Dilma lutará para manter vetos no Congresso | Fábio Campana

Dilma lutará para manter vetos no Congresso

image

da Gazeta do Povo

O governo Dilma Rousseff (PT) se prepara para enfrentar nesta terça (22) uma prévia da batalha sobre o ajuste fiscal no Congresso. Sessão conjunta da Câmara Federal e do Senado vai apreciar 32 vetos presidenciais. Dois deles, se derrubados pelos parlamentares, vão gerar um impacto de R$ 15,7 bilhões nas contas federais por ano – o valor equivale à metade dos R$ 32 bilhões estimados em arrecadação com a nova CPMF.

Confira os vetos polêmicos no Leia mais.

O primeiro atingiu a extensão da regra de correção do salário mínimo aos aposentados do INSS, que desencadearia gastos anuais de R$ 9,2 bilhões, de acordo com o Ministério da Previdência. O segundo impediu o reajuste médio de 59,5% aos funcionários do Judiciário, que seria concedido nos próximos quatro anos. Nesse período, o aumento de gastos seria de R$ 6,5 bilhões. Depois, de R$ 10 bilhões.

Um terceiro veto, que barrou o fim do fator previdenciário, também vai medir o prestígio de Dilma. A princípio, a proposta não teria agora impacto nas contas atuaiss da União, mas tem potencial para gerar um rombo de R$ 175,2 bilhões entre 2030 e 2055.

Manter os vetos é considerada a prioridade política número 1 de Dilma nesta semana. Em reunião na segunda-feira (21), a presidente pediu atenção máxima às votações. O Planalto entrou em contato com os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pedindo para impedir a votação dos vetos. O risco de derrota também levou o Planalto a adiar o envio do pacote fiscal ao Congresso, que estava previsto para a segunda.

“Amanhã [esta terça] é o grande dia para entender qual é a disposição dos parlamentares: se há comprometimento para uma saída da crise econômica ou se a maioria só está interessada em disputa política”, diz o deputado paranaense Ênio Verri (PT).


2 comentários

  1. Leo Pogo
    terça-feira, 22 de setembro de 2015 – 11:37 hs

    O Governo Federal o Senado e a Câmera dos Deputados estão perdidos é uma verdadeira bagunça os assuntos são tratados com o interesse politiqueiro, toma la da cá,, eles precisam trabalhar em harmonia para resolver a crise criada pela ma gestão do governo Lula e continuado pelo governo Dilma . A filosofia de tudo pelo social não funciona é preciso investir naquilo que gera recursos para aplicar uma parte no social para setores que realmente precisam, possibilitando com isso oferta de empregos fazendo a população carente a trabalhar e não ficar dependente da famigerada bolsa família,, minha casa minha vida etc que deverão ser pagos com o trabalho de cada um valorizando com isso o cidadão para torna-lo independente e não custeado eternamente. pelo governo.Agora mais carga tributária para o momento seria um desastre a expectativa seria cortar gastos a curto prazo e medidas de solução séria e definitiva a longo prazo.

  2. Francisco Foltrani Freire
    terça-feira, 22 de setembro de 2015 – 12:06 hs

    Os vetos só não serão derrubados se o PMDB – cordão umbilical do PT – estiver em conchavo com o governo para tentar melar a LAVA JATO. Quem vai sofrer nais nessa estória são os APOSENTADOS, que ntes era defendidos pelos petistas como ponto de honra, agora estão colocando-os a escanteio. O PMDB nacional também está a beira do abismo, pois com o PT são cúmplices nos MALFEITOS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*