'Situação das prefeituras beira o caos', diz Amop | Fábio Campana

‘Situação das prefeituras beira o caos’, diz Amop

O presidente da Amop, Amarildo Rigolin, prefeito de Santa Tereza do Oeste, disse nesta quarta-feira, 5, que a situação das prefeituras brasileiras “beira o caos”. “A situação beira o caos. Nós prefeitos estamos com dificuldade inclusive de honrar a folha de pagamento de servidores e dar continuidade a serviços essenciais à população, como saúde e educação. É preciso que a comunidade oestina se some a essa luta, porque é de todos”, disse Rigolin em apoio ao protesto dos prefeitos em Brasília pelo novo pacto federativo.

Rigolin lembra que o governo federal tem deixado de honrar compromissos importantes, como o repasse de emendas parlamentares, recursos referentes a convênios e paralisou obras que estavam em andamento. A Amop e outras entidades municipalistas fazem parte da mobilização em protesto contra a crise que assola as prefeituras de todo o País. Para Rigolin, a luta dos prefeitos é mais do que justa.


8 comentários

  1. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 5 de agosto de 2015 – 16:45 hs

    O DINHEIRO QUE ERA PARA VIR PARA OS MUNICÍPIOS QUEBRADOS, ESSES
    CANALHAS ROUBARAM TUDO, AGORA DEIXAM OS GESTORES DE PIRES NA MÃO. QUEM AGUENTA FAZER OBRAS SEM DINHEIRO, OS REPASSES DO GOVERNO FEDERAL, DEVE ESTAR NA CONTA DO ZÉ DIRCEU.

  2. Cesar
    quarta-feira, 5 de agosto de 2015 – 16:53 hs

    É fruto do corte promovido pelo ministro mãos de tesoura Levy.Claro que sob as ordens da Dilma(o Levy é marionete dela!).
    O Levy e a Dilma diminuiram o repasse do fundo de participação dos municípios em 30 % neste ano.
    Fora isso,os grandes prefeitos lotaram as prefeituras por meio de diversos concursos,agora tem-se uma enormidade de funcionários concursados,que não podem ser mandados para a rua.A situação é calamitosa mesmo…

  3. Albert
    quarta-feira, 5 de agosto de 2015 – 19:28 hs

    Prefeito é para administrar o dinheiro que tem. Vai reclamar o que?

    Veja se tem algum prefeitinho desses que vai mandar seus apadrinhados prá casa.

    Uma enquete muito simples: Quantas primeiras damas estão empregadas -RECEBENDO SALÁRIOS – dessas prefeituras.

    POR FAVOR – os tempos são outros, os caras estão no mundo da lua. Voltem para a planície dos mortais.

    E as câmaras municipais – um antro de …..

  4. Carlos Sampaio
    quarta-feira, 5 de agosto de 2015 – 21:12 hs

    Esses prefeitos deveriam demitir os cupinhas deles que sobrariam mais dinheiro.
    Um bando de chorão.

  5. Carlos
    quarta-feira, 5 de agosto de 2015 – 22:36 hs

    FALTA COMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA DOS GESTORES PÚBLICOS. PORQUE DINHEIRO TEM. SÃO OPORTUNISTAS.

  6. Edson
    quinta-feira, 6 de agosto de 2015 – 9:49 hs

    Os prefeitos, em sua maioria, embarcaram no oba-oba do governo petista e gastaram irresponsavelmente, achando que o país nunca entraria em crise. Entraram naquela de projeto de poder e não de projeto de governo ou de município. Em sua maioria, eram puxa-sacos do Lula, Dilma e caterva. Agora, ao invés de pires, estão com o penico nas mãos. E vão deixar as cagadas (desculpem a expressão) para as gerações futuras.

  7. quinta-feira, 6 de agosto de 2015 – 9:52 hs

    O que me entristece é que o povo que mais precisa dos serviços sociais da prefeituras, são os mesmos que garantiram a eleição da atual presidente do país, cujo grupo, segundo apurações da LAVA JATO, roubavam bilhões e uma pequena parcela deste valor , eram usados para pequenos agrados aos eleitores, tipo, roubo mil e dou 1 , para nos garantirem no poder.Uma vergonha.

  8. antonio carlos
    quinta-feira, 6 de agosto de 2015 – 17:50 hs

    Tirou as palavras da minha boca Alessandra, agora este zé povinho e os seus alcaides que se aguentem, só estão tendo o que pediram. O mesmo se dá com o Betinho Banana. Só nos resta rezar, e rezar muito para que o tempo passe logo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*