Eduardo Cunha apoia criminalização do uso de arma branca | Fábio Campana

Eduardo Cunha apoia criminalização do
uso de arma branca

d’O Globo:

RIO – O presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou que apoiará a criminalização do uso de arma branca e prometeu levar a proposta a plenário assim que a pauta for destrancada. Em seu perfil no Twitter, ele comentou que o crime contra o médico na Lagoa, na última semana, é mais uma argumentação de que é preciso rever a maioridade penal.

“Essa onda de violência provocada por adolescentes usando facas precisa ser duramente combatida, seja pela policia, seja por nós legisladores”, disse o deputado, acrescentando: “Precisamos dar as condições da policia punir e os governos têm de dar condições da policia agir”.

Após os casos de vítimas esfaqueadas no Rio, a Câmara dos Deputados decidiu desengavetar um projeto de lei, apresentado há 11 anos, que criminaliza o porte de arma branca nas ruas. Diante do clamor público, que se intensificou com a morte do cardiologista Jaime Gold — atacado por ladrões na noite de terça-feira na Lagoa —, o líder do PMDB, Leonardo Picciani, pediu o desarquivamento da proposta, protocolada em 2004 pelo deputado Lincoln Portela (PR-MG). O texto deve receber emendas, já que é considerado brando. Em vez de três meses a um ano de detenção e multa, o que abriria brecha para os suspeitos responderem em liberdade, Picciani defende que a pena mínima seja de três anos, de modo a que o acusado de porte de facas ou qualquer objeto cortante seja mantido preso.

Nesta sexta-feira, Picciani protocolou nesta sexta-feira um pedido de audiência pública para discutir o projeto com autoridades de segurança, integrantes do Judiciário e da sociedade civil. A sugestão para retirar o projeto da gaveta foi feita pela ex-chefe da Polícia Civil e deputada estadual Marta Rocha (PSD). O deputado explicou que a proposta deve prever exceções para quem faça uso de faca no trabalho. Atualmente, o porte de arma branca é considerado contravenção, e mesmo assim se for possível caracterizar a intenção de fazer uso criminoso do objeto.


6 comentários

  1. Elias Silva Tavares
    segunda-feira, 25 de maio de 2015 – 10:51 hs

    Kkkkkk, então agora o problema é da “faca”?!! Que solução extraordinária essa apresentada para resolver o problema da criminalidade. Só não podem esquecer de criminalizar o porte de bastão de beisebol, garrafas, pedras, cordas, cadarços, martelo, alicate, chave de fenda, chave de rodas etc etc etc… Pois todos esses objetos podem ser utilizados, eventualmente, para prática de homicídio, como é absolutamente óbvio. Mais uma vez, e de forma hipócrita e oportunista, brincam em legislar. Lamentável!!!

  2. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 25 de maio de 2015 – 10:56 hs

    Num país dominado por uma agenda midiática que privilegia os interesses de minorias ativistas, recheadas de pieguice e outros, este cidadão parece corajoso o suficiente para encarar reformas polêmicas. Começo a acreditar que ele não seja o mau sujeito que a mídia e certos setores querem demonizar. Em política não há santos, nem demônios, apenas políticos.

  3. valdecir trindade
    segunda-feira, 25 de maio de 2015 – 11:29 hs

    Como já comentei em outro site, logo virá a criminalização do taco de basebol, de qualquer tipo de porrete, de pedras pontiaguas, da zarabatana, do arco e flexa etc.

  4. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 25 de maio de 2015 – 12:14 hs

    -Não é criando leis para coibir os crimes com arma branca que os bandidos irão respeitar!!!
    -É preciso mudar as leis para torná-las mais rigorosas nos crimes hediondos. Homicídio deveria ter pena mínima de 15 anos independente se o réu é primário e outras baboseiras!!!
    -O que falta neste País é a pena de morte!!!

  5. Claudio Dalledone
    segunda-feira, 25 de maio de 2015 – 18:01 hs

    Que gente obtusa!!
    Estou começando a mudar a minha opinião sobre o Brasil .

  6. Joelson
    terça-feira, 26 de maio de 2015 – 0:29 hs

    Esse Eduardo Cunha é um completo “Idio…” e “Imb…”, tudo ao mesmo tempo.
    Assim, fica mais fácil dizer que a culpa é da faca.
    Há inúmeras formas de portar uma arma letal, pode ser uma tesoura, chave de fenda, uma garrafa, um vergalhão, há incontáveis instrumentos.
    Coitado do cidadão comum que pelo acaso do cotidiano for pego com um canivete ou coisa assim, esse será exemplarmente punido.
    Hoje é crime andar com arma de fogo (revolve e etc.), mas nem por isso crime como esse tipo de arma diminuiu em nosso país.
    Ferir alguém com arma de fogo, faca, barrar de ferro, tudo isso já é crime. Não precisa de nenhuma lei nova, basta a polícia investigar e prender e o judiciário manter o criminoso preso. Pronto está resolvido. A punição é o melhor remédio.
    Precisamos ter polícia investigativa e não polícia do tipo “espantalho”.
    Além disso, falta ter lei faça com que a frase “cada juiz uma sentença” deixe de ser verdade, cometeu crime é criminoso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*