FIEP informa: burocracia é prejudicial à saúde da economia brasileira | Fábio Campana

FIEP informa: burocracia é prejudicial à saúde da economia brasileira

Ora, pois, os brasileiros acreditam que o excesso de burocracia aumenta os gastos públicos, estimula a corrupção e a informalidade e é um dos principais entraves ao crescimento econômico. Por isso, a redução da burocracia deve ser uma das prioridades do governo. As conclusões são da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Burocracia, feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o Ibope, com 2.002 pessoas em 142 municípios.

De acordo com a pesquisa, 77% dos entrevistados consideram o Brasil um país muito burocrático ou burocrático, e 62% dizem que a redução da burocracia deve ser uma das prioridades do governo. A pesquisa indica que 77% acreditam que o excesso de burocracia é uma das principais dificuldades para o crescimento da economia brasileira. Entre as pessoas com renda familiar acima de cinco salários mínimos, esse número sobe para 82%.


5 comentários

  1. PIMENTA PURA
    quarta-feira, 29 de julho de 2015 – 9:31 hs

    A burocracia ou “burrocracia” é o que emperra o nosso país há
    muito tempo. Aqui no Brasil um pequeno empresário demora uma
    infinidade para abrir a sua empresa e fica a vida inteira tentando
    fechar porque não deu certo. Enquanto isto quem ganha é o gover-
    no e os cartórios porque para tudo se paga alguma grana.
    Azar de quem nasceu por aqui.

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 29 de julho de 2015 – 10:00 hs

    Puxa, que conclusão formidável! Para chegar a esta conclusão quanto tempo e dinheiro foi preciso gastar?

  3. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 29 de julho de 2015 – 10:05 hs

    UM PAÍS COM 39 MINISTÉRIOS, VC QUERIA QUE NÃO FOSSE
    BURRO CRÁTICO, FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS A MUITO TEMPO
    NA TETA, NÃO SE INTERESSAM EM ATENDER BEM E COM
    EFICIÊNCIA O POVÃO. CERTIDÕES COM TEMPO A PERDER DE
    VISTA, UM MARASMO

  4. Zabra Q Tise
    quarta-feira, 29 de julho de 2015 – 14:46 hs

    A simplificação devia começar com a extinção das contribuições compulsórias aos sindicatos e ao sistema S que sustentam federações e confederações, com cabides de empregos e pagando fortunas aos seus dirigentes. Este sistema sindical e a burocracia que vive à custa dele é uma excrescência que desperdiça bilhões de reais.

  5. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 30 de julho de 2015 – 12:26 hs

    -O que falta para nossa economia é menos Estado(menos impostos, menos entraves burocráticos) e mais liberdade, mais livre comércio.
    -Para os leitores deste respeitável blog, indico o livro do escritor, economista e político alemão Ludwig Erhard(1897-1977).
    -Ludwig Erhard implantou um política dinâmica para reerguer a derrotada Alemanha após o fim da Segunda Guerra Mundial contrariando os interesses americanos, ingleses e franceses de tornar a Alemanha em país agrícola através do Plano Morgenthau.
    -Mais detalhes no site: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1419

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*