APP não gosta da proposta do governo e diz que greve não vai acabar | Fábio Campana

APP não gosta da proposta do governo e diz que greve não vai acabar

marlei-e-lemos

Como era de se esperar, a APP-Sindicato não aceitou o reajuste proposto pelo governo de 5% de aumento salarial. Considerou a proposta “absurda, obscena, inaceitável”. E afirma que a greve não vai acabar até que todas as suas exigências, que crescem todos os dias, sejam atendidas.

“Nós recebemos esse anúncio com muita indignação. Além de ser um valor mais baixo que o índice da inflação do ano passado, o governador ainda resolveu realizar o pagamento parcelado em duas vezes. Ele sequer coloca no projeto de lei quando o débito será quitado, diz apenas que isso depende dos recursos financeiros do estado”, disse a secretária de finanças da APP, Marlei Fernandes (foto ao lado do deputado Professor Lemos, do PT), em entrevista à Banda B.

O Sindicato classificou esse novo projeto, que foi enviado hoje à Assembleia Legislativa, como o terceiro “tratoraço” imposto pela administração estadual. “O primeiro foi em dezembro do ano passado, em relação ao aumento do ICMS e IPVA, e o segundo foi o confisco da previdência dos servidores. Agora, o governador quer tirar o direito de todos nós de ter ao menos o reajuste que conduz com a inflação do último ano”, completou ela.

De acordo com a APP, enquanto não houver uma atitude positiva do governo em relação ao reajuste, as aulas continuam sem previsão para retornar. “Nós vamos aproveitar esse tempo para expressar a importância dessa mobilização para os pais e mães dos alunos”, concluiu.


29 comentários

  1. COELHO RICOCHETE
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:08 hs

    TNC! Menos greve e mais aula.
    É maio e ninguém pensa nos alunos?
    Tomaram pouca porrada na praça.

  2. Antonio Alvaro Rosar
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:12 hs

    Falou o PT, ta falado.

  3. Juca
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:12 hs

    Que dupla! Mas ainda falta Gleisi, Requião etc.

  4. MANOEL BOCUDO.
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:20 hs

    ESSE PROFESSOR LEMOS E ESSA SENHORA MARLEI , JÁ TRABALHARAM NA SALA DE AULA NOS ÚLTIMOS 15 ANOS, ALA PETISTA DA APP, CAMUFLAR OS ROMBOS DO GOVERNO FEDERAL, LÁ VCS NÃO VÃO PROTESTAR CONTRA AS MARACUTAIAS DA DILMA. SECRETARIA DE FINANÇAS DA APP, LÓGICO, UM ORÇAMENTO MAIOR QUE DE UM MUNICÍPIO DE 30 MIL HABITANTES QUER O QUE, OS MESTRES DEPOSITAM PARA A APP TODO MÊS SAGRADO PARA ELES COMPRAREM CARROS NOVOS, VIAJAREM COM DIÁRIAS ENORMES E OS PROFESSORES NÃO ENXERGAM TUDO ISSO.

  5. Bruno
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:23 hs

    Chega de baderna, agora os professores não vão trabalhar tbm? Pensem nos alunos, e esqueçam essa patifaria política que esta vísivel no país inteiro, o governo fez o que pode e o que era necessário, cadê a CUT manifestando contra o governo federal que cortou 7 bilhões da educação?

  6. PEDROCA DO SUDOESTE
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:24 hs

    Pode ser pouco,pelas circunstâncias.Mas,só para lenbrar,os servidores públicos federais não terão aumento.Será que a CUT,Professor Lemos,Venerri,sabem disso ??? Contaram para os professores…..

  7. Bacharel em Direito
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:25 hs

    GOVERNO DE INCOMPETENTES E MENTIROSOS! Primeiro precisava de uma posição do TC, depois precisava esperar dia 19/05. Pura enrolação.
    Corte suas mordomias e seus eunucos comissionados, os servidores não pedem pagar a conta por sua má administração.

  8. FERDINANDO FRANCISCONI
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:27 hs

    MANDA INTERNAR ESSE PESSOAL DA APP-SINDICATO. EU TAMBÉM QUERIA GANHAR MUITO MAIS.

  9. Antonio
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:36 hs

    Com o contracheque zerado, somente os sindicalistas da APP PT não volta ao trabalho, como sempre.

  10. Cristiano
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:36 hs

    Se fosse só a APP, meu caro!
    No entanto, nenhum servidor público estadual gostou!
    E vão engrossar o caldo, espere e verá!

