Nunca antes na história | Fábio Campana

Nunca antes na história

Panelaço durante programa do PT mostra o quanto a sigla se desgastou; partido tentou proteger Dilma e terminou por expor Lula.

Editorial, Folha de S. Paulo:

Para usar um bordão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nunca antes na história o PT viu sua imagem se desgastar de forma tão acentuada quanto agora, e o buzinaço e o panelaço que acompanharam o programa de rádio e TV do partido, na terça-feira (5) à noite, constituíram mais uma medida audível desse malogro.

Não representavam, como se sabe, novidade na conjuntura brasileira. Desde o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff (PT) no Dia da Mulher, há dois meses, atos dessa natureza se incorporaram à disputa política nacional.

Nas demais ocasiões, contudo, protestava-se contra uma presidente fragilizada e um governo que, vitorioso por estreitíssima margem em outubro, só vinha reforçando a sensação de estelionato eleitoral.

Dessa vez, o alvo era a agremiação que comanda o país desde 2003. O fato de que depoimentos de Dilma nem sequer foram incorporados à propaganda de sua própria legenda não serviu para desmobilizar as manifestações.

Ao contrário, elas tiveram sua força renovada em pelo menos um sentido. Procurando esconder a presidente –algo em si bizarro–, o PT terminou por expor Lula, figura que a sigla sempre considerou um trunfo para eleições futuras.

Mais que isso, o partido exibiu o quanto há de dessintonia entre sua cúpula e o governo que ajuda a sustentar. Exaltavam-se não as ações da mandatária, mas bandeiras da agremiação, como se esta pudesse, aos poucos, desvencilhar-se da baixa popularidade de Dilma.

Mesmo que a tarefa pudesse ser levada a cabo, como a legenda se desgarraria de sua própria sombra? Segundo o Datafolha, em torno de 13% dos eleitores hoje dizem preferir o PT aos demais (eram 22% em dezembro); na crise do mensalão, essa fatia não caiu abaixo de 15%.

Pode-se atribuir tamanha corrosão a muitos fatores, mas dificilmente algum terá maior peso que o envolvimento reiterado em escândalos de corrupção.

Basta notar que Rui Falcão, presidente nacional da sigla, considerou oportuno enfatizar que petistas culpados ao fim de um processo judicial serão desligados da agremiação. Em outros tempos, quando o partido ainda podia se declarar arauto da moralidade política, tal declaração seria desnecessária –a expulsão estava presumida.

Hoje, ela soa pouco mais que demagógica. Apegando-se ao princípio de que leis penais não retroagem em prejuízo do réu, dirigentes do PT pretendem preservar os condenados pelo mensalão. Tudo leva a crer que, mais uma vez, o partido usou a rede nacional para fazer propaganda enganosa.


10 comentários

  1. Luigi
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 10:43 hs

    Tão importante quanto este, foi também o panelaço promovido pela oposição ontem à noite, no recinto da Câmara Federal, após à aprovação de parte do ajuste fiscal do Governo, melhor dizendo, confisco contra os trabalhadores brasileiros.

  2. AMO
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 11:05 hs

    Ta chegando a hora.

  3. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 11:38 hs

    Se até esta Folha que virou pestista está batendo no seu patrocinador, é porque a casa caiu. Ou está caindo. Agora só falta a Poderosa em editorial do JN desancar o pau na pobre camarada presidanta. Eta país de oportunistas este nosso, adoramos chutar cachorro morto.

  4. Felipe
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 11:54 hs

    Confisco contra os trabalhadores? vai ler o projeto cara. o trabalhador assina a carteira por um mês e tem direito a um salario integral no ano seguinte. o cara assina a carteira, contribui 6 meses e tem direito a receber 3 meses de salário. Sabe quem paga essa conta? VOCÊ.
    E aquelas que casam com os velhinhos e depois ficam recebendo pensão pro resto da vida, desde os seus 20 aninhos? casamentos que são feitos em menos tempo do que a vida de casado, porque o cara ta pela boa…vai dizer que nunca viu essa história?
    E já pensou, uma pensão como a de um senador, ex-governador, deputado, entre outros? quanto você acha que é?

