Alvaro Dias diz que pacote de Dilma é reprise de "mais do mesmo" | Fábio Campana

Alvaro Dias diz que pacote de Dilma é reprise de “mais do mesmo”

dilma-bolada-600x337

Brasília foi palco de um espetáculo já diversas vezes reprisado, e a população assistiu a um videotape do lançamento de um programa que representa nada além de mais do mesmo. Esta foi a opinião exposta nesta terça-feira (9) pelo senador Alvaro Dias sobre o lançamento, pela presidente Dilma, de um novo pacote de concessões para a área de infraestrutura. No Plenário, o senador lembrou que o mesmo pacote de investimentos em logística havia sido anunciado em 2012, e que, como tantos outros programas governamentais (entre eles o PAC, de Aceleração do Crescimento), naufragou na tentativa de alavancar o crescimento econômico do País.

“Temos um governo bom de anúncio, mas péssimo de execução. O anúncio dos programas é sempre espetaculoso; a execução, lastimável do ponto de vista da competência. Se antes houve frustração, imaginamos que agora a frustração poderá ser maior, já que as circunstâncias são outras. Evidentemente, as empresas alcançadas pela Operação Lava Jato, debilitadas economicamente, não terão recursos suficientes para os investimentos propugnados pelo governo nesse novo pacote. Num clima de recessão, de inflação que aumenta, de desemprego que se descortina, de taxas de juros que se elevam, certamente as dificuldades para os investimentos se tornam ainda maiores. Mas, mesmo que isso fosse verdade, não seria, obviamente, a transformação econômica do País”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Em seu pronunciamento, o senador ressaltou que mesmo com o lançamento deste novo pacote de concessões, o investimento previsto neste ano e no próximo dificilmente será capaz de trazer melhorias no setor de infraestrutura. Alvaro Dias citou estudo da consultoria de informações econômicas Pezco Microanalysis, que conclui que este ano o investimento em infraestrutura deve recuar para 1,75% do PIB, patamar próximo do registrado em 2003, de 1,77% do PIB, o que fará com que os recursos para infraestrutura recuem ao nível de 2003.

“Este novo pacote de investimentos em infraestrutura é uma reciclagem do Programa de Investimentos em Logística (PIL), lançado em 2012, e que mais uma vez é insuficiente para retomar o crescimento econômico. Na avaliação da consultoria Pezco Microanalysis, o pacote do governo vem para provocar algum alento nos próximos anos, mas não deve mudar muito o nível de investimento em 2015, que, em valores absolutos, deve ficar em R$ 102,5 bilhões, o menor patamar em 12 anos. Segundo o estudo, o pacote de concessões do governo pode abrir um horizonte de investimentos de R$ 100 bilhões até o ano de 2020. Desse total, apenas R$ 3 bilhões seriam investidos já neste ano, o que não é suficiente nem ao menos para manter a infraestrutura atualmente existente”, concluiu o senador Alvaro Dias.


9 comentários

  1. César
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 9:48 hs

    Grande Senador Álvaro Dias,o homem que apoiou a indicação do ministro bolivariano Fachin…
    Agora o nobre Senador volta fazer o teatro de que é oposição ao governo Dilma…
    Senador,os paranaenses não são tão otários quanto o senhor pensa!
    Não voto neste embusteiro nunca mais!

  2. MANOEL BOCUDO.
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 9:58 hs

    O BOM E VELHO FHC DEVE ESTAR RINDO, POIS AS IDEIAS DELE FORAM COPIADAS PELO PT, QUE TANTO CRITICAVAM AS PRIVATIZAÇÕES. NÃO TEVE JEITO VÃO TER QUE ME ENGOLIR DIA O LOBO ZAGALO.

  3. quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 10:14 hs

    “Um dia esse País cresce, amadurece sociologicamente, politicamente falando e acorda desse sonho explêndido de achar que vivemos num País com complexo de Alice. De cordeiros criminosamente alienados…” – Profº Celso Bonfim

  4. Johan
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 10:24 hs

    Caro FÁBIO, o nobre SENADOR ALVARO DIAS, além de afirmar e lembrar o CAOS existente no país patrocinado pelos membros, dirigentes, vereadores, bate-paus, cabos eleitorais da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, comandada pela presidente DILMA “A LOUCA”, que num momento de DELÍRIO repassou programas já anunciados em anos anteriores, esquecidos por motivos que não nos interessam. Por outro lado em nenhum momento, a DELIRANTE afirmou que irá repassar os recursos faltantes para a conclusão das obras do PROGRAMA MINHA CASA, MINHA DÍVIDA. Contudo o nobre SENADOR, não colocou a necessidade de conclusão das obras paralisadas do PAC – 01, PAC – 02. Como brasileiros, entendemos que antes da criar novas dívidas, é IMPORTANTE liquidar a dividas vencidas e não pagas. A DELIRANTE e seus assessores, devem parar de SONHAR, com um país que os brasileiros verde-amarelo desejam, SÉRIO, HONESTO, CAPITALISTA, sem os membros da ORGANIZAÇÃO. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel. Apoio a RENÚNCIA JÁ da DILMA ” A LOUCA”, agora no poder, para evitar que cometas maiores VEXAMES e VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  5. Jair Pedro
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 11:35 hs

    O grande problema de dona Dilma é a falta de credibilidade.
    Raro são brasileiros que com desconfiança ainda vêem nesse governo a possibilidade de ela fazer o que diz.
    Mentiu demais, enganou grande parte dos brasileiros, agora quer que acreditem?
    Diz hoje, nega amanhã. Esse é o jeito PT de governar.
    Mentiu, mente e vai continuar mentindo.

  6. Zabra Q Tise
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 11:36 hs

    Ninguém mais leva este senador a sério como oposição.

  7. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 11:42 hs

    -O senador Álvaro Dias está com toda a razão. Os números apontam para um promissor fracasso deste novo plano de infra-estrutura.
    -No setor de construção civil pesada, não há mágicas e muito menos espaço para especulações.
    -Ou o governo elabora projetos que atendam as demandas, ou abandona o setor por sua incompetência.
    -Pergunta que não quer calar: Com o anúncio deste pacote de investimentos em infra-estrutura e com as maiores empresas do setor envolvidas no Lava-Jato, por que as empresas estrangeiras não se interessam pelas obras brasileiras???

  8. SOLANGE LOPES
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 14:22 hs

    Tempo de vacas magras no Brasil. A nossa presidanta emagreceu 15 quilos.

  9. Sergio R.
    quarta-feira, 10 de junho de 2015 – 15:47 hs

    É o programa Mais Requentado

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*