"Tudo o que pude fazer, eu fiz e vou fazer mais", diz Beto Richa | Fábio Campana

“Tudo o que pude fazer, eu fiz e vou fazer mais”, diz Beto Richa

O governador Beto Richa (PSDB) disse nesta terça-feira, 22, a duas professores em Ponta Grossa que já fez tudo o que pode aos professores estaduais, em relação aos reajustes dos salários e ampliação da hora atividade, e se puder vai fazer mais ainda para a categoria.


10 comentários

  1. Walderez Pohl da Silva
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 18:41 hs

    Por que não fez? Beto Richa nunca mais! Até meu neto de 8 anos sabe em que nunca vai votar.

  2. jefferson
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 19:13 hs

    Esses professores ja encheram o saco.acham que o governo tem que trabalhar so pra eles.esquecem ou nao querem saber que o governo tem outras areas a ser trabalhada.o governo nao pode virar gestor de RH.Por favor deixem o homem trabalhar.

  3. oliveira
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 19:53 hs

    “Tudo o que pude fazer, eu fiz e vou fazer mais”, diz Beto Richa
    “O melhor está por vir”, diz Beto Richa
    Será que alguém acredita nesse mentiroso?!

  4. COMANDO
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 8:43 hs

    Dois mil e dezoito…

  5. Emanuelli Alessandra
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 9:05 hs

    Que homem bom e honesto, chorei de emoção !

  6. zangado
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 11:32 hs

    Só não faça mais do mesmo da gestão anterior, pelamordedeus !!!

  7. PARANAENSE
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 12:21 hs

    Concordo com voce Jefferson deixem ele RIcha passear…

    Um grupo de advogados criminalistas de Cascavel, região Oeste do Paraná, está fazendo pela 15ª Subdivisão Policial o que governador Beto Richa (PSDB) não faz: bancando a troca das telhas do cadeião para garantir condições mínimas aos presos.

    Um dos advogados, Luciano Katarinhuk, explica que a decisão foi tomada por que estava chovendo muito dentro das celas. “Está chovendo mais dentro do que fora. A comunidade, no senso comum, entende que não tem que investir, mas todo preso um vai voltar para a sociedade; e do jeito que está, ele vai voltar pior do que entrou”, afirmou.

    O advogado até comparou a estrutura da 15ª Subdivisão Policial com a do zoológico da cidade. “A cadeia é uma bomba relógio no centro da cidade, uma fábrica de ódio. Até os bichos do zoológico tem mais espaço, já na cadeia tem 40 onde cabem seis. É preciso ter bom senso

  8. Walderez Pohl da Silva
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 13:22 hs

    Jefferson, pelo seu texto podemos ver que você deve ter fugido da escola. Beto Richa saqueou a previdência, paga pelos funcionários públicos do Paraná, acha pouco? Seu saco vai estourar, porque estamos sempre em alerta, denunciando seus desmandos.

  9. Paranavaiense
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 16:28 hs

    Richa sai da clausura e tenta iniciar sua segunda gestão???? Ridículo o que vem acontecendo com o Paraná. Servidores do Rio Grande do Sul entram em greve e bradam: Ô Sartori (governador do RS), pode esperar, isso aqui vai virar o Paraná, relembrando o desgoverno que vem acontecendo…
    É lamentável ver, o Estado que amo, servindo, nem que seja de mal exemplo, para o País.

  10. Johan
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 18:04 hs

    Caro FABIO, está na hora de a população deixar de politizar as ações do governador e avançar com aumento na produtividade. O BETO irá resolver os problemas provocados pelos membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA com o tempo. Os professores gaúchos desejam equiparar-se ao PARANÁ pelo excelente salário que os professores paranaenses detém, por outro lado eles não sabem da péssima qualidade de ensino que é praticado nas escolas estaduais. Os alunos do ensino fundamental na oitava série ainda não sabem fazer contas de somar ou subtrair, pois passam de ano sem qualquer aferição do ensino que receberam durante o ano, contudo os salários dos mestres estão de acordo com o desejado. Entendemos que agora é o momento de cobrar pela melhoria na qualidade do ensino, com seleção dos mestres. Atenciosamente. .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*