    Cara, trabalhador não perde direito…ta perdendo direito que não trabalha.

    Isso não é ajuste fiscal…isso é melhorar o INSS para acabar com o rombo…ajuste fiscal é o que o Pinóquio fez com o ICMS e IPVA no Paraná.

    Quer ver trabalhador perder direito, espera aprovar a terceirização das atividades fins proposta pela direita batedora de panelas…isso sim é uma vergonha.

  5. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 11:56 hs

    Eles antigamente batiam a carteira do trabalhador e dos humildes com juros ,salarios baixos e quase escravatura,Agora batem panelas ,mesmo cheias,eles querem tudo de novo,

  6. Johan
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 12:08 hs

    Caro FÁBIO, os membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, assessorada pelo grupo amorfo, porém dinheirista da empresa do Sr. JOÃO SANTANA, estão fora do BRASIL. Ainda não captaram o desejo de 87,0% da população brasileira que espera vê-los fora do governo. Essa propaganda verde-amarela-azul e branca foi jocosa, ilária esticaram a corda da inteligência dos brasileiros. A colocação é a seguinte, para a sociedade não é mais retirar as bandeiras vermelhas com a estrelinha comunista e colocar a propaganda colorida na televisão, é retirar aquele discurso podre, vazio, conhecido e sectário de que auxiliamos os pobres os negros, de que fizemos isso, aquilo, prendemos os corruptos e mais MENTIRAS, o importante é deixar de afirmar as MENTIRAS que toda a população já conhece. Colocar o DUENDE LULLA na mídia foi no mínimo medíocre e demonstração total da fragilidade da ORGANIZAÇÃO. Desejam resgatar o que ???Chega de ilusão, isso só serve para iludir os remanescentes da ORGANIZAÇÃO. Quanto ao discurso do Sr. RUI PARDAL FALCÃO, é tão falso, do mesmo calibre, iremos expulsar os corruptos. Ora, não ficará um para apagar as luzes. Abraços. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e proponho a RENÚNCIA JÁ da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES E VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  7. jaferrer
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 12:10 hs

    É necessário manter a mobilização, pois o eleitorado é muito volúvel e pode mudar ao menor sinal de melhora (mesmo que aparente) em sua situação econômica. O fato é que o que move o eleitor é mais o bolso do que posições ideológicas ou teses democráticas. A justiça precisa ser eficaz e rápida, a imprensa deve continuar a denunciar e a oposição têm que, de uma vez por todas, cumprir seu papel de oposição.

  8. quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 14:07 hs

    Tudo que sobe um dia desce, sendo que a subida pode ter sido lenta ou rápida e a descida também. Assim está acontecendo com o PT caindo vertiginosamente e o que é pior para a sigla é que cai aos pedaços. Se desintegrou completamente.

  9. Pricila Marina Koch
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 15:08 hs

    Não tenho panelas muito barulhentas, mas, em compensação, meu apito faz um barulho legas rsrsrs

  10. Juca
    quinta-feira, 7 de maio de 2015 – 17:40 hs

    O londrinense tem problema de intestino. Dele só sai m….
    Certo em seu comentário está o Felipe. Muitos não querem ter a carteira assinada pois vivem de explorar nosso dinheiro suado entregue ao governo na forma de impostos e contribuições, para ficar recebendo o auxílio desemprego. Agora só falta enterrar as propostas que estão na Câmara e no Senado para beneficiar os trabalhadores com a licença paternidade de 30 dias, três meses e até seis meses. Isso é uma vergonha e bem ou mal, certo fez a Câmara dos Deputados ao aprovar o corte dos “benefícios”ou “direitos” dos “trabalhadores”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*