"O Brasil não vai frear o Paraná", de Beto Richa | Fábio Campana

“O Brasil não vai frear o Paraná”, de Beto Richa

unnamed

Artigo de Beto Richa

O Brasil vive hoje a pior crise dos últimos tempos, talvez a maior desde a redemocratização do país, há 30 anos. É uma crise que alimenta o pessimismo, espraia a desesperança e potencializa a decepção.

Como nação, regredimos e perdemos o que duramente conquistamos. Em todo o país, a sensação é de traição. Fomos traídos em nossa confiança, acreditando que os dados oficiais servissem para revelar a verdade de um país promissor e não para ocultar contas públicas maquiadas.

No Paraná, acreditamos que a contabilidade nacional não era uma peça de marketing, mas expressão da realidade. Com base nisso, fixamos metas, definimos prioridades, fizemos projeções. Infelizmente, não ficamos imunes ao colapso da economia brasileira e, assim como o Brasil, fomos atingidos pela crise.

O orçamento de 2015 foi elaborado com base nos dados que a economia brasileira sinalizava em junho de 2014, quando economistas do governo federal apontavam para uma taxa de crescimento do PIB acima de 4% para o ano corrente. Iludiram o país.

Mas não ficamos de braços cruzados. Tivemos de tomar decisões difíceis. Adequamos, com muito sacrifício, a realidade do Paraná à perspectiva de um Brasil que enfrenta agora a combinação perversa de juros altos, inflação fora de controle e desemprego em marcha.

O Brasil não vai frear o Paraná. Ao contrário, é o Paraná que vai ajudar a empurrar o Brasil para a frente. Já podemos anunciar que o momento mais duro do ajuste do Paraná está terminado, com as medidas aprovadas pela Assembleia Legislativa.

Porém, continuamos adotando ações administrativas para cortar gastos e economizar, em um processo de revisão diária, de racionalização das despesas. Enquanto o Brasil dá mau exemplo com o inchaço da máquina, nós cortamos mil cargos comissionados. Os pagamentos dos nossos fornecedores estão sendo colocados em dia. As obras de infraestrutura estão sendo retomadas gradativamente, em todo o estado.

Sem abrir mão da responsabilidade e do equilíbrio orçamentário, retomamos com força o ritmo das ações, obras e programas de governo que são vitais para o desenvolvimento. Enquanto o Brasil recua, vamos avançar.

Nosso objetivo é continuar fomentando a economia do estado, criando empregos em todas as regiões, fortalecendo a atração de investimentos e a qualidade de nossa infraestrutura. O Paraná não vai ficar paralisado pela crise.

Temos muitos motivos para não nos deixar abater. Consolidamos nossa liderança na agricultura e fortalecemos o crescimento industrial. Geramos o maior ciclo industrial da história paranaense, ao contrário de governos anteriores, quando as empresas iam embora daqui. Estamos investindo, incluindo parcerias com a iniciativa privada, bilhões em infraestrutura.

Fizemos investimentos recordes na educação, na saúde e na segurança pública, com contratações de pessoal, compra de viaturas e equipamentos. Valorizamos o funcionalismo público: desde 2011, garantimos um reajuste médio de 63% para os servidores.

Enquanto o Brasil vê o seu índice de desemprego crescer, o Paraná foi o segundo estado brasileiro que mais gerou postos de trabalho no primeiro quadrimestre. Segundo o Ipea, somos hoje o segundo com o menor índice de desigualdade social e o terceiro estado mais transparente do país, segundo a Controladoria- Geral da União (CGU).

Nosso governo, com disposição permanente para o trabalho, não será lembrado pelas calúnias de seus adversários. Será lembrado como uma referência de trabalho e de eficiência, com resultados concretos que mudam para melhor a vida dos paranaenses. O Paraná é maior do que o pessimismo dos derrotados, do que todas as suas intrigas. O Paraná é maior do que todas as crises.

Beto Richa é governador do Paraná.


8 comentários

  1. sergio
    domingo, 31 de maio de 2015 – 15:26 hs

    Este cara continua sendo o idiota que se tornou.

    Sempre culpa os outros pela sua gestão errada.

    Mal assessorado, sempre escolheu mal seus
    secretários, se vendeu para poder ter o poder e
    ficou nas mãos de algumas pessoas que todos
    sabem como são.

    Me admiro quando alguém defende esta porcaria.

  2. ze
    domingo, 31 de maio de 2015 – 16:59 hs

    Beto richa o Paraná não precisa de você para crecer se precisasse tava falido

  3. Jose
    domingo, 31 de maio de 2015 – 17:50 hs

    Quem fala!

  4. ELEITOR ARREPENDIDO
    domingo, 31 de maio de 2015 – 18:18 hs

    O BRASIL REALMENTE NÃO VAI FREAR O PARANA , ATÉ PORQUE FICA MUITO DIFICIL FREAR O QUE JA ESTA PARADO

  5. Palpiteiro
    domingo, 31 de maio de 2015 – 20:30 hs

    Com toda a franqueza. Todos fomos enganados na eleição federal e na estadual. Foram duas enganações de marquetagem. O melhor está por vir, essa é boa. O Brasil quebrou e o Paraná quebrou são dois fatos incontestáveis, não há marquetagem capaz de esconder. A diferença é que na eleição federal havia escolha, na estadual não havia.

  6. Beto Guiz
    domingo, 31 de maio de 2015 – 21:04 hs

    Vc usou a mesma maquiagem Playbeto. Nas eleições o Paraná estava maravilhoso. Depois apareceu a sua incompetência e outras cossitas mas.

  7. Rafaella
    segunda-feira, 1 de junho de 2015 – 8:37 hs

    Sr. Fábio Campana,
    me perdoe pela observação severa, porém, esta manchete: “O Brasil não vai frear o Paraná”, de Beto Richa; só pode ser uma piada. O Paraná já está freado há muito tempo, nós paranaenses somos surpreendidos todos os dias com escândalos de corrupção, atos de truculência, intransigências, cinismo, mentiras, falta de dialogo e incompetência por parte do governo Beto Richa. Infelizmente, o governo atual, além de péssimo gestor, está comprometendo o futuro das próximas gestões, da educação e do Paraná como um todo.

  8. Emanuelli
    segunda-feira, 1 de junho de 2015 – 8:44 hs

    Vai bater na Dilma tambem ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*