Atlético agora tem filial na série C do Brasileiro | Fábio Campana

Atlético agora tem filial na série C do Brasileiro

ATLETICO X CRICIUMA EDITADAS - BRUNNO COVELLO-5-kL6H-U101439440462MLE-1024x683@GP-Web
Mais uma jogada de mestre do Mário Celso Petraglia. O Atlético passa a ter uma ‘filial’ na Série C do Brasileiro. O clube transferiu praticamente todo o time sub-23 que disputava a Taça FPF para o Guaratinguetá, que disputa o terceiro escalão do futebol nacional. Com informações da Gazeta do Povo.

O novo parceiro atleticano vive dias difíceis na disputa, amargando a lanterna do grupo B, sem nenhuma vitória em nove jogos. Além da comissão técnica, 13 jogadores serão emprestados. Foram inscritos pelo Guará os goleiros Lucas Macanhan e Alexandre Cajuru, os zagueiros Marcão, Rafael Zuchi e Léo Pereira, o lateral Jean Felipe, os volantes Jonatan Lucca e Gustavo, o meia Matteus e os atacantes Juninho, Guilherme Schettine, André e Caíque. O treinador deve ser Marcelo Vilhena, que comandou o time durante parte do campeonato Paranaense.

O Furacão colheu resultados de uma situação parecida neste ano. A Ferroviária de Araraquara, parceira do Atlético desde 2004, venceu a Série A-2 do Paulista. O elenco da Ferrinha contava com alguns jogadores emprestados pelo Rubro-Negro. O técnico era Milton Mendes, que hoje faz boa campanha na Série A à frente do time principal atleticano.

Depois de o Atlético praticamente abandonar o time sub-23 durante as disputas do Estadual ao benefício da equipe principal, o time reativou o elenco para a disputa da Taça FPF. Com a saída da equipe da disputa estadual, o time sub-19 é quem assumirá seu lugar.

O ex-treinador do Guaratinguetá, João Telê, que também é um dos gestores da equipe, se demitiu do cargo após a derrota para o Juventude por 3 a 2. “Eu deixei o time para tratar da minha saúde e de problemas pessoais”, explicou, antes de desligar o telefone.

A ida dos jogadores para a cidade de Guaratinguetá é vista como a salvação do futebol local. Desacreditado junto ao empresariado após uma série de problemas de gestão, o time não mais atrai torcedores do estádio. “O pessoal tem preferido apoiar o Mantihqueira (que disputa a 4.ª divisão do Paulistão) do que o Guará. Já foi um grande clube, mas infelizmente está abandonado”, comentou o radialista Bruno Leandro, da rádio Piratininga.

O Guaratinguetá vem de uma sequência ruim de acontecimentos. O ex-presidente Sony Douer, cansado da falta de apoio, tentou levar o time para a cidade de Americana, mas também não teve sucesso. O time passou para Pedro Panzelli, que usou o elenco do Audax na Série C ano passado, igualmente sem os resultados esperados. João Telê assumiu o time, como gestor e treinador desde então.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*