'De tanto falar a respeito, Dilma ajuda a tornar o impeachment uma coisa natural', por Noblat | Fábio Campana

‘De tanto falar a respeito, Dilma ajuda a tornar o impeachment uma coisa natural’, por Noblat

dilma- roussef

do Ricardo Noblat

O impeachment da presidente Dilma Rousseff avançou, ontem, duas casas.

A primeira com a entrega a Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, de informações adicionais ao pedido de impeachment feito pelo jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT.

Segundo Miguel Reale, jurista ligado ao PSDB, foram incluídos no pedido de Bicudo dados sobre as “pedaladas fiscais” e decretos do governo Dilma sem suplementação de recursos, o que configuraria crime de responsabilidade.

Na ocasião, ao seu modo, Eduardo prometeu ser ágil:

– Nunca se pode pedir a um juiz o momento em que ele vai dar sua sentença. Não tenho prazo, mas é óbvio que não vou ficar a vida inteira para responder. Não o farei de forma leviana.

A segunda casa ocupada pelo impeachment se deu com a decisão da ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral, que liberou para análise em plenário um processo movido pelo PSDB em que o partido pede a cassação do mandato de Dilma.

Correm ali quatro pedidos de abertura de processos contra Dilma. E já há maioria de votos de ministros favorável a abertura de um deles. Nesse, Dilma é acusada de ter abusado do poder político e econômico para se reeleger no ano passado.

Dilma está nervosa com tudo isso. Pelo terceiro dia consecutivo, chamou de golpe qualquer tentativa de removê-la da presidência. Alega que jamais impediu que a polícia e o Ministério Público investigassem casos de corrupção. E diz que nada fez de errado.

A insistência de Dilma em tratar do assunto em público contribui para banaliza-lo. Retira o ar de gravidade que o cerca. A discussão a respeito torna-se algo natural. Para Dilma, perigosamente natural.

Ao fim e ao cabo, é tudo o que desejam a oposição e aqueles que enxergam vantagens para o país no eventual impeachment dela.


7 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 14:22 hs

    Desperate Presidenta é o nome a novela, cujo final já se tem alguma ideia e que poderá ser renúncia, botinamento por impeachment ou suicídio. Como no Brasil já tivemos renúncia (de Jânio querendo voltar) e suicídio (com direito a carta testamento e melodramas populares) e um impeachment demi-bouche (porque Collor renunciou antes), resta que o ciclo se completará com um impeachment verdadeiro. Como a teimosia de madama presidenta é conhecida, pode haver resistência. Apelo aos amigos do STF ou às armas do “exército” de Brancaleone Stédile ou do presdente da CUT (que conclamará todos do alto de seu apartamento da sua empreiteira favorita). Gritos de desespero, acusações de tramoias, Lula clamando por justiça e por aí vai. Talvez saia arrastada com as unhas cravadas no chão. Mas, o final chegará…

  2. francesco
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 14:49 hs

    ,E um absurdo, essa mulher que elegeram à presidência além de estúpida, um tanto analfabeta, não é capaz de junta o lè com o cré. Estou para ver uma anta governanta e burra como ela, Arre égua

  3. Francisco Foltrani Freire
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 15:13 hs

    Dilma dizer que nada fez de errado. Começou errando quando era Presidente do Conselho de Administração da Petrobras que deu PARECER favorável, autorizando a compra da USINA DE PASEDINA (EUA), que deu um pequeno prejuízo de U$2,5 BILHÕES. Ainda no seu governo as ações da Petrobras valiam R$87,00 e agora não alcança R$20,00. Era a oitava Cia. do Mundo hoje é a 157. A situação financeira e economia está em queda livre, culpa de um governo ineficiente e incaçaz de resolver os problemas que se apresentm diariamente Só festas e jantares com Ministros, deputados e senadores da base aliada. Gasta fortunas em publicidade (BILHÕES) . Gasta para passar uma noite bum hotel em Portugal a bagatela de R$127 mil por uma noite, isto, tendo aposento reservado na Embaixada. Que ela é comunista todos sabemos, mas não sabíamos que gostava tato de dinheiro.

  4. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 15:19 hs

    Noblat padece de fadiga autoritária,aprendeu com o Merval.

  5. MANOEL BOCUDO.
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 15:35 hs

    ELA MESMA VAI VOTAR CONTRA ELA DE TANTO PENSAR
    NA BOTINADA QUE PODE LEVAR NO PLANALTO.

  6. Boca aberta II
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 17:03 hs

    Então ela é uma ANTA e ponto final.
    É para rir, pois será a primeira anta no mundo a renunciar.

  7. Juca
    sexta-feira, 18 de setembro de 2015 – 17:38 hs

    SS, Calça Frouxa do traseirinho tatuado para de falar bobagem.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*