MST ocupa pedágio e libera tarifa no Oeste | Fábio Campana

MST ocupa pedágio e libera tarifa no Oeste

mail.google.com

O MST ocupou duas praças de pedágio na BR­277, no Oeste, nesta segunda-­feira (3) e liberou a cobrança da tarifa. Motoristas estão passando sem pagar nos postos de Cascavel e Laranjeiras do Sul. A manifestação é nacional e o movimento ocupa vários prédios do Ministério da Fazenda espalhados pelo Brasil.

O ministro da pasta, Joaquim Levy, é um dos principais alvos das manifestações, mas o MST não esconde o descontentamento com a política da presidente Dilma Rousseff (PT). “A Dilma está no poder, mas não tem o poder. A gente sabe que ela também tem culpa disso [atraso no programa de reforma agrária]. Se ela lembrasse de onde veio, dos movimentos populares, ela se lembraria mais do povo e mandava essa burguesia para outro lugar”, diz Geni Teixeira, uma das líderes do movimento no Oeste do Paraná.

A manifestação do MST seguiu até as 16 horas e, segundo a líder do movimento, nesse período ninguém irá pagar a tarifa nos pedágios. Ao movimento diz que os protestos são contra a burocratização da terra, por mais crédito para assentamentos e incentivos a projetos agroecológicos. Somente na região Oeste existe, segundo o MST, cerca de mil famílias em acampamentos aguardando por um pedaço de terra.


2 comentários

  1. EU ORA
    terça-feira, 4 de agosto de 2015 – 0:27 hs

    – A PROVOCAÇÃO COMEÇOU. AS AUTORIDADES PRECISAM USAR DE MUITO CUIDADO AO ENFRENTAR ESTE BRAÇO ARMADO DO PT. LEMBREM DE CARAJÁS.

  2. LUIZ
    terça-feira, 4 de agosto de 2015 – 13:05 hs

    ESSA DE CARAJÁS DEVERIA SE REPETIR AO MENOS CINCO VEZES AO ANO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*