Delegados criticam privilégio da promotora | Fábio Campana

Delegados criticam privilégio da promotora

O presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil, Cláudio Marques Rolin e Moura, esteve em Londrina ontem e rechaçou as informações de que Leila Schimiti, a promotora flagrada dirigindo em plena bebedeira, teria sido beneficiada pela Polícia Civil por ser promotora. “Muita gente começou a tecer críticas sobre o tratamento dado ao caso, mas o delegado de plantão agiu rigorosamente dentro da lei”, afirmou Moura, lembrando das prerrogativas de membros do MP. “Prerrogativa é privilégio, porque delegados, juízes e promotores devem responder como qualquer cidadão”, criticou o delegado.

Segundo Moura, deveria haver uma mudança na legislação para evitar tratamentos diferenciados a integrantes de órgãos do Judiciário. “A única garantia que deveria haver é inamovibilidade”, diz ele, sobre o direito que atualmente beneficia promotores, porém, não os delegados.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*