STF prorroga inquérito que investiga esquema de Gleisi na Lava Jato | Fábio Campana

STF prorroga inquérito que investiga esquema
de Gleisi na Lava Jato

gleisi1

O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no STF prorrogou por 60 dias as investigações da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A decisão ocorre uma semana depois de Teori ter aceitado estender as investigações de 20 dos 26 inquéritos abertos no STF para apurar o envolvimento de 50 pessoas no esquema de corrupção que desvio recursos da Petrobrás. As informações são do Estadão.

Os nomes de Cunha e Gleisi foram citados pelos delatores da Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa. Gleisi é suspeita de ter recebido R$ 1 milhão em contribuição para sua campanha ao Senado em 2010 de recursos que teriam sido desviados da Petrobrás. O suposto pagamento à campanha da senadora foi citado tanto por Youssef quanto por Costa.

Cunha é suspeito de receber, junto com o seu partido, o PMDB, propina paga por empresas contratadas pela Petrobrás. Em depoimentos prestados após acordo de delação premiada, Youssef diz que o deputado chegou a pressionar um empresário para retomar pagamentos, depois de a propina supostamente paga a ele ter sido suspeita.

Apesar das investigações, Gleisi e Cunha têm negado qualquer envolvimento com os casos apurados na Lava Jato.

Separação. Na mesma decisão em que prorrogou o prazo das investigações, Teori determinou que tramite em “procedimento autônomo” um pedido feito pela defesa de Cunha para arquivar as investigações. Com isso, O Plenário do STF poderá julgar o recurso da defesa sem interromper o andamento das investigações.

A decisão acontece logo após Janot ter escrito em parecer encaminhado ao STF que existem “elementos muito fortes” para que o presidente da Câmara seja investigado. A manifestação do procurador aconteceu em resposta ao pedido da defesa de Cunha, de arquivar o processo contra ele.

Depoimentos. Após autorização de Teori, de prorrogar o prazo de diligências dos inquéritos da Lava Jato, a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal retomaram a coleta de depoimentos de investigados e de testemunhas. As oitivas ficaram suspensas por duas semanas por decisão do ministro relator do STF, depois de um desentendimento na condução das investigações entre PGR e PF. No dia 19, o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) prestará esclarecimentos sobre sua investigação na Lava Jato.


5 comentários

  1. Juca
    quarta-feira, 6 de maio de 2015 – 10:39 hs

    Será que pelo gesto com as mãozinhas está prevendo o tamanho e a grossura do pepino que abraçou e vai ter que aguentar?

  2. BigPeter
    quarta-feira, 6 de maio de 2015 – 11:01 hs

    Tá aplaudindo o Teori, tá, fiona? – Sessenta dias passa rapidinho. Até pra quem nada faz, como vocês petistas aí em Brasília.

  3. pedro pivatto
    quarta-feira, 6 de maio de 2015 – 11:52 hs

    OAS doou 200 mil reais para o candidato do PT a prefeito de Paranaguá, Andre Lava Jato Pioli. Que interesse teria a gigantesca OAS na prefeitura de Paranaguá? Só mesmo para atender a uma ordem da Barbie das Araucárias que regou as campanhas dos seus asseclas ladrões.

  4. Carmem Fulgencio
    quarta-feira, 6 de maio de 2015 – 13:14 hs

    E porque a madame não foi intimada a depor até agora!!!!!!!!!!!!! Vergonha alheia

  5. Loop
    quarta-feira, 6 de maio de 2015 – 21:49 hs

    Vai aproveitar para crescer sobre o Beto …

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*