Delação premiada de Youssef reabre caso Copel/Olvepar | Fábio Campana

Delação premiada de Youssef reabre caso Copel/Olvepar

com informações da Gazeta do Povo

O juiz Fernando Fischer, da 2 ª Vara Criminal de Curitiba, homologou acordo de colaboração do doleiro Alberto Youssef. Youssef colabora com as investigações do Gaeco desde julho deste ano. A delação confirmou uma das provas da atuação de Alberto Youssef no esquema de lavagem de dinheiro. O doleiro foi flagrado por câmeras de segurança de uma agência do Banco do Brasil, em Curitiba, acompanhado pelo então tesoureiro da Copel e pelo advogado da Olvepar, no momento em que faziam transferências bancárias do dinheiro desviado.


3 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 27 de agosto de 2015 – 11:33 hs

    Esses ai sabem como roubar,são especialistas,

  2. observador
    quinta-feira, 27 de agosto de 2015 – 12:29 hs

    Alô Ministério Público. Tem que ver também como o dinheiro para a Olvepar foi liberado. E a PGE na época o que fala? Olho vivo !!

  3. antonio carlos
    quinta-feira, 27 de agosto de 2015 – 14:13 hs

    É isto aí, não podemos deixar isto passar, lugar de ladrões é na cadeia, e, fazendo eco as palavras do Betinho Banana, tudo precisa o que precisa ser investigado tem que ser investigado. E lugar de ladrão é na cadeia, até para os “parentes distantes”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*