PMDB e tucanos podem rejeitar Fachin para o STF | Fábio Campana

PMDB e tucanos podem rejeitar Fachin para o STF

luiz_edson_fachin_01

Leonel Rocha, ÉPOCA

Indicado pela presidente Dilma Rousseff para uma vaga no Supremno Tribunal Federal, o nome do advogado Luiz Edson Fachin corre risco de não ser aprovado pelo Senado. O PSDB desautorizou o senador Álvaro Dias (PR) de defendê-lo, como vinha fazendo, e a bancada do PMDB foi contaminada pela irritação do presidente do Congresso, Renan Calheiros (AL), com o Planalto. Com vários ruralistas na bancada, os peemedebistas encontraram outro argumento para rejeitar Fachin: ele defende as mesmas teses do MST para a política rural. Sem os tucanos e o PMDB o nome não passa.


14 comentários

  1. Rosa
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 15:45 hs

    Fui aluna do Fachin e o conheço muito bem, pois trata-se de Ótima pessoa e profissional do Direito, porém é adepto a filosofia petista.

  2. Valdecir Trindade
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 17:19 hs

    Perfeitamente. Até que enfim. O Sen. Alvaro Dias botou os pés pelas mãos. Declarou apoio ao Fachin sem consultar o Partido. Absurdo. Especialmente quando comprovado que esse senhor é comprometido ideologicamente com o PT, Dilma, Lula, MST etc. Ora, se o PT, Dilma. Lula e MST só trouxeram o caos para o país, o que podemos esperar de alguem ligado umbilicalmente a eles? Devemos ter claro acerca das consequências em indicar alguem para compor o STF. Lá precisamos de juízes e não aulicos.

  3. Paolo
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 18:58 hs

    Se isso de fato ocorrer, seria trágico, não fosse cômico!!!!!

  4. João da Silva
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 19:21 hs

    Ainda existem aqueles que pensam… Demais a mais, além de defender o mst, nosso gaúcho preferido defende a ideia de juízes ativistas! Por que cargas da água senadores iriam colocar mais um ministro para atropelar o Legislativo? Já não basta Teori e Barroso? Se Fachin passar, além da amizade com Stedile (consequentemente aumento de invasões), ainda veríamos um STF com atribuição nova…legislar! Estão mais do que certos… Tomara que derrubem esta nomeação!

  5. maurice deschamps
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 19:33 hs

    desfilar de mãos dadas com mulher no Congresso, distribuir curriculuns
    floreados – não apagam a vida pregressa: defensor de corruptos, invasores de propriedades, etc. etc…..

  6. Palpiteiro
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 20:22 hs

    Seria uma boa lição aos lulopetistas que se julgam professores de Deus e senhores de toda sabedoria jurídica e política.

  7. Juvenil cordeiro
    terça-feira, 21 de abril de 2015 – 20:44 hs

    Fora Mst. Fora Pt

  8. BigPeter
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 0:01 hs

    E 16 de abril, ao primeiro anúncio do gaúcho citado, como candidato de Dlma, transcrevi esse texto, e fui buscar mais informações sobre o dto cujo:
    ““Luiz Edson Fachin, indicado para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal, é ligado ao PT e à Central Única dos Trabalhadores (CUT), ao MST, além de ser contra os produtores rurais na questão indígena. A Frente Parlamentar da Agropecuária e seus senadores ainda não se manifestou quanto a nomeação de um ministro a favor dos sem terra e dos esbulhos possessórios em cima de fazendas produtivas. Sem falar no apoia escandaloso de Álavro Dias (PSDB-PR) à indicação. Fachin será voto essencial para condenar ou não os políticos envolvidos na Lava Jato. Parece que Renan Calheiros lavou as mãos, mas o cheiro de uma negociação podre não saiu.” (Blog do Coronel)
    Não deu outra: Entre outras relações xifópagas com o petismo, O homem é ligadaço às invasões do MST e as demais estripolias do braço armado petista. Ou seja, o mesmo “exército do Stédille”, convocado por Lulla.
    Se a oposição, se é verdade que temos oposição por aqui, aceitar esse senhor, será conivente com todos os crimes já praticados, e os que serão praticados por esse exército de desocupados, que invade, rouba, tortura e mata, tudo sob olhares complascentes das autoridades, e da justiça. – Chega de crimes no campo.
    Imagine, com um homem desse calibre, no Supremo, a defender-lhes…

  9. clarice franze
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 9:15 hs

    SE FOR DO LADO DO MST, FORA COM ELE, TEM A PREFERENCIA DA DILMA? FORA COM ELE.

    POR QUE TRAZER MAIS DISSABORES PARA O BRASIL, QUEREMOS PESSOAS QUE AJUDE O BRASIL À CAMINHAR PARA O FUTURO.
    NADA DE PT, MST, DILMA E LULOPETISMO.

    O BRASIL PRECISA RETOMAR O PROGRESSO.

  10. Edson
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 10:03 hs

    Deus seja louvado!

  11. Beatrix Kiddo
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 10:20 hs

    Realmente corremos sério risco de entronizar na Suprema Corte mais um aliado do pe$tiSmo. Queremos outro Tofoli ou Barroso julgando segundo os ditames pe$ti$ta$? Queremos juízes para julgar e não para obedecer as vontades da dona do trono do Planalto.

  12. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 10:38 hs

    Esse MST do Stédile, não é o MST embrião da entidade de defesa dos barrageiros demitidos pela Itaipu e dos sem terra criados pelo alagamento das terras mais férteis do mundo quando do represamento das águas para o funcionamento das turbinas da maior usina hidrelétrica do planeta.

    Mas que se precisa duma política de reforma agrária decente e eficaz, ah! se precisa, pois não se admite os milhares de alqueires de terra ociosas, servíveis para o único fim da especulação, na mão de meia dúzia de grileiros.

    Não é desdouro, nem tampouco demérito para dr. Fachin se postar ao lado dos sem terra, os verdadeiros, não essa súcia de malfeitores e depredadores assalariados pelo PT e que formam o “exército do Stédile”.

  13. Johan
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 10:56 hs

    Caro FÁBIO, esse jurista que está tendo o apoio do governador BETO e do SENADOR ALVARO DIAS para assumir cadeira no STF possui qualidade jurídicas para exercer sua atual profissão. Contudo ele está a ser indicado para ocupar cargo no STF, e para tal a sociedade entende que pelo passado e pelas demonstrações contrárias aos interesses do PARANÁ, ele não respeita aos nossos interesses. No PARANÁ ele foi derrotado quando apoiou por meio de manifesto a candidata DILMA na primeira eleição. Foi defensor intransigente do MST, agrupamento de baderneiros, não respeitado como organismo oficial no estado. Defendeu interesses dos paraguaios contra o BRASIL em disputa em processo na ITAIPU. Por esses motivos em que não comunga com os interesses da população paranaense, a sociedade entende que ele não está qualificado para defende-los. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e proponho a RENÚNCIA JÁ, da DILMA, agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  14. Dude
    quarta-feira, 22 de abril de 2015 – 13:47 hs

    Fui aluno do sujeito aí. Petista/comuna até a medula. STF absolutamente contaminado. Vergonha desse país.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*