Bancada do PT pede troca da direção | Fábio Campana

Bancada do PT pede
troca da direção

p teixeira1

Trinta e três deputados do PT assinaram um manifesto que, entre outros pontos, reconhece erros cometidos pela legenda, pede a revisão da política de alianças e a renovação da direção do partido. O documento é encabeçado por parlamentares da corrente Mensagem ao Partido, da qual fazem parte o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro. Apesar disso, o deputado Paulo Teixeira (SP) afirmou que também há signatários de outras cinco tendências: Articulação de Esquerda, Movimento PT, Militância PT, Construindo um Novo Brasil (CNB) e Esquerda Popular Socialista (EPS). As informações são do Estadão.

“Reconhecemos que erros foram cometidos e precisamos corrigi-los”, destacou Teixeira. “Precisamos mudar o PT para continuar mudando o Brasil”, acrescentou Alessandro Molon (RJ). Os deputados pediram a convocação de um novo congresso em novembro, de caráter “constituinte”, para a substituição da direção partidária. “O manifesto provoca. Ele sai dessa lógica de tendências e abre um processo consistente de oxigenação do partido”, justificou Teixeira.

O manifesto “Mudar o PT para continuar mudando o Brasil”, que será levado ao 5º Congresso do PT em Salvador, aponta logo no início do texto que o partido passa pelo “momento mais difícil” da sua história.

O manifesto defende realizações promovidas durante os governos do PT, argumentando que prioridades foram invertidas e que o papel do Estado foi ressignificado. “Nestes 12 anos (…), lideramos a maior transformação social já ocorrida no País”, afirmam os deputados, na redação. Em seguida, no entanto, eles reconhecem que “nem tudo saiu como queríamos” e citam como exemplo “fatos graves” envolvendo a Petrobras, numa referência aos escândalos de corrupção que atingiram a empresa e integrantes do PT.


4 comentários

  1. Simões
    sexta-feira, 12 de junho de 2015 – 10:31 hs

    O que este partido quer afinal. Fazem um Congresso e aplaudem de pé um dirigente preso (João Vaccari) por desvio de dinheiro público?

    Será que estes energúmenos não vêm o péssimo exemplo que estão dando aos mais jovens de hoje, de que o crime compensa? PQP

  2. sexta-feira, 12 de junho de 2015 – 10:43 hs

    Partido de hipócritas!!

  3. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 12 de junho de 2015 – 10:55 hs

    O PT não é partido e essa reunião não é um congresso. Trata-se de conluio de quadrilheiros. Estarão repartindo o butim?

  4. Helena
    domingo, 14 de junho de 2015 – 16:08 hs

    Essa cambada pode vir vestidos de anjos, arcanjos e até de Jesus Cristo, qualquer pessoa cristã politizada, honesta e de bom senso, reconhecerá a velha pregação dos mentirosos do poder.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*