Homem que matou ex após ver mensagem no Facebook é condenado a 12 anos de prisão | Fábio Campana

Homem que matou ex após ver mensagem no Facebook é condenado
a 12 anos de prisão

da Banda B

O homem que matou a ex-mulher a facadas em setembro do ano passado por ciúmes de uma mensagem que viu no Facebook foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado. Claudecir Fernandes, de 37 anos, foi condenado no Tribunal do Júri nesta quarta-feira (23), após quase 11 horas de julgamento. Ele é acusado de matar Mariza Zacharias dos Santos, de 38 anos, no meio da rua com 12 facadas. Eles estavam separados há poucos dias. Fernandes se entregou logo após o crime e disse, na época, que tinha estragado a própria vida.

O crime aconteceu no fim da tarde do dia 3 de setembro do ano passado, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Fernandes esperou Marisa voltar do trabalho e a questionou sobre uma mensagem que viu no facebook dela. Testemunhas contaram que, após poucas palavras, o homem sacou a faca, prensou a ex-mulher no chão, e a golpeou diversas vezes. Uma equipe do Serviço Integrado de Atendimento a Trauma em Emergência (Siate) foi acionada, mas Mariza já estava morta. Pouco tempo após cometer o assassinato, Fernandes se entregou no 17º BPM e disse estar arrependido. “Fui conversar com ela, mas não teve conversa. Era uma família boa, viu? Eu peço desculpa, perdão de coração. Estraguei a vida”, disse à imprensa.

No julgamento, a promotoria provou que houve premeditação já que ele estava com uma faca e agiu de forma covarde. Fernandes foi condenado por homicídio qualificado por motivo torpe e por dificultar ou tornar impossível a defesa da vítima.

Mariza deixou dois filhos do primeiro casamento. O suspeito não tinha passagens pela polícia, foi preso em flagrante e está na cadeia desde o crime.


Um comentário

  1. vitor
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 12:01 hs

    a pena foi mais leve que a pena do papo do
    beija-flor. Por essas e muitas outras que os
    crimes vão continuar acontecendo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*