Nas universidades, formandos ignoram greve | Fábio Campana

Nas universidades, formandos ignoram greve

Nas universidades estaduais, a greve dos professores tem atrapalhado os estudantes que estão se formando neste ano. O curso de medicina da UEPG forma a primeira turma neste ano e ignorou a paralisação dos professores universitários. O mesmo ocorre nos cursos de direito, agronomia e nas pós-graduações. Os professores desses cursos optaram pelas aulas, a pedido dos estudantes.


5 comentários

  1. MANOEL BOCUDO.
    segunda-feira, 8 de junho de 2015 – 13:31 hs

    BEM AGORA OS DIRETORES VÃO PAGAR O PATO, TUDO CULPA DA APT
    QUE DONA MARLEI E O TAL DE LEÃO FICAM USANDO A ENTIDADE, E OS PROFESSORES MENOS ESCLARECIDOS.

  2. JONAS DA BALEIA
    segunda-feira, 8 de junho de 2015 – 15:03 hs

    VERDADEIROS MESTRES, PARABÉNS !

  3. PARANAENSE
    segunda-feira, 8 de junho de 2015 – 17:14 hs

    Parabéns professores e alunos.

  4. Mírian Waleska
    segunda-feira, 8 de junho de 2015 – 17:29 hs

    Eu ainda não entendi quem é mais ridículo, se esta Marlei ou se os professores que a seguem, como podem ter estudado, se formado, muitos com pós graduação se deixarem levar por uma desavisada, sem expressão, sem rumo, sem noção, sem pauta como essa tal Marlei ? Mas de onde surgiu essa figura insignificante?

  5. CRISTOVÃO
    segunda-feira, 8 de junho de 2015 – 18:18 hs

    Parabéns aos alunos e aos professores

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*