Ricardo Barros alerta sobre os cortes de investimentos em obras | Fábio Campana

Ricardo Barros alerta sobre os cortes de investimentos em obras

barros _relator

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), relator-geral da proposta orçamentária de 2016, participou na tarde de ontem da reunião de audiência pública com o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

A discussão ocorreu em torno da elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2016 e do ajuste fiscal do Governo, com bloqueio de cerca de R$ 70 bilhões no orçamento de 2015, incluindo cortes de emendas parlamentares e investimentos em projetos sociais.

Sobre os cortes no orçamento, Barros alertou que a diminuição de recursos reflete no desenvolvimento dos municípios e estados. “Essa desaceleração do governo federal impacta diretamente a arrecadação das cidades, pois os investimentos em obras, geram empregos, consumo e consequentemente a arrecadação para municípios e estados”.

Barros disse ainda que o momento é bem difícil também para o setor produtivo, além dos sistemas financeiros que restringiram os créditos.


5 comentários

  1. Carla amorim
    quinta-feira, 28 de maio de 2015 – 17:36 hs

    E o Governo do Paraná fazendo proposta para aumentar salário de servidor. Tem que ser zero de aumento! Tem que exonerar, tem que cortar o ponto. O Pt colocou o BRASIL NO FUNDO DO POÇO!

  2. Suley Santos
    quinta-feira, 28 de maio de 2015 – 19:05 hs

    Esse Ricardo Barros está em todas no Congresso. Tomara que seu trabalho traga muitos frutos para o Paraná. Abs

  3. Beto Guiz
    quinta-feira, 28 de maio de 2015 – 22:01 hs

    Tudo isso graças ao choque de gestão do Betão.

  4. Lobato
    sexta-feira, 29 de maio de 2015 – 0:37 hs

    E geram propinas também.
    Que estão para o político como o sangue humano está para o Drácula.
    Com a qualidade do serviço público não se preocupam, já notaram?

  5. taderu rocha
    sexta-feira, 29 de maio de 2015 – 9:27 hs

    a PETROBRAS ACABOU COM TUDO ISSO, PT. PMDB E PP OS QUE MAIS TIVERAM MAIS PETROBRAS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*