Não, obrigado | Fábio Campana

Não, obrigado

rafinha - bayern - foto ap

O jogador londrinense Rafinha, revelado pelo Coritiba e que atua desde 2011 no Bayern de Munique (ALE), pediu dispensa da convocação da Seleção Brasileira: “Não venho sendo chamado regularmente, não sou uma das principais opções em minha posição, considerando que há outros profissionais na minha frente”, disse em carta enviada à CBF.

Rafinha foi convocado para os dois primeiros jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Coincidentemente, a convocação veio justamente quando rumores indicavam que o lateral poderia solicitar cidadania alemã e defender a seleção local.

Rafinha chegou a Alemanha em 2005 e atuou por 5 temporadas no Schalke 04. Depois de um breve período (2010-2011) no Genoa, da Itália, retornou ao futebol alemão e está no Bayern de Munique desde 2011. Lahm já indicou o jogador para o time alemão. Como não disputou jogos oficiais pelo Brasil – apenas amistosos e torneios nas categorias de base – a troca poderia ser feita. Se vestisse a camisa do Brasil nas eliminatórias, não teria mais chance de jogar na atual seleção campeã do mundo.

Em comunicado, a CBF respondeu: “A CBF entende que somente jogadores integralmente comprometidos com a Seleção e nossa filosofia de trabalho podem fazer parte do grupo que representa o Brasil pelos gramados de todo o mundo”.

Em tempo, um imbróglio pode impedir o atleta de atuar pela Alemanha. Confira mais detalhes aqui, na reportagem do Trivela.


11 comentários

  1. Valorizaçao
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 11:48 hs

    Parabens , aqui no Brasil a cxonvocaçao e feita com empresarios que pagam propina para valorizar seu empreendimento, concordo com o Rafinha póis foi
    valorizado pelo futebol que joga na Alemanha a qual
    o acolheu e deve mesmo retribuir aceitando o convite
    alemao pois nao vai deixar de ser brasileiro afinal a globo
    sempre fala (galvao e outros jornalistas) quando um time
    se destaca com brasileiro vem se vangloriar destacando.
    Se for ver pelo lado patriota o exemplo tem que vir dos
    POLITICOS que afundam o pais e ferram o eleitor (povo)
    Brasieliro .MAIS UMA VEZ FELICIDADES COM A SELEÇAO
    ALEMA .

  2. TARZAN
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 11:51 hs

    É isso aí garoto, essa seleção + dunga = piada.

  3. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 12:00 hs

    Complexo vira-lata,muito hoje na nossa direita raivosa onde eles vendem o Brasil,não tem patriotismo nem vergonha na cara de morar no Brasil.
    Ele já e quase um cidadão alemão,sua irmã minha vizinha já não para também mais no Brasil já que ela é a sustentação dele,por que senão joga tudo que ganha pela janela, e olhe que não é pouco.
    Foi uma heresia para com a Pátria,mas que ele seja feliz na Alemanha e que isso não comprometa mais brasileiros,que deixaram de ouvir Chico,Caetanos e outros ícones da musica por causa de lado partida rio,que pelo que eu sei os petistas não tem essa discriminação.

  4. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 12:23 hs

    -Boa sorte ao craque Rafinha e que continue tendo o mesmo sucesso no futebol alemão!!!
    -Concordo plenamente com o pensamento do jogador Rafinha. O Dunga queria impedir que fosse jogar pela Alemanha e depois não convocaria. Apenas para impedir de tornar a seleção alemã mais competititva!!!

  5. Marcão
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 12:47 hs

    Pra variar o S. S. falando merda

  6. RR
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 13:13 hs

    É ISSO AÍ,VAI VIVER EM UMA NAÇÃO DE VERDADE E NÃO NUMA REPUBLIQUETA DESGOVERNADA POR COMUNOLAVAGEIROS.

  7. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 13:38 hs

    JÁ FOI O BOM TEMPO QUE SE JOGAVA NA SELEÇÃO POR AMOR,
    AGORA COM O EMBURRADO NINGUEM QUER IR, TÁ SEM MORAL
    O ZANGADO, DIGO DUNGA.

  8. Paulo
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 13:38 hs

    Depois da Copa do Mundo que tomamos um chocolate de 7×1 da Alemanha, quem não fica sem vontade de jogar pela seleção brasileria (minusculo de propósito) porque faz muitos anos que o Brasil não monta uma verdadeira Seleção Brasileira, tem jogadores hoje convocados que mal sairão das fraudas e foram aprender futebol na Europa e agora aparecem como selecionáveis. O resultado a gente viu na nossa última participação na vexatória Copa do Mundo no Brasil.
    E digo mais, do jeito que está a Copa da Rússia só se for por repescagem, visto que nem a Copa das Américas a gente obteve exito, quanto mais um eliminatória que as outras Seleções entram com sangue no olho para se classificarem.

  9. Wendel Stutz
    quarta-feira, 23 de setembro de 2015 – 13:53 hs

    Com apenas 16 anos, defendeu o Londrina, time local, onde chamou atenção de grandes clubes do estado. Em 2003, Rafinha foi contratado pelo Coritiba e trabalhou com o técnico Antônio Lopes, contribuindo de imediato na conquista do Campeonato Paranaense daquele ano. Foi titular no Brasileirão de 2003, ajudando o time a classificar para a Copa Libertadores da América de 2004.

    Portanto, projetado pelo Coritiba, mas revelado pelo Londrina Esporte Clube, primeiro clube que jogou como profissional.

    Só pra fazer justiça com o LEC e a nossa torcida.

  10. Zé da Bota
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 8:49 hs

    Parabéns Rafinha…. sua decisão é ótima…… OBS: o SS não existe é colocado no site só para perturbar….

  11. eu cobro
    sábado, 26 de setembro de 2015 – 15:54 hs

    ninguém merece, representar esse futebol de ultima categoria e ainda por cima esse país do jeito que está, destroçado por uma quadrilha de partidos PT-PMDB e base garota de programa.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*