O colapso irrecuperável do petismo | Fábio Campana

O colapso irrecuperável do petismo

mail.google.com

Reinaldo Azevedo

O “petrolão” já tem uma derivação: o “eletrolão”. Com mais algumas enxadadas, novas minhocas podem brotar. Quem sabe o “estradão”, “meu casão meu vidão”, “saudão”, “escolão”, “pacão”… E quantos outros aumentativos vocês queiram rimar aí para indicar um estado que foi literalmente assaltado pelo crime e que não tem solução.

O governo desapareceu. Dilma se alimenta de algumas esperanças que, embora plausíveis, têm pouco efeito prático para ela. Pensemos em Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara. A sua situação vai, por desdobramento óbvio, se agravar –afinal, é certo que será denunciado por Rodrigo Janot.

Digamos, só por hipótese, que Cunha saísse de cena. Dilma ficaria rigorosamente onde está. Seu discurso dialoga cada vez mais com os rinocerontes que batem à porta. A mais recente contribuição da presidente, todos vimos, foi anunciar que, tão logo cumpra no ProUni a meta que faz questão de não ter, pretende dobrá-la. Fez tal raciocínio especioso uma vez. Achou pouco. Repetiu-o. A claque aplaudiu.

Em todas as outras crises, antes ou depois de 1964, sempre houve ao menos com quem conversar. Quando a conversa falhou… Conversar sobre o quê? Não precisa ser sobre um arranjo de compadres, táticas ou estratégias para conter as investigações ou conchavos, conluios e conspiratas. Há, é evidente, um núcleo de interesses que não diz respeito ao governo ou à oposição, mas ao país. Até Lula, apesar dos discursos rombudos, mantinha interlocutores.

Desta feita, não há ninguém, o que decorre também das escolhas feitas pela presidente para cuidar da política. O vice, Michel Temer, reconheça-se, até que tenta esfriar a crise com falas moderadas, ensaiando a constituição de um núcleo de governabilidade no Congresso, mas a realidade insiste em atropelá-lo. Eis aí o “eletrolão” tomando vulto, com todos os elementos necessários para causar um curto-circuito também no PMDB.

Até João Santana, competentíssimo na sua área, mostra que se deixou contaminar pelo clima de bunker sitiado. O ator que vai conduzir o programa do partido na TV, no dia 6, é uma espécie de “hater” profissional, que sempre escolheu com os críticos do governo, nos embates nas redes sociais, as armas da agressão verbal e da desqualificação. Na prática, Dilma e o PT vão convocar o megaprotesto do dia 16.

Esse costuma ser o fim de governos em crise. Mas estamos apenas no começo. É o colapso do petismo. Não sobrou ninguém nem para acender a luz.


5 comentários

  1. Sergio Silvestre
    sábado, 1 de agosto de 2015 – 17:19 hs

    E o Reiinaldo Azevedo hein,continua com o carimbo do PSDB na testa.

  2. Johan
    sábado, 1 de agosto de 2015 – 18:39 hs

    Caro FÁBIO, uma leitura atenta dessas notícias dá para imaginar que a entrada em cena do EDUARDO CUNHA foi proposital para propor o lançamento de uma cortina de fumaça pela CPI do Petrolão, que está acontecendo na Câmara. Com as ações do destemperado CUNHA abriu-se um espaço para acontecer uma blindagem total das maiores autoridades políticas da REPÚBLICA de todos os partidos relacionados e cooptados pela ORGANIZAÇÃO, PP, PMDB, PSB, PCdoB, PSDB que estão recebendo recursos desviados da nação para a locupletação total dos mesmos. Nessa blindagem, as investigações cessariam, a DILMA A LOUCA passa o mandato para indicado, que tenha algo de credibilidade, o DUENDE LULLA retira-se da vida política comprometendo-se a não ser mais candidato a nada, levando consigo os demais membros da quadrilha e todas as demais lideranças dos partidos envolvidos. Somente dessa maneira o país será PASSADO A LIMPO, sem uma revolução da sociedade. O país não suporta mais esperar essa conclusão. O dia 16 de agosto está a 15 dias. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a moblização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel. Apoio o PEDIDO de RENÚNCIA JÁ, da DILMA A LOUCA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  3. Leonardo da Silva
    sábado, 1 de agosto de 2015 – 21:08 hs

    Ué? Reinaldo Azevedo parou de atacar o Juiz Moro e defender os empreiteiros?

  4. Jose Inácio Brusco
    sábado, 1 de agosto de 2015 – 22:51 hs

    O escândalo que realmente derrubará o PT, será chamado O BOBALHÃO, e acontecera quando metade dos petistas fanáticos perceberem que foram usados e feitos de palhaços pelo partido!

  5. FUI !!!
    domingo, 2 de agosto de 2015 – 4:12 hs

    O que todos nós brasileiros de boa índole e “pensantes” que não votaram
    nesta taturana malfadada da Dilma espera é que o PT seja enterrada de vez
    e que o Brasil veja a esmagadora caterva de ladrões no xilindró. Precisamos
    recuperar o otimismo e sorriso que só o brasileiro tem. Ainda há tempo desde
    que possamos exterminar esta praga do PT.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*