Youssef reafirma que deu dinheiro para campanha de Gleisi; Planalto sabia do esquema, diz doleiro | Fábio Campana

Youssef reafirma que deu dinheiro para campanha de Gleisi; Planalto sabia do esquema, diz doleiro

youssef 1 banda B

da Banda B:

O doleiro Alberto Youssef, que presta depoimento nesse momento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, reafirmou na manhã de hoje (11) que deu dinheiro de esquema de corrupção para a campanha de Gleisi Hoffmann (PT), em 2010. O doleiro, assim como o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, já tinha confirmado a doação de R$ 1 milhão durante as investigações da Operação Lava-Jato, no ano passado.

Youssef sustenta que o dinheiro partiu de comissão de contratos superfaturados firmados por empresas com a estatal e que o repasse foi feito a pedido do ex- ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, marido de Gleisi. A entrega dos valores teria acontecido em quatro encontros com o dono de um shopping de Curitiba, que teria feito a mediação. Desde o primeiro depoimento, o casal nega ter recebido o dinheiro.

O doleiro também reafirmou que o Partido Progressista (PP) recebia dinheiro para apoiar o governo e que durante muito tempo operou o esquema de corrupção com o ex-deputado José Janene (PP), morto em 2010. Depois, com a saída de Janene, o esquema teria sido coordenado, segundo Youssef, pelo deputado federal (PP-PR) Nelson Meurer.

Por ser deputado federal, Meurer tem foro privilegiado e só pode ser investigado, julgado e condenado pelo STF. O mesmo acontece com a senadora Gleisi Hofmmann. Meurer também nega ter recebido o dinheiro.

“2011, 2012, houve um racha entre os líderes do PP e isso foi motivo de discussão com o Palácio do Planalto, onde houve a queda do Nelson Meurer. Nessa época, Ideli e Gilberto Carvalho tinham conhecimento”, diz Youssef.

Youssef confirmou ainda que o Palácio do Planalto tinha conhecimento das operações, incluindo Lula, Dilma, Palocci, Gleisi Hoffmann e José Dirceu. Ele diz acreditar que todos tinham conhecimento de tudo, mas afirmou que não pode cravar a informação.

Outro lado

A Banda B entrou em contato com a assessoria de Gleisi Hoffmann e não há, até o momento, um novo posicionamento sobre o depoimento dessa manhã do doleiro Yousseeff. A senadora nega o recebimento dos valores e afirma não conhecer o doleiro investigado na Operação.

Eleita senadora em 2010, Gleisi se licenciou do Senado no início de 2011, quando virou ministra da Casa Civil. Deixou o cargo este ano a tempo de se candidatar ao governo do Paraná. Com pouco menos de 15%dos votos, ficou na terceira colocação, atrás do governador reeleito Beto Richa (PSDB) e do também senador Roberto Requião (PMDB).

CPI da Petrobrás

A comitiva de deputados membros da CPI da Petrobras ouvem em Curitiba os presos da Operação Lava-Jato. O primeiro a ser ouvido está sendo o doleiro Alberto Youssef, apontando como operador do esquema de pagamento de propina a partidos e agentes políticos. Os ex-deputados André Vargas, Luiz Argolo e Pedro Corrêa também vão prestar depoimento sobre o envolvimento nas fraudes em contratos da Petrobras, que estão sendo investigadas na Operação Lava Jato. Os três estão presos na carceragem da Polícia Federal na capital paranaense.

As oitivas vão acontecer hoje (11) e amanhã (12). Também devem prestar esclarecimento durante à tarde, Mário Frederico Mendonça Goes, outro operador do esquema, e o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

Os depoimentos acontecem no auditório do prédio da Justiça Federal em Curitiba, a partir das 9h, e serão abertos à imprensa. Os presos serão escoltados por policiais federais até as dependências do Judiciário.


16 comentários

  1. taderu rocha
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 11:47 hs

    FICA FAZENDO ONDA QUE NÃO RECEBEU…… NÓS BRASILEIROS VAMOS DAR UM BASTA NAS PROXIMAS ELEIÇÕES COM CERTEZA.

  2. MANEL BOCUDO
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 12:30 hs

    COM A PALAVRA A SENADORA MAIS HONESTA DA REPÚBLICA,
    A BARBY DAS ARAUCÁRIAS, VAMOS DONA, EXPLIQUE ESSA BABINHA QUE A SENHORA PEGOU PARA A CAMPANHA AO SENADO ( DIGO TETA). OU NÃO SABIA DE NADA ??????

  3. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 13:22 hs

    Maravilha,o Yossef deve ser um presepeiro mesmo,é o homem da delação e cada dia de um jeito.
    Fora do Pais onde a imprensa é mais seria dão risada da delação premiada do Moro,dizem que já foi mudada umas trocentas vezes e a la carte,

  4. Igor
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 13:32 hs

    taderu rocha, com certeza “NÂO” daremos um basta nas próximas eleições, ninguém mais acredita nas urnas eletrônicas do Foro de São Paulo !!!!!!!!!

