Presos na Suiça José Maria Marin e os cartolas da FIFA por corrupção | Fábio Campana

Presos na Suiça José Maria Marin e os cartolas da FIFA por corrupção

marin

d’O Globo:

Em uma ação conjunta das polícias dos Estados Unidos e da Suíça, sete dirigentes da Fifa foram presos nesta quarta-feira em um hotel em Zurique. Oito pessoas ainda foram indiciadas por corrupção. Os dirigentes estavam reunidos para a eleição para a presidência da entidade que pode dar a Joseph Blatter um quinto mandato. Segundo a rede BBC, entre os presos estão o brasileiro José Maria Marin, membro do comitê da Fifa; Jeffrey Webb, das Ilhas Cayman, chefe da confederação da Concacaf; o uruguaio Eugenio Figueredo, ex-presidente da Conmebol e vice-presidente da Fifa; Jack Warner, de Trinidad e Tobago, ex-vice-presidente da Fifa e ex-presidente da Concacaf; e Eduardo Li, presidente da Federação da Costa Rica, Costas Takkas, ex-secretário-geral da Federação de Futebol das Ilhas Cayman, Julio Rocha, presidente da Federação de Futebol da Nicarágua, e Rafael Esquivel, presidente da Federação Venezuelana de Futebol.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos planeja anunciar acusações de corrupção contra dirigentes da Fifa. Até 14 pessoas devem ser acusadas nesta quarta-feira em uma corte federal em Nova York.

Blatter não está entre os acusados, mas está sendo investigado. Funcionários próximos a Blatter devem estar entre os que serão indiciados. As acusações são o resultado de uma investigação de três anos do FBI.

Segundo o “The New York Times”, as acusações estão relacionadas a um grande esquema de corrupção dentro da Fifa nos últimos 24 anos, envolvendo corrupção, fraude, extorsão, lavagem de dinheiro e propinas no valor de US$ 150 milhões (cerca de R$ 450 milhões) ligados a Copas do Mundo e acordos de marketing e transmissão de jogos pela televisão. Os mundiais da Rússia (2018) e do Qatar (2022) são alvos da investigação dos agentes americanos.

Ainda de acordo com o jornal americano, os suspeitos deverão ser transferidos para os Estados Unidos.

ELEIÇÃO E COPAS MANTIDAS

A eleição para a presidência da Fifa acontecerá na próxima sexta-feira, como estava previsto, apesar da revelação de um novo caso de corrupção na entidade, anunciou em uma entrevista coletiva Walter De Gregorio, diretor de comunicação da entidade.

— O presidente da Fifa, Joseph Blatter, e o secretário-geral, Jérôme Valcke, não estão envolvidos no caso — afirmou De Gregorio, que disse que a Fifa irá cooperar com as autoridades.

O diretor de comunicação da entidade disse que a operação “é boa para a Fifa”.

– Isso para a Fifa é bom. Não é bom em termos de imagem e reputação, mas é bom em termos de limpeza (da entidade). Para nós, mais uma vez, não é bom dia e temos outras coisas dcom que lidar também, mas em outras palavras também é um bom dia. O processo está andando e estamos de olho nos resultados futuros.

De Gregório descartou que as Copas de 2018 e 2022 não sejam jogadas nos países previamente escolhidos.

TODOS OS INDICIADOS

Estão no processo os sete presos nesta quarta-feira e outros sete acusados:

Jack Warner, ex-vice-presidente do comitê executivo da Fifa e presidente da União de Futebol do Caribe;

Nicolás Leóz, presidente da Conmebol e ex-membro do comitê executivo da Fifa;

Alejandro Burzaco, chefe da empresa de marketing esportivo Torneos y Competencias SA, da Argentina;

Aaron Davidson, presidente da Traffic Sports dos EUA;

Hugo Jinks, chefe da empresa de marketing Full Play Group SA, da Argentina;

Mariano Jinks, chefe da empresa de marketing Full Play Group SA, da Argentina;

José Margulis, chefe da empresa Valente Corp and Somerton LTD.


3 comentários

  1. O BOM
    quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 9:52 hs

    E o Romário tinha razão quando falou que o Marin é um ladrão, roubou até uma medalha de campeão de um atleta brasileiro.

  2. zangado
    quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 10:52 hs

    Depois que a Fifa fatura bilhões os “chefões” arranjam para prender uns bagrinhos que se julgaram fazer parte da “diretoria” …

    Porque não abrem a caixa preta do mundial “7×1” no Brasil ?

  3. Johan
    quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 15:50 hs

    Caro FÁBIO, após a derrota de 7 X 1 para a ALEMANHA, a diretoria da CBF decidiu mexer no futebol do BRASIL. Retirou da CBF, exonerou e trocou todos os guardiões, os ascensoristas, os guarda veículos, o molhador dos gramados, os varredores dos estádios e mais alguns. O restante permaneceu da mesma maneira. Agora o JOSÉ MARIA MARIN sairá da vice -presidência, pois ficará preso nos EUA, e por determinação da diretoria executiva da FIFA todos os envolvidos em falcatruas, desvios e MALFEITOS serão a bem da FIFA dispensados da prestação de serviços, sem direito a retirar o FGTS, pois a DILMA já transferiu para o BNDES para financiar obras na AFRICA e em CUBA. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel, apoio a RENÚNCIA da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*