Richa recusa proposta da oposição e impasse continua | Fábio Campana

Richa recusa proposta
da oposição e impasse continua

unnamed

do Bem Paraná:

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), rejeitou nesta terça-feira (2) a proposta de reajuste salarial para servidores públicos estaduais elaborada por deputados estaduais na segunda (1º). A proposta da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) pedia que o governo concedesse 3,45% de reajuste em outubro e o restante em dezembro. Com isso, a inflação de 2014, de 8,17%, seria zerada ainda neste ano – este é o valor de reajuste que os professores e funcionários das escolas da rede pública pedem.

Richa afirmou que o governo mantém a proposta já enviada à Casa, na semana passada, de 3,45% neste ano, divididos em três parcelas nos meses de setembro (1,15%), outubro (1,15%) e novembro (1,15%). O valor é referente à inflação medida entre maio e dezembro de 2014; a inflação de 2015, estimada pelo governo em 8,5%, seria paga em janeiro de 2016.

“O que apresentamos já é o resultado de aprimoramento de propostas anteriores”, justificou o governador. “Diante das circunstâncias econômicas do país, não é uma proposta ruim, é uma boa proposta”, completou. Professores e funcionários da rede estadual de ensino estão em greve há mais de um mês e exigem o pagamento imediato da inflação.

Além deles, servidores da Saúde e agentes penitenciários também paralisaram as atividades e aguardam a definição do reajuste salarial.

Na segunda-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), adiantou que não irá colocar em discussão nenhuma proposta de reajuste salarial até que haja um acordo entre o Executivo e o funcionalismo.


23 comentários

  1. Emanuelli
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 15:32 hs

    OK, Vamos para o Centro Cívico, mas não queremos apanhar da PM !!

  2. Sergio Silvestre
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 15:41 hs

    Veja bem Campana,não vai adiantar jogar mais os professores contra os pais de alunos,ai já tem um dedo onde o governo ganha com a greve,tira a atenção de fatos mais sérios que estão vindo a tona e pode dar um pouco de oxigênio inclusive para a primeira dama que está enrolada.
    Essa proposta do governador soa como chacota,já que antes dela teria proposto 5% já e recuou.
    Se recuou é por que alguém lhe soprou que com a grave ele pode empurrar com a barriga o caso dos auditores e arrefecer as denuncias que vão ficando velhas
    E para alguém que ganhou uma eleição quase na marra,satanizando com denuncias infundadas adversários e até indo para as ralhas da injuria,está sim fazendo seu papel.

  3. Giovanni Fiorese
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 15:52 hs

    O que está acontecendo no Paraná? Já está pior que a ditadura em Cuba! O que falta para uma intervenção no Estado? Alguém me responde pra que tanta intransigência do imperador Carlos Alberto “o magnânimo”.

  4. zangado
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 15:56 hs

    O governador simplesmente se recusa a cumprir a lei em vigor, sua própria “herança maldita” lhe coloca à beira do abismo, falta só um empurrãozinho …

  5. COMANDO
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 16:13 hs

    Afinal de contas qual é a deste homem…

  6. jose
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 16:15 hs

    onde está a mentira, no título ou na matéria? nos outros órgãos de imprensa, está que os “Deputados da base” do governo apresentou uma proposta de 3,45% em outubro e o restante em dezembro.

  7. jose
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 16:17 hs

    quero corrigir, os 3,45% de imediato, e o restante em dezembro e não foram os deputados da oposição que fizeram esta proposta.

  8. cristina santos
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 16:41 hs

    Sr Governador por favor paguem estes servidores logo, faça o dinheiro girar a economia também, aposto com o senhor, que todos devem estar devendo o IPVA E IPTU! sem dinheiro não se paga nada.

  9. terça-feira, 2 de junho de 2015 – 17:20 hs

    Sergio, vczinho tá falando da tua amada a dilmá né???

  10. jaferrer
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 17:23 hs

    Não quer o fim da greve, isto parece agora óbvio. E, por favor, corrija a matéria, a proposta foi costurada pelos deputados com o aval de todos. Hoje não existe clima para votar a proposta do governo; fica claro que a greve é vantajosa certamente para desviar o foco de outros problemas mais cabeludos… É lamentável.

