MP acata nova denúncia contra Requião por uso de cartões corporativos | Fábio Campana

MP acata nova denúncia contra Requião por uso de cartões corporativos

unnamed

O Ministério Público acatou denúncia do ex-deputado José Domingos Scarpellini (PSB) contra o senador Roberto Requião (PMDB) por uso abusivo de cartões corporativo durante o governo do peemedebista entre 2003-2010. Na edição 9.479, do Diário Oficial do Estado, da última quinta-feira, 25, traz a relação de 920 investigações abertas pelo MP, entre elas a de Requião.

Requião é alvo de novo inquérito civil no procedimento aberto pela promotora Claudia Madalozzo. “Foram tantos pedidos de abertura de inquéritos contra Requião que vou ter que ver os detalhes deste”, disse Scarpellini, responsável na última campanha por outra denúncia, que motivou ação na Justiça, em que Requião responde por usar recursos estaduais para tratar uma manada de 88 cavalos.

“Os cavalos foram tratados com alfafa, aveia e tiveram à disposição a equipe médica hospitalar que atendem os animais da corporação”, ressaltando a implicação do erário. A estimativa é que os gastos tenham chegado a R$ 6,5 milhões, afirmou Scarpellini.

Sobre a nova denúncia acatada pelo Ministério Público, matérias veiculadas na época, entre 2007, 2008 e 2009, apontam o uso abusivo de cartões corporativas pelo governo Requião superior a R$ 100 milhões – valores não corrigidos. Na matéria do Jornal do Estado, atual Bem Paraná, de 13 de fevereiro de 2008, Requião admitiu a falta de controle no uso dos cartões corporativos em seu governo.

“Somente em 2007, o governo Requião gastou R$ 20,5 milhões através do cartão, o que representa mais de 27% do total consumido pelo governo federal no mesmo período, que foi de R$ 75 milhões. Os valores foram confirmados pela Secretaria da Fazenda, que informou ainda que no Paraná 11,8 mil servidores possuem o cartão, ou seja, número superior aos 11,5 mil da máquina federal. Ainda de acordo com a secretaria, entre 2003 e 2007 os gastos somaram R$ 76 milhões”.

Na época, Scarpellini fez na Assembleia Legislativa, o pedido aprovado pelos deputados para que o governo encaminhasse as planilhas detalhadas de gastos com os cartões corporativos. A Justiça, através de liminar, também determinou que Requião mostrasse os gastos. Tanto o pedido quando a determinação da Justiça não foram cumpridos na época.


15 comentários

  1. Maria do Bairro
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 13:37 hs

    Roberto e família Requião aproveitam muito quando estão no governo !

  2. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 13:49 hs

    As máscaras vão caindo pouco a pouco e descortinando todos os políticos, desnudando sua verdadeira face. Zulivre…

  3. Freddy Kruger
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 13:50 hs

    Desta vez ele deve ter adquirido altas doses de Gardenal ou sacas de sementes de mamona, com uso do cartão corporativo !

  4. terça-feira, 30 de junho de 2015 – 14:07 hs

    O homem parece gostar de GASTAR dinheiro do ERÁRIO PÚBLICO. Viaja a todo instante, e, ainda quando viajou a Venezuela do seu amigo MADURO, não teve a coragem e a educação de visitar os presos políticos. E, depois vem com essa ladainha que foi do MDB VELHO DE GUERRA. Só se foi em SONHO. Triste fim de um político que foi Prefeito, Governador por duas vezes e Senador. Só pensa em seu BEM ESTAR e de sua FAMÍLIA.

  5. Falido e mau pago
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 14:12 hs

    Taca-lhe pau no mamona!

  6. Pé de chumbo
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 14:27 hs

    Táca-lhe paaaaau Scarpa

  7. araujo
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 15:06 hs

    Foi recebido na Venezuela pelo narcotraficante mais caçado nos EUAque é presidente da camara de lá.Além disso é o rei do carteiraço,né mamona louca.

  8. zeoreia
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 16:14 hs

    Foi na Venezuela e comprovou :
    Um exemplo de democracia !!!!!

  9. Zé Mamona
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 16:24 hs

    Governo Beto Richa contrata na Celepar assessor de confiança que já foi preso por receptação

    O Sindicato dos Empregados de Empresas de Processamento de Dados do Estado do Paraná – SINDPD-PR, representado pelos advogados André Passos e Almir Carvalho, protocolou hoje, no Minsitério Público do Trabalho, Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região, denúncia contra a designação de José Domingos Scarpelini, no dia 06.07.2001, para o cargo de assessor da Companhia de Informática do Paraná – Celepar, sem concurso público. É um cargo de confiança. veja a denúncia, clique aqui
    ADVERTISEMENT

    O problema é que, conforme notícia publicada no Blog do Fábio Campana, o ex-deputado José Domingos Scarpelini já foi preso e autuado em flagrante por receptação pelo delegado operacional da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, Artem Dach. O ex-deputado dirigia um Pólo com placas clonadas de um carro de São Paulo. veja a matéria de Fábio Campana, clique aqui
    Sobre estes anúncios

  10. Genildo
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 18:08 hs

    Sarney no Maranhão e no Paraná temos o Requião….. este último bem mais arrogante é claro.

  11. antonio carlos
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 19:43 hs

    Para quê gastarmos com mais um processo? Mais fácil seria fazer o senador maluco pagar este valor e pronto. Mas não, preferimos o de sempre, se instala um processo, os advogados recorrem a não poderem mais e, daqui há uns cem anos o senador maluco, em última instância vai ser condenado a pagar o que deveria pagar hoje. Até isto acontecer o senador maluco já morreu, e aí tudo recomeça, quem é que herdou a dívida?

  12. Guarapuava
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 20:32 hs

    Ja O governo Beto Richa é caso de Policia

  13. Sergio Silvestre
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 20:46 hs

    Pelo olhar fundo e pelo aspecto esse SCARPELINE não vai ver o Requião ser condenado,talvez nem comer castanha na passagem de ano,o cara está só o pó,deve ser por causa da inveja.

  14. Flávius
    terça-feira, 30 de junho de 2015 – 23:51 hs

    Pois é “Zé Mamona”, o esquema é desqualificar o denunciante, não a denúncia! O Requião declarou que no governo dele não existia “cartão corporativo”; é, faz como o PT, contesta a verdade que logo será comprovada.

  15. Helena
    quinta-feira, 2 de julho de 2015 – 17:05 hs

    O Requião foi aprovado na escola petista com nota máxima!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*