Paraná perdeu R$ 8,22 bi com as desonerações | Fábio Campana

Paraná perdeu R$ 8,22 bi com as desonerações

Estudo da Associação dos Municípios do Paraná junto à Confederação Nacional dos Municípios aponta que, apenas com a desoneração do IPI e do Imposto de Renda, os 399 municípios paranaenses deixaram de receber R$ 8,2 bilhões de 2008 a 2014.

A contrapartida, segundo os prefeitos, foi amarga porque as despesas só aumentam. Apenas em relação ao piso nacional do magistério, as prefeituras gastaram a mais R$ 322,8 milhões apenas em 2015. Para o presidente da AMP, Marcel Micheletto (PMDB), os dados mostram que o governo federal não honra compromissos com as prefeituras, reduz substancialmente os repasses e empurra novas responsabilidades aos municípios. “Chegou a hora de dar um basta. A sociedade precisa saber que as prefeituras tentam fazer de tudo para melhorar a qualidade de vida do cidadão, mas a União, além de não fazer a sua parte, prejudica o nosso trabalho”, afirmou Micheletto, prefeito de Assis Chateaubriand.

Micheletto defende a necessidade da revisão urgente do pacto federativo para equilibrar a distribuição de recursos entre União, Estados e Municípios. Este é um dos pontos principais no projeto que revê o pacto que tramita no Congresso Nacional, mas ainda não tem data para ser votado. O projeto precisa ser aprovado agora para entrar em vigor a partir de janeiro de 2016. “Estamos na UTI, cada vez mais perto da insolvência. Costumo dizer que o município é o primo pobre entes os entes da federação. Pois agora é o primo miserável”, disse.


2 comentários

  1. Helena
    sexta-feira, 7 de agosto de 2015 – 23:56 hs

    Bem feito, muitos prefeitos ficaram em cima do muro nas eleições do ano passado. Estão recebendo a conta da covardia silenciosa da omissão e da falta de responsabilidade com o povo brasileiro.

  2. Do Interior....
    sábado, 8 de agosto de 2015 – 8:30 hs

    Marcel, é que o dinheiro foi repassado, mas aos cofres do PT e PMDB, os partidos mais corruptos do mundo.

    Por isso os municípios e estados estão quebrados.

    Tática semelhante dos partidos de esquerda socialistas, o PT suga o estado até a falência. A mentira pregada pelas esquerdas duram até durar o dinheiro do estado.

    Além disso, tem que desviar/tirar o dinheiro de repasse obrigatório dos municípios e dos estados para manter o bolsa família, caso contrário eles não ganhariam a eleição nem no inferno.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*