  11. Tisa Kastrup
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:38 hs

    “Professores” da APP: um milhão de alunos estão sem aula. Vocês em nenhum momento pensaram neles, se preocuparam com eles, respeitaram eles. E vocês vêm com o papo que vão “aproveitar esse tempo para expressar a importância dessa mobilização para os pais e mães dos alunos”? Tomara que estes pais e mães aproveitem para dar aquelas boas broncas que vocês estão merecendo.

    Governador Beto Richa: bem que faz em descontar os dias não trabalhados e chamar novos “professores de verdade” para as salas de aula. Tá “assim” de bons professores no Paraná! Não há cidadão, governo ou empresário que goste de pagar salário de funcionário que não trabalha.

  12. OPINIÁTICO
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:42 hs

    Ouvi dizer que essa mulher é rica, não sei se é verdade..

  13. taderu rocha
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 16:51 hs

    PT JUNTO NUNCA VAI ACABAR……A GREVE…

  14. araujo
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 17:10 hs

    Essa pelega safada está nitidamente a serviço do PT,usando a fervorosa classe dos professores em prol de um trabalho de desconstrução de quem ganhou legitimamente as últimas eleições,sendo este um claro objetivo da petezada visando tirar as atenções do descalabrio federal que se encontra o país.Este pelego Lemosa que vá explicar a dinheirama roubada que foi colocado em seu colo nas eleições estaduais e municipal.Se fosse eleito prefeito de Cascavel estaria ele defendendo o professorado?Se esta pelega se elegesse deputada federal estaria hoje defendendo os rpofessores paranaenses?É puro interesse prorpio destes vagabundos.

  15. BigPeter
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 17:46 hs

    O que falta pra esse bando é cadeia.

  16. oscar silva
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 17:58 hs

    Essa briga vai longe, quero vem quem vai ganhar.kkk

  17. APP-PT fora
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 18:15 hs

    Ainda está bom. E no âmbito federal que não terão aumento algum. E os sindicatos pelegos fizeram greve? Não, nem uma vírgula sobre o assunto.
    Porque dois pesos e duas medidas sindicalistas petistas-esquerdistas?

  18. SÉRGIO
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 18:34 hs

    … E UM MILHÃO DE ALUNOS!!! COMO FICAM??? VAMOS VOLTAR, PROFESSORES, PARA AS ESCOLAS E COLÉGIOS E, ALI, EXERCERMOS A NOSSA PROFISSÃO!!! PENSO QUE OS CHEFES DE NÚCLEOS PRECISAM AJUDAR ESTE RETORNO IMEDIATO.

  19. Paulo
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 18:37 hs

    Com um índice de inflação beirando a 8% aproximadamente e tendo um agravante que os deputados, desembargadores e até o governador tiveram um aumento de 26%. Porque os professores e demais funcionários públicos só poderão receber 5% divididos em duas parcelas de 2,5%? Isso não é piada de mal gosto é a mais pura falta de respeito aos funcionários públicos do Paraná. Isso é falta de caráter de um cidadão que recebeu inúmeros votos de muitos funcionários e seus familiares por acreditarem em seu projeto que ele divulgava em campanha eleitoral ou acreditaram no seu discurso bonito de que tudo esta sobre controle. Pois a verdade foi revelada logo após a sua posse em janeiro de 2015, onde tudo estava no vermelho, o estado quebrado e pior ainda acéfalo. Porque só para um acéfalo para dizer que isso é reposição salarial ou aumento de salário. O que eu vejo é pouca gente ficando rica a custa do dinheiro público e muitos ficando pobre trabalhado para o poder público. FORA BETO, FORA BETO.

  20. Sociedade Responde
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 19:42 hs

    Está mais do que na hora dos pais dos alunos, em todo o Estado, bater o pé e fazer um PANELAÇO exigindo que os professores voltem às salas de aula imediatamente. ** Eles estão abusando da bondade dos paranaenses e fazendo política de compadrio com politiqueiros da hora e de sempre. Chega dessa baderna. ** Aliás, está na hora também de a Justiça fazer-se respeitar e enquadrar o sindicato que está abusado das suas prerrogativas. ** A Sociedade não aguenta mais esses excessos.

  21. LUIZ
    quinta-feira, 14 de maio de 2015 – 21:59 hs

    SERÁ QUE ESSES DOIS PTRAIAS AÍ,CHAGARAM A TRABALHAR UM SÓ DIA NA VIDA DELES.

