Desemprego atinge o maior nível para julho desde 2009, diz IBGE | Fábio Campana

Desemprego atinge o maior nível para julho desde 2009, diz IBGE

carteira de trabalho - foto

A taxa de desemprego alcançou 7,5% em julho, a maior para o mês desde 2009, quando atingiu 8%, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pelo IBGE. Ao considerar todos os meses do ano, é o maior valor desde março de 2010, quando ficou em 7,6%. Em junho deste ano, o índice ficou em 6,9% e, em julho de 2014, em 4,9%. A série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego começa em março de 2002. As informações são do Reuters/Veja.

A população desocupada atingiu 1,8 milhão de pessoas, alta de 9,4% frente a junho e de 56% na comparação com julho de 2014. Já a população ocupada ficou estatisticamente estável, em 22,8 milhões de pessoas, nas duas comparações. O rendimento médio real habitual dos trabalhadores chegou a 2.170,70 reais, praticamente sem variação na comparação com junho. No entanto, em relação ao mesmo mês do ano anterior, houve queda de 2,4%.

Na maioria dos setores pesquisados houve estabilidade no número de ocupados. Na contramão, os segmentos da Construção e da Indústria apresentaram declínio, de 5,2% e 4,0%, respectivamente. Já no setor de Educação, saúde, administração pública houve alta de 4,2%.

Regiões – Na comparação com julho do ano passado, o desemprego cresceu em Salvador (de 8,9% para 12,3%); São Paulo (de 4,9% para 7,9%); Recife (de 6,6% para 9,2%); Rio de Janeiro (de 3,6% para 5,7%); Belo Horizonte (de 4,1% para 6,0%) e Porto Alegre (de 4,3% para 5,9%).

Os resultados de julho mostram a continuidade da deterioração do mercado de trabalho desde o fim do ano passado, depois de um longo período de desemprego na mínima histórica mesmo com a economia já então praticamente estagnada.

A piora do mercado de trabalho – que vinha sendo uma das principais bandeiras do governo da presidente Dilma Rousseff e embalou sua campanha pela reeleição – é um componente importante da crise econômica e política pela qual atravessa o país.


2 comentários

  1. MANOEL BOCUDO.
    quinta-feira, 20 de agosto de 2015 – 10:59 hs

    MOSTRA AI PARA SENADORA E REPRESENTANTE DO BETO
    CARRERO, A BONECA VIVE NO PAIS DAS MARAVILHAS,
    ACORDA BARBY, A COISA ESTÁ FEIA, CORTEM MINISTÉRIOS
    E CARGOS DE CONFIANÇA, É A SAÍDA. ACORDEM.

  2. Cesar
    quinta-feira, 20 de agosto de 2015 – 12:02 hs

    Calma pessoal,estamos só no começo da crise.Os economistas do próprio PT(daquela turminha genial da Unicamp) já estão falando em desemprego de 15% até o final do ano.O tombo do PIB deve chegar a -4%.
    O Levy se reune hoje com os governadores para acertarem um aumento generalizado do ICMS.Os governadores dizem que não terão dinheirinho para pagar nem os salários dos funcionários públicos se um aumento de ICMS não for acordado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*