Em nota, Governo declara apoio a investigações na Receita Estadual | Fábio Campana

Em nota, Governo declara apoio a investigações na Receita Estadual

Em nota publicada na tarde desta quarta-feira (10), o Governo do Estado do Paraná declarou apoio às investigações de suspeita de corrupção envolvendo servidores públicos da Receita Estadual. “O Governo está à disposição para colaborar com as investigações e defende a punição de todos os envolvidos que tiverem a culpa comprovada”, diz um trecho da nota.

O texto, na íntegra, é o que segue:

“O Governo do Estado apoia as investigações e o esclarecimento completo de todas as suspeitas de corrupção que neste momento envolvem servidores públicos da Receita Estadual, conforme o Ministério Público. Segundo as denúncias já divulgadas, os desvios de conduta e a cobrança de propina por parte de maus fiscais caracterizam um comportamento endêmico, ou seja, fatos que acontecem há cerca de trinta anos.

O Governo está à disposição para colaborar com as investigações e defende a punição de todos os envolvidos que tiverem a culpa comprovada, até para que os bons servidores não paguem pelos erros daqueles que usaram a sua condição para enriquecer ilicitamente ou para prejudicar a sociedade paranaense.

A apuração completa das denúncias é essencial para que o cidadão e os contribuintes possam continuar confiando na ação correta e legal dos servidores públicos, em todos os níveis da administração estadual.

Curitiba, 10 de junho de 2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ”


10 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 16:45 hs

    Blarffff,descobriram a roda e esse é o tipo de manifesto meio que sem graça já que meteram na cadeia seu braço direito o ABI ANTOUN e o co-piloto.
    Se fosse colorir o manifesto seria cálido quase amarelando.

  2. Maria do Bairro
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 16:47 hs

    kkkkkk… Pensam que o povo é bobo !

  3. Paulo
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 17:03 hs

    Vergonha!

  4. Paulo Berg
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 17:12 hs

    ótima postura! bom esclarecer que são funcionários públicos de carreira, concursados, ninguém foi nomeado como tentam vender por aí

  5. Luis
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 18:08 hs

    Se as notícias de bastidores estiverem alinhadas com as suspeitas do MP, o castelo de cartas soçobrará e muita gente chic vai para a fila do mingau.

  6. Rogerio
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 18:19 hs

    Podia declarar apoio aprovando uma CPI da roubalheira da Receita, mas como o desgoverno tem medo o tiro der no pé. Em vez disso aprovaram CPIs de invasão de lote no litoral, explosão de caixa eletrônicos, briga de vizinhos, rinha de galo, mas a da Receita ai não essa não pode de jeito nenhum . È o famoso xoque de digestao. Pura piada. KKKK

  7. COMANDO
    quinta-feira, 11 de junho de 2015 – 8:06 hs

    Vergonha total…

  8. Paulo
    quinta-feira, 11 de junho de 2015 – 8:57 hs

    Foram nomeados para as chefias. Cargos em comissão. De CONFIANÇA!

  9. valdir izidoro silveira
    quinta-feira, 11 de junho de 2015 – 9:36 hs

    Ora é só a receita federal checar as declarações de renda do pessoal da receita estadual e seus parentes próximos para verificar seus patrimônios – carros, casa na praia e outras cositas más – para checar se são compatíveis com seus rendimentos. Excessos já demonstram que o dinheiro está ” dando cria”. Como dinheiro não é ovo…

  10. Freddy Kruger
    quinta-feira, 11 de junho de 2015 – 15:52 hs

    O Rogério comentou da invasão de lotes no Litoral. É verdade. Tenho um terreno na praia de Pontal do Paraná, e o terreno do meu vizinho foi invadido, já estão construindo e tomaram conta. A Prefeitura, o CREA e a Copel não estão nem aí. Fazem a ligação sem a pessoa provar que o terreno é seu. Com certeza, tem uma gangue comandando tudo isto. Qual a garantia que tenho que também não vão invadir o meu. A cada quinze dias dou uma passada lá para ver se não invadiram o meu também ! E não se trata de MST, não !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*