Diz aí | Fábio Campana

Diz aí

do Painel, Folha de S. Paulo

No fim do depoimento de Ricardo Pessoa ao juiz Sérgio Moro, nesta quarta, Roberto Brzezinski Neto, advogado de Renato Duque, perguntou ao presidente da UTC se ele havia citado políticos em sua delação.

Mordaça – Com a resposta positiva, pediu que Pessoa dissesse, então, os nomes. Moro interferiu, afirmando que ele não poderia responder esse tipo de pergunta por envolver pessoas “com foro privilegiado”.


11 comentários

  1. Freddy Kruger
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 13:20 hs

    Parabéns Sérgio Moro pelo preparo e rápido raciocínio. O que o advogado estava pretendendo com a resposta, era levar o processo para um “foro privilegiado em Brasília”.

  2. Cesar
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 13:29 hs

    Porque será que o empresário não poderia responder ao questionamento do advogado do Duque?
    Eu tenho duas dúvidas ou será certeza. A primeira é que poderá envolver políticos de outros partidos e a segunda quem sabe desta vez não seria a vez dos tucano começarem a dar explicações.
    Mas proibir por que tem fórum privilegiado é muito chulo o motivo para o impedir de falar. Já que a Presidente da República, Senadora Gleisi e demais acusados também o tem, já que estão ocupando os seus cargos dentro do Congresso Nacional.
    E assim sendo eu acho uma baita incoerência alegar que não pode o questionado a responder a pergunta devido ao que ele falar irá comprometer políticos. É como sempre pensei. Este Lava Jato está cheirando a pizza, já que lá não se usa o dito popular “pau que bate em Chico bate e Francisco também” ou será que é só no lombo do Chico e do Francisco nem pensar. Vamos ver o desenrolar destas investigações e o resultado delas, se foi para realmente acabar com a corrupção ou está servindo para somente acabar com o PT, até porque corrupção não é invenção do PT e nem privilégio deste partido.

  3. quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 13:56 hs

    kkkk….Dr. Moro foi rápido no gatilho e cortou a intenção dos petralhas .
    ALÔ PTistas , Dr. Moro não se vende, vocês não passarão

  4. jose
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 13:59 hs

    Não Cesar, vc está errado, a armadilha do advogado era para ele responder e citar nomes, aí sim viraria pizza porque se ele falasse um nome o advogado espertamente iria pedir para subir o processo todo para o STF e aí sim teria a pizza, na mão dos fachin, levandowski, barrozo, etc…

  5. Marcelo
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 15:47 hs

    – Isto, por si só prova que a lava jato PODE estar sendo direcionada, pois, penso que o certo era ter deixado responder, pois que, se assim não o foi, a justiça estará deixando de ser plena, já que, a parcialidade ficou estampada. E se existir pessoas com for privilegiado, qual o problema? – Que se julgue neste foro. Está na hora de todos fazermos as coisas certas, pois, do modo como foi, em tese, até a justiça está utilizando-se do jeitinho brasileiro, sabe-se-lá com que intenção.

  6. sgto tainha
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 18:03 hs

    Na na ni na NAO! Mesmo! Isso inflinge a sumula…Eles estao sob juramento e nao, digo NAO! podem dar manga pra citar gente com fodo Privi…tendeu? É isso oque os mafiosos querem. tirar das maos do EXC Juiz Sergiao MORO! Morô??

  7. My God
    quinta-feira, 3 de setembro de 2015 – 18:54 hs

    Daí a César o que é de César. O inferno aos petistas. Eles vão conseguir o que nenhum governante conseguiu. Uma revolução. Não será bolivariana.

  8. Do Interior....
    sexta-feira, 4 de setembro de 2015 – 8:46 hs

    Corretíssimo Sergio Moro. O advogado dos petralhas, querendo que o acusado citasse nome dos envolvidos com foro privilegiado, fez a pergunta capciosa, com o fim de anular o processo, caso o nome de deputados fossem citados em depoimento formal.

    Ao contrário, o nome de Gleise, é citado nos inquéritos de da PF que é outra história. Por isso, não há que se falar em dois pesos e duas medidas.

  9. Xereta
    sexta-feira, 4 de setembro de 2015 – 9:32 hs

    O juiz ñ deveria ter permitido a pergunta do adv. Deveria ter alertado o RP a não responder..

  10. CRISTOVÃO
    sexta-feira, 4 de setembro de 2015 – 10:18 hs

    Beleza Sergio Moro, tentaram mais uma armadilha e caíram do cavalo, aliás, pau que bate em Chico pode não bater em Francisco sim, para o bom andamento do processo…….Dai a Cesar o que é do Marcelo

  11. M.E.J.
    sexta-feira, 4 de setembro de 2015 – 14:54 hs

    O Advogado, dando uma de esperto, queria melar o depoimento.

    Moro, mais esperto, impediu o falsete.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*