  11. Servidor
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 18:01 hs

    Correto esta o governador Beto Richa, ele precisa só dos auditores que recebem um bela grana de salários e muito mais em propinas, que com certeza esta sendo dividido, esta categoria elamiou o Paraná, recebeu promoções no final de abril agora, o resto dos pelegos não interessa, quem tem salário baixo que se foda, passe necessidades, quem mandou não ser auditor da receita estadual, o governo deve em atrasados só de salários 1 bilhão a estes corruptos, agora tem gente que tem haver 500 reais e o Beto não paga. Va dando uma de bobo que o teu futuro esta garantido bonitinho,

  12. terça-feira, 2 de junho de 2015 – 18:16 hs

    Tá certíssimo o Governador, chega de dialogar , de dar a mão para esses sindicalistas radicais.
    Não aceitam nada, não entendem nada e não querem trabalhar
    A população entendeu e está vendo e está contra esses sindicalistas que só visam seu bem e não o bem da classe, já ficaram desacreditados, se amolecer eles montam para aparecer e mostrar que estão cumprindo o cartilhão
    É bom deixar que eles façam só o que sabe fazer piquete e anarquia porque assim se desvalorizam cada dia mais.

  13. VERDADE
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 18:21 hs

    Este sujeito de nome Beto Richa eh hilario! Pensa que eh Governador…simplesmente ridículo! Eh lei seu idiota pague!

  14. joão
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 18:25 hs

    Esse governo está mais perdido do que nunca, e por consequência está levando o estado, a educação e os paranaenses para bancarrota!

  15. cristina
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 19:16 hs

    O Sr Governador poderia fazer esta proposta para os cargos comissionarios.

  16. Do Interios.....
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 20:31 hs

    É isso aí, desconta do salário os dias parados Richa. E manda a conta para a APP e para o PT.

  17. SÉRGIO
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 21:55 hs

    Sem Olimpíada de Matemática…
    Sem inscrição para o ENEM…
    Sem condições de fazer Vestibular…
    Sem conseguir concluir o Calendário Escolar em 2015…
    Sem respeito aos estudantes, na maioria, adolescentes e jovens…
    Sem trabalhar e recebendo…
    Só há um modo de resolver: proposta de bolsas como o Governo Federal faz com a Iniciativa privada… Os filhos do professores já estudam em escolas particulares… Se a Escola Pública é melhor, por que os professores não matriculam seus filhos nestas escolas???

  18. Anderson
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 22:08 hs

    Acho que estes professores estão entrando na maior barca furada indo na onda desses barbudinhos arrogantes de sindicato. Fato é que a greve já esta considerada ilegal,já está na hora de descontar o salário dessa gente e abrir processos pra demissão caso não retornem. Sem falar ainda que é vergonhoso e desonra a classe principalmente numa época de crise que passa o país querer receber dinheiro sem trabalhar, eu particularmente me sentiria envergonhado. Quem trabalha na iniciativa privada hoje nem vai atrás de aumento,estamos quietinhos tentando preservar nossos empregos na eminência de demissão. Há… e os alunos que se danem né,presidente nem precisa ter estudo….

  19. Luiz Eduardo
    terça-feira, 2 de junho de 2015 – 23:50 hs

    O problema é que o Mauro não quer e o richa morre de medo de contrariá-lo. Eta bicho cagão! Richa, cria vergonha nesta cara. Honra o teu pai. Coloca hombridade nesta personalidade fantasiosa. Seja decente.

  20. Estatística
    quarta-feira, 3 de junho de 2015 – 10:09 hs

    E dá para acreditar na palavra desse mentiroso? Quantos fornecedores ao estado estão quebrados pela falta de pagamentos a partir de outubro de 2014? Vai sair, no rodapé da lei, em letrinhas bem pequenas, “Dependendo da disponibilidade nas finanças do Estado”?

  21. Juca
    quarta-feira, 3 de junho de 2015 – 10:36 hs

    Quem será que está usando o nome do Calça Frouxa de Londrina que não tem capacidade para redigir um texto igual ao segundo comentário?
    Claro, alguém a serviço do PT.

  22. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 3 de junho de 2015 – 11:42 hs

    O Juquinha,você adora Sergios né,Hoje é simples vá num cartório e mude de nome.Outra coisa,vocês bisbilhotam meu face né,tenho notado que estou sendo muito lido ultimamente,curiosidade né,safadinho!!!!!!!!!!!!Já me procuraram para ver se sou comissionado do Beto Richa é.

  23. quarta-feira, 3 de junho de 2015 – 14:45 hs

    O MP tem que exigir o fim da greve imediatamente, pois os alunos não podem ficar sem aulas, os pais tem que ir para as ruas e protestar contra o comando de greve, comunistas e desonestos, governador corta os salários de todos, muitos profs. estão dando aulas e escolas particulares, portanto qto. mais durar esta maldita greve pra eles é melhor.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*