  22. jose carlos pinto
    sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 8:24 hs

    O COITADO DO PROFESSOR DO INTERIOR FICA NAS MÃOS DESTES
    MALANDROS DE SINDICATOS. NÃO SABEM O QUE É ENFRENTAR A SALA DE AULA TODOS OS DIAS, ELES TEM CURSO NÃO SEI ONDE, REUNIÃO EM
    BRASÍLIA PARA TÁTICAS PETISTAS. MINHA MÃE É PROFESSORA TEM DESCONTADO TODO MÊS NO HOLERITE R$ 46,00 REAIS QUE ENTRAM NA CONTA DA APP. TEM GENTE BOA, MAS ESSES AI, SÓ OLHAM O LADO DELES
    POLITICAMENTE, NÃO VI O LEMOS E A MARLEI DEFENDER A GLEISI POR
    PEGAR R$ 1 MILHÃO DE EMPREITEIRAS. SENADOR PODE ?????????

  23. Isadora
    sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 9:03 hs

    Mas essa APP é ridícula mesmo.
    Pensam no seu umbigo.
    Tá rolando um vídeo na internet onde enquanto essa Marlei fala um monte de baboseiras, inclusive dizendo que foi a APP que conquistou o salário dos professores, vai aparecendo quanto cada um filiado a APP e que está fazendo essa campanha para essa greve sem nexo ganha. Todos recebendo mais R$ 5 mil.
    Isso é greve política. NUNCA o que o Governador fizer estará bom para eles, e por que mesmo?
    APP = APT
    Vocês são ridículos. Já passaram dos limites.
    Estão pensando apenas no próprio umbigo, e esse que é político. Chega né.
    Aaahhh, e sem falar que estão pressionando professores e funcionários que não querem aderir a greve ou que já voltaram para a escola para que estes voltem. Vão até a escola e falam coisas, acusam diretores de pressionarem tais pessoas à voltarem, ligam para a casa dos professores… É uma vergonha. Aí vem dizer que respeitam a opinião de cada um.
    Bando de sem vergonha. Não querem trabalhar? Peçam exoneração.
    Aí vem uma determinada grevista e diz que a partir de agora o chefe dela é a APP. Perfeito professora, agora só falta fazer um processo e pedir para que quem pague o seu salário seja a APP e não o Estado.
    É pra acabar mesmo.

  24. araujo
    sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 9:16 hs

    A Dilma cortou muita verba da educação,a taxa do Enem subiu 85 por cento,os exames do INSS foram terceirizados e essa pelegada não vai protestar não?Bando de pilantras,ficam usando os nobres professores como massa de manobra.Dezembro/janeiro os professores vão ter que trabalhar e a pelegada se refrescando nas praias.

  25. COMANDO
    sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 9:44 hs

    Vamos dar o troca em 2018, e no dia1 de janeiro de 2019 vamos todos unidos ver a saída destes babacas da política brasileira…

    VAI SER O MAIOR PANELAÇO DA HISTORIA DO PARANÁ

  26. Cristiano Jacir Múetzemberg
    sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 10:39 hs

    Eu sou aluno da rede pública Estadual, e não concordo com esta paralisação que ao meu ver e meramente política, acho que o governo deva cortar o ponto destes profissionais, e começar a contratar professores terceirizados.

    Cristiano J. Múetzenberg
    Rua manjoleiro lll tropical
    Cascavel-pr.

  27. sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 11:39 hs

    Cristiano, não fala isso que a Dilmá vai “contratar” professor Cubano hén???

  28. sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 12:09 hs

    A APP sindicato é a escória da educação, incluindo o deputado e a tal de Marley, derrotada nas últimas eleições para deputado. Esperar o que dessa gentalha senão o pior. A vagabundagem tomou conta do professorado, com raras exceções. Não querem trabalhar isso sim, é melhor ficar em casa e ainda recebendo, inclusive passagens por férias e quando estiver em casa sem nada fazer. Por quê não reivindicam ficar em casa e RECEBER O SALÁRIO, sem ter que dar aulas? Só falta isso pois a classe dos professores está se tornando em classe de baderneiros, depredadores, de saqueadores de bens públicos e de “vagabundagem”, pois inexiste outra expressão para quem não trabalha e ainda quer receber. O Paraná e todos os estados da federação sabem muito bem que a greve é política e não de reivindicações sérias e honestas. Passa a ser ridícula. A sigla PT é a maior praga e epidemia que o País já teve.

  29. sexta-feira, 15 de maio de 2015 – 12:53 hs

    Era Lemos Lava Jato e Gleisi Petrolão e agora também a Marlei BlackBloc , mais conhecidos como CUTCUT SACANAGEM

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*