Correndo atrás do prejuízo | Fábio Campana

Correndo atrás do prejuízo

unnamed

Quando o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esteve no Paraná no mês de março, para o lançamento do projeto Câmara Itinerante, avisou que pretendia votar a reforma política até o final de maio. Pois, pois, parece que os membros da Comissão de Reforma Política da Assembleia Legislativa não levaram muito a sério a promessa.

Nesta terça-feira (12), quando o deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) apresentou o relatório da Reforma Política na Câmara Federal, pegou todo mundo de surpresa. Resultado: Os deputados da comissão nativa, estão tendo que correr contra o relógio. Após reunião ontem com estudantes e empresários (foto), os parlamentares tentam a todo custo fechar um parecer para enviar à Brasília.

No início da tarde desta quarta, o presidente Anibelli Neto (PMDB) tentava reunir a tropa para fechar questão, mas esbarrava nas dificuldades de encontrar uma sala. Encontraram um canto na liderança do PMDB. Um dos pontos do relatório a ser enviado à capital é o consenso com o voto distrital misto.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*