China retrai, Bolsas do mundo despencam | Fábio Campana

China retrai, Bolsas do mundo despencam

Bolsas de valores despencam pelas dúvidas sobre a economia chinesa. Índice de Xangai tem uma queda de 8%, Tóquio cai 4,6%

EL País

A segunda-feira 24 de agosto é candidata ao título de um dos piores dias para as Bolsas do mundo inteiro nos últimos anos. Isso não é pouco em mercados que desde agosto de 2007, quando estourou a crise das hipotecas subrime nos Estados Unidos, registram muitos dias dignos de figurar nos livros de história como verdadeiros colapsos para os investidores. A semana começou tingida de vermelho pela preocupação sobre os rumos da economia da China –que as últimas medidas do Governo não conseguiram corrigir– e como reação às quedas de sexta-feira nos principais mercados europeus e norte-americanos O índice de referência das Bolsas chinesas, o de Xangai, caiu 8,49% no fechamento. É a maior queda registrada pelo índice neste verão boreal, que está se transformando num pesadelo para os investidores de renda variável no gigante asiático. De fato, é a maior baixa desde julho de 2007. O outro grande índice chinês, o de Shenzhen, mais focado em títulos de tecnologia, caiu 7,7%. Não é preciso voltar muito no tempo para encontrar um retrocesso maior, mas trata-se de um dos maiores deste novo terremoto.


Um comentário

  1. Sergio Silvestre
    terça-feira, 25 de agosto de 2015 – 14:34 hs

    Crise??????????????????A não,a China não vale,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*