Ricardo Hoffmann vira delator do Petrolão | Fábio Campana

Ricardo Hoffmann vira delator do Petrolão

ricardo 1hoffmann

O publicitário Ricardo Hoffmann, preso sob suspeita de ter pago propina ao ex-deputado André Vargas (ex-PT) para conseguir contratos com órgãos do governo como o Ministério da Saúde e a Caixa Econômica Federal, decidiu fazer acordo de delação premiada para ter pena menor. As informações são da Folha de S. Paulo.

O acordo deve ser assinado nos próximos dias, de acordo com três profissionais que participam das negociações. Hoffmann é acusado de usar fornecedores da agência da qual era vice-presidente em Brasília, a Borghi Lowe, para fazer repasses de R$ 3,17 milhões para uma empresa controlada pelo ex-deputado, que deixou o PT no ano passado e está sem partido.

Vargas tinha influência na Saúde e na Caixa, segundo os investigadores da Operação Lava Jato, e recebeu o suborno por ter ajudado a agência a conquistar as duas contas. O deputado também está preso em Curitiba desde o dia 10.

Procuradores e delegados da Polícia Federal que atuam na operação suspeitam que o esquema encontrado nesses dois órgãos, no qual produtoras de publicidade faziam o repasse do suborno a mando da agência, seja comum em outros órgãos públicos.

Entre as empresas que fizeram pagamentos a Vargas por ordem do publicitário estão produtoras conhecidas como a 02 Filmes Publicitários, que tem como sócio o diretor Fernando Meirelles, de “Cidade de Deus”, e a Conspiração, que produziu o filme “2 Filhos de Francisco”.

A agência para a qual Hoffmann trabalhava também decidiu colaborar com a investigação, mas não está decidido se ela fará um acordo de leniência, o equivalente à delação premiada para empresas, ou só irá entregar o resultado de uma auditoria interna que fez no ano passado.

Essa auditoria levou a Borghi Lowe a demitir o publicitário em dezembro, por quebra do seu código de ética.

A agência FCB Brasil, que ordenou um repasse de R$ 311 mil para Vargas, também está disposta a colaborar. Hoffmann ajudou a FCB Brasil a conquistar uma conta na Petrobras. A Borghi Lowe e a FCB fazem parte do mesmo grupo, o Interpublic, dos EUA, considerado um dos gigantes mundiais da publicidade.

Em depoimento à polícia, Hoffmann disse que acertou o esquema de repasses para Vargas com o presidente da Borhi Lowe, José Borghi. Em nota, Borghi negou enfaticamente conhecer Vargas ou ter autorizado o pagamento de suborno e frisou ter uma carreira pautada pela ética.

Até agora não há nenhuma acusação contra as duas agências de publicidade.

O ESCÂNDALO

A Borghi Lowe recebeu R$ 1,07 bilhão entre 2008 e 2015 do Ministério da Saúde e da Caixa, em valores não corrigidos, conforme a Folha revelou na última terça (21). Esse valor, no entanto, não ficou todo com a agência: cerca de 85% do dinheiro é usado para pagar os meios em que os anúncios são veiculados, como jornais e canais de TV.

De acordo com as investigações, o suborno era repassado a Vargas pelos fornecedores das agências de publicidade por meio do pagamento do chamado “bônus de volume” – BV no jargão do mercado. Trata-se de uma comissão equivalente a 10% do valor de cada contrato. Se um filme custa R$ 2 milhões, a produtora devolve R$ 200 mil à agência que a contratou.

No caso investigado agora, o dinheiro era depositado para uma empresa de Vargas em vez de voltar para a Borghi.

A Borghi e as empresas do governo proíbem essa prática por considerá-la uma forma disfarçada de suborno e porque ela eleva os custos dos comerciais –os 10% poderiam, por exemplo, ser convertidos em descontos.

O advogado de Hoffmann, Marlus Arns, e as agências Borghi Lowe e FCP Brasil não quiseram se pronunciar sobre o acordo de delação.


12 comentários

  1. Kátia Flávia
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 10:34 hs

    E as noites estão ficando frias nestas nas prisões de cimento gelado! hehehe

  2. eleitor de boa memoria
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 10:54 hs

    XXXXXIIIIIIIIIIIIIIIIII , AGORA TEM POLITICO PARANAENSE QUE ERA ATEU AJOELHADO NA FRENTE DE SANTO FAZENDO PROMESSA, NÉ REQUIÃO???

  3. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 11:12 hs

    A casa vai cair.

  4. araujo
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 11:36 hs

    Te cuida Requião o homem vai abrir o bico.He he he he

  5. LENZA TOLEDO
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 11:45 hs

    mais um jogando lama no sobrenome Hoffmann. Será que deu vírus na rede deles?

  6. Juca
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 11:47 hs

    É isso aí, conte tudo!

  7. pedro pivatto
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 11:57 hs

    Em Paranaguá o petista André Pioli tá sumido… Por que será? 800 mil recebido via Andre Vargas? kkkkkk…. dá-lhe frouxos intestinais…

  8. Dosel Jr.
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 13:35 hs

    Quando este gaúcho apareceu numa foto cercado de mulheres bonitas com um copo na mão, Lembram disso?. Eu falei que ele não me enganava e era tudo uma questão de tempo. Está aí a minha previsão. O homem é do mesmo ramo que os camaradinhas vermelhos.

  9. Gardel
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 15:37 hs

    Se esse gaudério abrir o bico, o PT e a escória moral deste chão, vão tremer.

  10. Carlos
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 16:06 hs

    Vixiiii. O Requião deve estar dormindo dentro da cisterna de sua casa….

  11. quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 17:26 hs

    Requiao,oChaves das Araúcarias,esta morrendo de medo,e um covarde,apanhou duas vestes na cara,uma de Ciro Frare e outra de Dep Bueno,nao reagiu.So ele levar uma poderosa Empreiteira para a Venezuela,quanto sobrou para ele???? Agora e que ascorosas vao ser esclarecidas,,,

  12. COELHO RICOCHETE
    quinta-feira, 23 de abril de 2015 – 18:01 hs

    Que medo de passar muitos invernos tomando banho frio, cagando agachado e servindo de boneca na prisão, hein!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*