Suspeitos da morte de investigador da PC em restaurante são presos | Fábio Campana

Suspeitos da morte de investigador da PC em restaurante são presos

nielsen-divulgacao

da Banda B:

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) da Polícia Civil (PC) prendeu, em uma operação nesta manhã, onze pessoas envolvidas em assaltos na região de Curitiba. Segundo a assessoria de imprensa da PC, dois dos presos estão envolvidos na morte do policial civil Nielsen Custódio da Silva (foto), de 37 anos, morto durante um assalto a um restaurante japonês na noite do último dia 28.

A arma do crime foi encontrada e seguiu para o exame de balística.

A polícia acredita que Nielsen foi reconhecido por um dos bandidos durante o assalto e, por esse motivo, acabou morto. O crime aconteceu dentro do estabelecimento, que fica no bairro Vila Izabel, em Curitiba, enquanto o policial jantava com a esposa. As investigações apontam que o policial não conseguiu sacar a arma e que teria sido alvejado por um disparo de arma de fogo. O policial era lotado na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba.

A PC ainda não passou detalhes sobre a operação e os presos. Uma coletiva de imprensa está marcada para acontecer na tarde de hoje. A informação é que quatro pessoas estavam envolvida no assalto que terminou com a morte de Nielsen.


2 comentários

  1. LUIZ
    quinta-feira, 6 de agosto de 2015 – 11:40 hs

    PRENDER ESSES LIXO,PRA QUE,LEVA DAR UMA VOLTINHA NAS ” QUEBRADAS “,JUSTIÇA FEITA E MUITO MAIS BARATO.

  2. leandro
    quinta-feira, 6 de agosto de 2015 – 20:21 hs

    Pois é , os assaltantes que mataram o policial tinham arma. Nós não podemos ter, o jovem policial , armado, ao cumprir sua missão como policial foi estupidamente morto.
    Nem o conhecia, porém sinto por sua morte ainda mais nas mãos de um marginal que anda armado, premedita qualquer crime, até o de oportunidade e nós ficamos a mercê desses sujeitos.
    Nós, verdadeiros mortais ficamos na boa vontade de políticos e alguns imbecis que acham que a proibição de ter arma é crime.
    Os deputados e os babacas que acham que população não pode ter uma arma estão por fora do que acontece.
    O que não pode é assaltar, matar seviciar estuprar e violentar nós e nossas famílias e depois mesmo presos terem o benefício da “progressão de regime penitenciário”.
    A Polícia prende, o judiciário julga e o Congresso solta por não adaptar a lei ao crime cada vez mais feroz.
    Claro que algum imbecil poderá dizer: ” E o que adiantou a arma, o policial portava uma e morreu?” Pois bem é isso mesmo imaginem só, o policial, portando uma arma foi brutalmente assassinado e nós que os marginais sabem que não temos sequer uma pistola de um tiro calibre 22.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*