindo novos investimentos, que gerarão muitos empregos e fortalecerão a economia Paranaense, principalmente em tecnologia de ponta, como é a aviação.

  3. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 11:55 hs

    A Avio também vem,aquele golpe dos helicópteros em Maringá

  4. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 12:02 hs

    -Resta saber se a Embraer não vai dificultar o processo de instalação com manobras judiciais….

  5. Observador
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 16:39 hs

    Firme em campanha para ser a próxima governadora do Paraná e faz por merecer, principalmente fortalecendo a Região de Maringá. A família deve também eleger o futuro prefeito de Maringá.

  6. toninho
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 16:43 hs

    Depois da fábrica de helicópteros em Maringá, agora teremos a de jatos.
    A galinha canta e já preparam a frigideira para fritar o ovo, como já ocorreu antes. Mais devagar com o andor.

  7. Marcia A. Bitencourt
    quinta-feira, 17 de setembro de 2015 – 17:29 hs

    Enquanto os que tem visão correm atrás, mesmo que sejam projetos ou de sonhos, os demais assistem, imobilizados. Parabéns à Cida Borghetti e ao prefeito Roberto Pupin, Maringá agradece.

  8. Helena
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 15:31 hs

    Ainda bem que não dependem dos dois senadores que trabalham CONTRA o Paraná.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*