Vaccari Neto diz ao STF que ficará em silêncio durante acareação | Fábio Campana

Vaccari Neto diz ao STF que ficará em silêncio durante acareação

vaccari1-

da Folha de S. Paulo:

A defesa do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto informou nesta terça-feira (7) ao STF (Supremo Tribunal Federal) que ele permanecerá em silêncio durante acareação com o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco. A acareação, marcada pela CPI da Câmara que investiga irregularidades na estatal, está prevista para quinta-feira (9).

Os advogados sustentam ao STF que, diante da decisão de seu cliente de permanecer em silêncio, a acareação de fato não será realizada e que, portanto, decidiram colaborar com a decisão do ministro Celso de Mello sobre o pedido de cancelamento da acareação, que foi solicitado por Barusco. O ex-gerente da Petrobras, diagnosticado com câncer ósseo, pediu o cancelamento diante do agravamento de sua saúde.

A defesa de Barusco afirmou que a exposição dele numa CPI poderia deixar seu quadro clínico ainda mais delicado. “No intuito de colaborar com Vossa Excelência para a decisão neste feito, presto tais informações, uma vez que o ato de acareação propriamente dito, na verdade não se realizará, e a dispensa do Sr. Pedro Barusco cancelará a sessão, evitando-se, assim, despesas desnecessárias de transporte das partes até Brasília”, justificou Luiz Flávio D’Urso, que defende o petista. Acusado de lavagem de dinheiro, corrupção e formação de quadrilha por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, Barusco pediu ao STF o cancelamento da acareação nesta segunda (6).

Além de depoimento ao lado de Vaccari, ele também tem marcado outro com Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras. Os advogados sustentam que pediram o cancelamento das acareações à CPI, mas não foram atendidos. Segundo o documento, o ex-gerente da Petrobras tem sentido fortes dores e formigamentos em membros inferiores e superiores, além da alteração em sua pressão arterial.

O pedido de Barusco será analisado pelo ministro do STF Celso de Mello, que ocupa a presidência do tribunal nesta semana devido ao recesso do Judiciário, quando são analisados casos considerados urgentes.

Providências

Diante da movimentação de Vaccari e Barusco, o comando da CPI enviou ao STF uma manifestações informando que tomou providências necessárias para garantir o bom tratamento a Barusco e defendeu a acareação. “A CPI colocou à disposição do depoente todos os recursos necessários, incluindo acompanhamento médico, acomodações adequadas e ajustamento de horários, tudo de forma a permitir-se a realização dos procedimentos de acareação considerados imprescindíveis pelos deputados”, informou.


6 comentários

  1. FUI !!!
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 12:55 hs

    Existe algumas situações idiotas nas leis brasileiras. Uma delas
    é poder ficar calado diante de uma audiencia. Se o cidadão optar
    por ficar calado nem precisaria comparecer à audiencia e se com-
    parecer e ficar mudo em todas as perguntas deveria ser considera-
    do em concordancia com o fato.

  2. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 13:03 hs

    TAMBÉM SE ABRIR O BICO !!!!!!!!

  3. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 14:11 hs

    Deveria se aplicar um dos ditos mais antigos e esparramados do mundo, o Quem cala, consente!

  4. TARZAN
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 16:12 hs

    É só batendo com a mandioca que ele abre o bico. Arma secreta da Dilma.

  5. O BOM
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 16:46 hs

    Amarre no poste como fizeram no Maranhão pra ver se conta ou não conta tudo que sabe.

  6. MÃE
    quarta-feira, 8 de julho de 2015 – 18:57 hs

    Deveria de condenar pois calou é sentença.
    e fazer as despesas de viagem tudo por conta deles. não fala tem pena maior, e despesas pagas por eles. simples assim.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*