  5. Dosel Jr.
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 13:59 hs

    Sergio Silvestre, que tal você dar uma chegadinha na Justiça Federal e levar uns chocolates para seus amigos vermelhos? O único problema é se a PF ao identificar você na entrada observar que você está sendo procurado.Acho bom você mandar os chocolates por outra pessoa e ficar assistindo a televisão e ouvindo a BandaB para saber como vão as coisas, como segurança, se não vamos deixar de ler as suas baboseiras nesta coluna e sentiremos falta..

  6. Zé Luiz.
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 14:11 hs

    Deputados paranaenses foram beneficiados com recursos de empresas investigadas na Operação Lava Jato, segundo a revista Veja. Aparecem na lista o deputado federal Nelson Meurer (PP), que teria recebido doações suspeitas no valor de R$ 500 mil; o deputado federal Fernando Francischini (SDD), R$ 10 mil e o deputado Zeca Dirceu (PT), filho do mensaleiro José Dirceu e cumprindo pena na Penitenciária da Papuda, em Brasília, R$ 150 mil. O que chama atenção é desproporcionalidade dos recursos. Dos 3 parlamentares paranaenses apontados, 2 fazem parte da base aliada da presidente Dilma Rousseff, Meurer e Dirceu, e receberam R$ 650 mil. Já o oposicionista Francischini recebeu apenas R$ 10 mil. A revista acusou a candidata ao governo do Paraná pelo PT, Gleisi Hoffmann, de ter recebido R$ 2,420 milhões de empresas suspeitas de bancarem a bancada das empreiteiras.

  7. segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 14:39 hs

    E os petistas continuam negando participação no assalto aos cofres públicos, é só o que têm a dizer NÃO SEI, NÃO FUI EU, NÃO PARTICIPEI E NÃO CONHEÇO O FULANO E O BELTRANO. Fazem isso como se não tivessem nada a ter com a “malandragem” que querem instituir: tais como: as doações ao PT, fruto da corrupção, tidas por eles como legais. Esse Youssef detonou todos os petistas do alto comando, incluindo o Lula e Dilma.
    O jus sperneandi é comum em casos como esse. É só apertar um pouquinho que todos os malfeitos serão desvendados, com os nomes dos que fizeram parte no Mensalão e do atual Petrolão.

  8. Henry
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 14:40 hs

    E A “falsa barbie” QUE PARE DE FICAR DANDO UMA DE SANTA E DEMONSTRANDO APOIO AO sindicado do professores A TAL DE APpt sindicato E TRATE DE DEVOLVER OS UM MILHÃO ROUBADOS DA ptROBRAS.

  9. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 17:26 hs

    Dosel querido,chocolates amargos Suíços,quanto aos federais não se preocupe,tenho casaco com uns brasões,não tenho paúra de cadeia nem de ser preso.

  10. Juca
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 17:30 hs

    O calça frouxa não para de falar baboseiras, a água está batendo no traseiro dos petistas e eles não sabem mais o que dizer.

  11. Juca
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 19:09 hs

    O calça frouxa já deu a opinião.

  12. BRUNA
    segunda-feira, 11 de maio de 2015 – 21:33 hs

    E ainda a Barbie fica fazendo média com os professores. Deveria ser vaiada. Pena que não moramos na China ou na Indonésia.

  13. Gardel
    terça-feira, 12 de maio de 2015 – 12:11 hs

    Esses parasitas da política, pessoas de conduta permissiva.sugam o dinheiro do povo. Acostumados a trilhar o caminho do ilícito, jamais mede esforços para conseguir o que quer. Esconde-se por traz de uma cortina de mentiras arquitetadas com o intuito de enganar.

  14. Maria Eugenia
    quarta-feira, 13 de maio de 2015 – 21:10 hs

    PT zada corrupta. FORA PT. Espero que urgentemente o Gustavo Fruet se descompatibilize com esta tropa do PT e fique só no PDT. Os cargos ocupados pelo PT no municio devem ser entregues para haver tempo de mudar o jogo ate o ano que vem, senao vai ser derrota na certa.

  15. Lucia
    quarta-feira, 13 de maio de 2015 – 21:12 hs

    e ainda este povo do PT tem coragem de ir na frente do palacio fazer onde com a professorada sem vergonha que queriam invadir o plenario.
    Sem dúvida lamento que nao tem pena de morte aqui no Brasil para corrupção no serviço publico, pois este povo do pT seria todo morto aos milhares.

  16. segunda-feira, 19 de setembro de 2016 – 21:31 hs

    É inaguentavel ser brasileiro ouvir uma senhorinha igual a essa prejudicando idosos crianças e pessoas humildes e nessecitadas sem alimentação sem saúde como dorme um ser humano assim não serve para viver na terra Deus ache um lugar para essa pessoa cuidado que até a cara foi modificada ela não gostou da cara dela e mudou.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*