APP-Sindicato faz cruzada pela 'ideologia do gênero' | Fábio Campana

APP-Sindicato faz cruzada pela
‘ideologia do gênero’

O blogueiro Eder Borges questiona a diretora da APP-Sindicato, Marlei Fernandes, sobre a ideologia do gênero, nova cruzada que o sindicato quer impor ao Plano Estadual de Educação em votação na Assembleia Legislativa.


10 comentários

  1. RR
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 11:30 hs

    POR ESSA IMUNDA GOSTAR DE “OUTRAS”COISAS,NÓS PAIS DE ALUNOS,PESSOAS DECENTES,NÃO PODEMOS ACEITAR QUE SE DESTRUA O QUE DEUS CRIOU,HOMEM,MULHER E FILHOS,O QUE VEM DE RESTO É COISA DO DIABO,POR ISSO O FIM DESSA PTRALHADA SUJA É ESSENCIAL PARA A SALVAÇÃO DO PAÍS.

  2. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 11:39 hs

    Não setia pelo “domínio do fato” implantado pelo indefectível Joaquim Barbosa o Cipião da Lei e da ordem e que se escafedeu aos 59 anos do batente.
    Fico imaginando o “domínio do fato” com o casal vinte do Parana,céus hein!!!!!!!!!!!!!!

  3. Juca
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 12:05 hs

    O presidente Leãozinho e sua vice estão pensando neles e nos coleguinhas!

  4. Aline
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 12:14 hs

    Esse Eder eh um imbecil da turma fascista, ignorante, divulgadora de mentiras e disseminadores de ódio, que são os tais revoltados online. Só idiotas para darem créditos a esse energúmeno.

  5. segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 14:13 hs

    É assim que começa, destruir valores, influenciar os pequenos e depois vale tudo nessa vida para alcançar os objetivos que os maus querem ver proliferar e depois até os filhos vão denunciar os pais caso a opinião destes seja diferente. A História já viu este filme antes, são os anti cristos os anti a ordem e a moralidade. Vamos lutar para que não vençam e não implantem nada que fere a moral, os bons costumes e a dignidade. Sempre falam que a educação dos filhos é papel dos pais ou tutores então não se metam nessa de ditar regras e esqueçam a teoria do gênero porque não tem fundamento nenhum. É obra do MAU e a quem lhe serve. Professores e educadores devem se limitar ao seu papel de transmitir informações, conhecimento e crescer pessoalmente com ensinos que os pequenos e jovens trazem de bom de casa. BASTA !!!

  6. segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 14:15 hs

    CORRIGINDO ‘IDEOLOGIA DO GÊNERO” onde está teoria do gênero.

  7. Dante
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 17:24 hs

    Aline, bom é o Esmael Morais né? Imparcial, honesto e competente !
    Esquerdista que nem um livro leu! Gosta mesmo é de “jaba”!

  8. ferreira
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 17:52 hs

    Entendo que a tal ideologia de gênero do vi…dinho jean willis é para ensinar sacanagens homosexuais desde o berçário às criancinhas.
    Está será nossa pátria educadora ptista !!!!

  9. ANTÔNIO
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 18:00 hs

    Os professores não conseguem nem ensinar as matérias básicas(português, matemática e ciências) porque querem entrar nessa área? Fora PT! Esses petebas só querem cada dia mais destruição das famílias brasileiras.

  10. Luigi
    segunda-feira, 22 de junho de 2015 – 21:04 hs

    Basta procurar e vamos encontrar pesquisas e observações científicas que desqualificam a Teoria de Gênero, uma e inegável e rasteira forma de tentar impor a lavagem cerebral nas pessoas desavisadas, que se deixam dominar por argumentos puramente psicológicos, sem levar em conta os argumentos Científicos, Bioéticos, Jurídicos e Sociales.
    Estatísticas e pesquisas cientificas em países desenvolvidos, como Inglaterra e Suécia, comprovam, com exames em fetos e observações comportamentais em recem nascidos, que o ser humano vem ao mundo com seu gênero já definido geneticamente, sendo que outros fatores externos, como o meio ambiente, a educação, a cultura e as influências indutíveis muito pouco interferem no fator genético desde o início da gestação.
    Portanto, nossos ilustres ‘mestres’ (que catiguria heim!!!) deveriam tomar consciência sobre o tema, se é que a lavagem cerebral a que se deixaram induzir ainda lhes preservou condição mínima de retroanálise.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*