Triste fim de Lula, o garoto levado das empreiteiras | Fábio Campana

Triste fim de Lula,
o garoto levado
das empreiteiras

do Noblat:

Na eleição presidencial do ano passado, a campanha da presidente Dilma Rousseff e o PT bateram duro, muito duro na candidata Marina Silva (PSB) porque uma de suas amigas e conselheiras, Neca Setúbal, era um dos herdeiros do Banco Itaú. E daí? Pois é…

Em alguns sites chapa branca, Neca foi apresentada como “a bilionária que comanda a campanha de Marina”. Em outros como “a fada madrinha de Marina”. O que se pretendeu foi atingir a imagem de Marina de candidata de origem pobre e independente.

Pouco importava que Neca, especialista em Educação, tivesse assessorado Fernando Haddad quando ele se candidatou e se elegeu pelo PT prefeito de São Paulo. Naquela ocasião, o PT fez que não viu a condição econômica de Neca. Como se a condição a condenasse.

O PT, a começar por sua filiada mais ilustre, Dilma, subiu nos tamancos revoltado com a ligação que se faz de Lula com a construtora Odebrecht. Ontem, por sinal, o presidente da Odebrecht acabou indiciado por vários crimes – um deles o de corrupção.

Nos dois governos de Lula, a Odebrecht foi a construtora que mais tomou dinheiro público emprestado pelo BNDES. Foi também, com a ajuda de Lula, a que mais conseguiu bons negócios em outros países. A princípio, nada demais.

O que parece excessivo: ao deixar a presidência, Lula tornou-se palestrante preferencial da Odebrecht e lobista dela aqui dentro e lá fora, coisa que ele teima em negar. E isso é muito diferente do que fazem ex-presidentes americanos e ex-primeiros-ministros ingleses.

Porque Lula não é um ex-presidente qualquer. Depois de Dilma, ninguém é mais influente no governo dela do que Lula. Qualquer sugestão que ele faça tem tudo para ser aceita. E em outros países se sabe disso. Daí o tapete vermelho que lhe estendem.

Ex-presidentes americanos não podem concorrer a nenhum cargo público. Ex-presidente brasileiro pode. E Lula não esconde a ambição de suceder Dilma. De resto, é pouco crível que construtoras envolvidas aqui em corrupção se comportem muito bem lá fora.

A associação com gente mal comportada não recomenda Lula, não é mesmo? Imaginem se o Itaú tivesse reformado a casa de Marina no Acre sem lhe cobrar um tostão… A OAS reformou um tríplex de Lula e um sítio dele sem nada lhe cobrar. Pura bondade!

Marina está em paz no canto dela. Neca, também. Lula está sendo investigado por tráfico de influência. A condução da economia no segundo e malfadado governo Dilma segue nas mãos de um banqueiro, Joaquim Levy.


12 comentários

  1. MANOEL BOCUDO.
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 16:32 hs

    FAZEM DE TUDO PARA NÃO PERDER A TETA, NÃO IMPORTA OS MEIOS.

  2. Luigi
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 16:50 hs

    Há um velho e bom ditado que assim diz: “Dois pesos e duas bebidas”.

  3. Juca
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 16:56 hs

    Isso é coisa dessa gente baixa que pertence e apoia o PT.

  4. taderu rocha
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 17:26 hs

    TRISTE FIM NÃO DO LULA…. TRISTE FIM É DOS BRASILEIROS, TODOS ELES VÃO SAIR BEM E NÓS QUE VAMOS PAGAR TUDO….

  5. Observador Atento
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 18:16 hs

    Qualquer pessoa de bom senso não tem dúvidas em relação a participação do ex-presidente LULA no esquema de corrupção. Aliás, não como simples participante mas como chefe e estrategista da quadrilha.É fácil, muito fácil entender todo o esquema. Basta querer. É triste ver PTista tentando justificar o injustificável. Tudo vai ser tentado para livrar o ex-presidente da prisão. Advogados, muito bem pagos com o dinheiro da corrupção, buscam formas e fórmulas para livrar seus clientes corruptos e corruptores. Até um gravador, que se existiu foi “plantado” usam como argumento para anular todo um trabalho muito bem conduzido pelo Juiz Sergio Moro. O povo brasileiro espera que a justiça seja feita e que todos os corruptos e corruptores, independentemente de partido ou ideologia permaneçam, por longos anos, atrás das grades. Somente assim começaremos a acreditar na justiça e nossos políticos, esperamos, passem a exercer com dignidade, honestidade e austeridade seus mandatos.

  6. Elias Pereira
    terça-feira, 21 de julho de 2015 – 19:57 hs

    O lula tá milionário sem nunca ter trabalhado. Nós, brasileiros, estamos empobrecidos sem nunca ter palestrado pra Odebrecht

  7. FUI !!!
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 6:42 hs

    Está na hora deste malaco ir para a cadeia e sem o famoso 51.
    Já é sabido que o Lula foi o mandante de toda esta trama de rouba-
    lheira que tomou conta do Brasil. Por um acaso ou ironia do destino
    Deus lá de cima colocou uma casca de banana no caminho de todos
    estes políticos felpudos. Se ninguem tivesse escorregado na casca
    de banana todos nós brasileiros estaríamos em uma “cegueira sem
    fim” sem detectar a roubalheira montada pelo governo do PT e
    achando que o Brasil estava navegando em mar calmo…

  8. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 6:44 hs

    Ou passamos este Brasil a limpo ou vestiremos a carapuça de
    otário para sempre !!!

  9. jose carlos pinto
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 8:12 hs

    100 MIL TRABALHADORES PERDERAM O EMPREGO, E ESSE BARBUDO
    E DONA DILMA NÃO COMENTAM SOBRE ESSAS BAIXAS, PARA OS PARLAMENTARES, E O POVO DO EXECUTIVO ESTÁ TUDO BOM, O POVO
    QUE SE RALE.

  10. Roberto
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 8:43 hs

    Triste fim será o do Fruet… sem PT, sem ninguém…

  11. Observador
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 9:53 hs

    Estou com saudades dos cometários do Sergio Silvestre que sempre tem uma defesa pronta para desmentir tudo isso. O que seria deste blog de 50 milhões de acessos sem a presença das críticas ” construtivas” do esclarecido e independente Sergio Silvestre? Vamos lá ” serginho vermelho”, mostre a sua cara e defenda seus camaradas.

  12. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 22 de julho de 2015 – 11:58 hs

    Observador,é chato ser gostoso cara.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*