'Combate da violência à mulher é prioridade de governo no PR' | Fábio Campana

‘Combate da violência à mulher é prioridade de governo no PR’

fernanda richa2

A secretária Fernanda Richa (Trabalho e Desenvolvimento Social) disse nesta sexta-feira, 25, em Cascavel, que o enfrentamento à violência contra mulher é prioridade de governo no Paraná. “Temos ações e programas que acontecem em várias áreas, que vão desde a assistência social, trabalho, fomento, saúde e educação”, disse Fernanda na III Conferência Intermunicipal de Políticas para Mulheres da Região Oeste do Paraná.

Durante o encontro, que reúne 400 participantes, Fernanda fez um balanço das principais ações e programas desenvolvidos no Estado na garantia dos direitos das mulheres e anunciou um novo projeto que atenderá todo o Estado. “O desenvolvimento pleno da mulher é a nossa principal meta”, disse.

Fernanda anunciou que os 22 escritórios regionais da Secretaria do Trabalho vão receber veículos, modelo Van, unidades móveis que vão percorrer as cidades para levar informações sobre a garantia de direitos das mulheres. “Essas unidades visitarão principalmente os municípios que possuem os maiores índices de violência contra a mulher.”

Investimentos
A secretária destacou que, de janeiro 2011 a agosto de 2015, o Governo do Estado investiu R$ 1,2 bilhão em ações e programas voltados para a criança e adolescentes, assistência social, garantia de direitos e para a área Trabalho.

Entre as ações que fazem parte da política da mulher, destaca-se a criação do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, em 2013, e o lançamento do Plano Estadual de Políticas para Mulheres, que nasceu da mobilização de quase 2 mil mulheres.

No Paraná, as mulheres contam também com o Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Neste espaço, que funciona em Curitiba, são oferecidos atendimento e acompanhamento psicológico, social, jurídico, orientação e informação às mulheres que sofrem algum tipo de violência.

O trabalho de atendimento preventivo às mulheres e suas famílias é feito em 556 Centros de Referência de Assistência Social existentes hoje no Estado. Desde 2011, o Governo do Estado entregou 42 Cras aos municípios paranaenses. O Paraná possui ainda 156 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que estão localizados em 133 municípios.

Mais ações
A mulher também é prioridade no Família Paranaense, principal programa do Governo do Estado para atendimento às famílias que vivem em vulnerabilidade social. Desde que foi criado em 2012, o programa atendeu 188,6 mil famílias, 171 mil delas com a transferência direta de renda.

Na área da Saúde há o programa Mãe Paranaense que oferece serviços de saúde que são referência na atenção materno-infantil. O Governo do Paraná está investindo R$ 495 milhões na implantação e consolidação da Rede Mãe Paranaense.

No estado, as mulheres vítimas de violência sexual também passarão a receber um atendimento mais ágil e humanizado em hospitais de referência. Com isso, elas não precisarão ir a delegacias e ao Instituto Médico Legal.

Outro serviço oferecido pelo estado é o de exames gratuitos de DNA para a investigação de paternidade de crianças e adolescentes que não têm condições de arcar com os custos do procedimento. De 2011 até agora foram realizados 1.384 exames.

Ainda para atender as mulheres vítimas de violência, o Governo do Estado, conta com 17 Delegacias da Mulher.

Neste momento, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social estuda a regionalização das casas abrigo para mulheres vítimas de violência e na criação de um sistema que fará o mapeamento da violência contra a mulher no Paraná.


Um comentário

  1. FISCAL DE REALEZA
    sábado, 26 de setembro de 2015 – 14:44 hs

    E VIOLENÇIA CONTRA PROFESSORES TAMBEM É PRIORIDADE DO BETO QUANTO MAIS BATE MAIS SEM VOTOS ELE FICA

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*