Aos pedaços | Fábio Campana

Aos pedaços

do Painel, Folha de S. Paulo

A decisão do Supremo Tribunal Federal de fatiar as investigações da Operação Lava Jato foi bem recebida no Palácio do Planalto. Ministros de Dilma Rousseff argumentam que o desmembramento, além de ser uma decisão jurídica acertada, dilui a tese de um grande esquema de corrupção interconectado. Lembram que o próprio Ministério Público já defendeu a separação, ao propor que os inquéritos de Aloizio Mercadante (PT) e Aloysio Nunes (PSDB) não ficassem com Teori Zavascki.


10 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 10:44 hs

    A decisão, jánota bem, que ninguém fez muita força para que fosse diferente.

  2. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 10:59 hs

    Um velho e sábio político que conheci, dizia que no Brasil a gente tem que apostar na esculhambação, porque tudo sempre acaba virando mingau. Quem aposta na esculhambação sempre ganha.

  3. paulus
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 11:09 hs

    Realmente nossas instituições não tem credibilidade, mais um acordão vem por ai,

  4. Tostão
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 11:14 hs

    Esta país apodreceu de vez em todos os cenários.

  5. Francisco Foltrani Freire
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 13:13 hs

    ORA E QUEM QUE VAI QUERER O APOIO DE LULA E D DILMA, SEM CONTAR O ANDRÉ VARGAS E A GLEISI ? Quem se habilita

  6. Diomar
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 13:25 hs

    Repetindo o que eu já disse: Com a palavra os Senhores Comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica. São os únicos que podem colocar a casa em ordem e acabar com essa gigantesca nuvem de vergonha que cobre nosso País querido.

  7. quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 13:50 hs

    Será profundamente lamentável se isso tudo virar uma grande pizza. Será definitivamente a revogação do que resta de moralidade e esperança em nosso país. Como é que nós vamos nos olhar no espelho no “day after”. Como exigir conduta ilibada do cidadão comum? Como ficará a lei da ficha limpa? Como ter moral para punir um ladrão de galinhas? Acho que só a pressão da opinião pública monitorando sistematicamente este processo poderá garantir algum resultado diferente do que sai do forno das pizzarias. Com certeza este fatiamento e pulverização dos processos irá dificultar a fiscalização do povo.

  8. O ANTAGONISTA
    quinta-feira, 24 de setembro de 2015 – 14:27 hs

    A tese de Toffoli e Lawandowski, vitoriosa por 8×2 no STF, não tira a senadora Gleisi Hoffmann do foco da Justiça, nem da mira do juiz Sérgio Moro. Se a Pixuleco II será investigada por outro juizado, o envolvimento de Gleisi na Lava-Jato, denunciado por Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef (acusaram a senadora de levar um R$ 1 milhão em propina do Petrolão), continua. A mesma coisa acontece com a Operação “Nessun Dorma”, que investiga as propinas distribuídas pela Engevix para carrear obras superfaturadas na Petrobras, também tem Gleisi Hoffmann como estrela.

    ucho.info

  9. FUI !!!
    sexta-feira, 25 de setembro de 2015 – 4:33 hs

    O STF já era. É composto por uma PTzada que nem cérebro tem.
    Se falar difícil é o lema do STF é melhor colocar um bando de lou-
    cos lá dentro…

  10. EU ORA
    sexta-feira, 25 de setembro de 2015 – 11:23 hs

    ””””””’ISTO SIM É UM VERDADEIRO GOLPE”””””’

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*