Grupo do Paraná faz lobby para aprovar Fachin no Supremo | Fábio Campana

Grupo do Paraná faz lobby para aprovar Fachin no Supremo

unnamed48

Temerosos de uma possível resistência do Senado ao advogado Luiz Edson Fachin, indicado pela presidente Dilma Rousseff ao STF, juristas e políticos do Paraná formaram um movimento de apoio à sua indicação. O principal objetivo é convencer os congressistas, especialmente da oposição, a apoiarem seu nome. A nomeação de Fachin depende da aprovação do Senado. As informações são da Folha de S. Paulo.

Um dos que integra a força-tarefa é o governador do Paraná, o tucano Beto Richa. “Eu o defendo abertamente. Fachin é unanimidade no Paraná”, afirmou. Ele já conversou com pelo menos cinco senadores do PSDB, inclusive Aécio Neves (MG). Enviou uma carta a todos os parlamentares em defesa do advogado, e ligou para governadores, fomentando uma mobilização pró-Fachin.

Fachin, que nasceu no Rio Grande do Sul, mas fez carreira no Paraná, tem sido questionado sobre sua proximidade com o PT. Ele declarou voto em Dilma em 2010, foi advogado da Itaipu Binacional e já se posicionou a favor da reforma agrária. A preocupação é que o advogado seja “vítima” da crise política da presidente Dilma, em especial com o PMDB. “É um momento delicado; as forças políticas estão acirradas. Por isso a articulação tem que ser feita”, diz a procuradora Maria Tereza Uille Gomes, que integra o grupo.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que anda em rusgas com Dilma, já sinalizou que a aprovação de Fachin pode não ser fácil, e disse a interlocutores que a Casa não aceitaria ninguém “com a digital do PT”.

Por isso, o grupo, de cerca de 20 pessoas, tem contatado senadores, governadores, ministros e juízes para reforçar “o extraordinário currículo” de Fachin.

O grupo tem feito uma especial movimentação na bancada ruralista, que desconfia do posicionamento de Fachin quanto à reforma agrária. “Tinha um diz-que-disse, esse tipo de fofoquinha, mas é algo lastimável”, diz o secretário da Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara – outro que está na força-tarefa. “Se não fosse alguém com boa qualificação, ele não teria nem sido indicado.”

Deputados têm propagandeado um projeto de lei, concebido por Fachin, que pretende introduzir na Constituição garantias ao produtor rural. Sua participação na câmara de arbitragem da Sociedade Rural Brasileira também tem sido destacada, como prova de sua imparcialidade.

“Ele tem um conhecimento fantástico, uma alta qualificação”, diz o presidente do TJ-PR, Paulo Vasconcelos.

Advogados e magistrados com atuação no Paraná reforçam que Fachin jamais se posicionou, profissionalmente, de forma partidária.

“Eu não quero acreditar que um conflito de mínima dimensão [entre Dilma e sua base aliada] possa sacrificar um nome da maior importância para o STF”, diz o jurista e advogado René Dotti. “Seria algo absolutamente injusto, porque ele não é nenhum militante. É um pensador.”

“É uma campanha”, afirma o deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR). Outros chamam o movimento de “paranista” –o Estado teve um ministro no STF, em 1894.


9 comentários

  1. valdir bassai
    domingo, 26 de abril de 2015 – 14:38 hs

    Vergonhosa atitude principalmente do Alvaro Dias e do Beto Richa apoiarem esse defensor do mst/pt.

  2. Edicleiton Grizotto
    domingo, 26 de abril de 2015 – 14:59 hs

    Ridículo esse comentário do nosso secretario da agricultura (Ortigara): “Se não fosse alguém com boa qualificação, ele não teria nem sido indicado.” Como assim ??? O Dias Toffoli também tem boa qualificação e sobretudo isenção nas suas decisões ? E o Toffoli esta no STF porque também foi indicado. Desde quando dá pra confiar em alguém que a presidente Dilma Rousself indica? Com essa visão extraordinária que a Dilma tem, ela esta levando o Nosso País ao Caos… E os políticos paranaense de oposição estão aplaudindo pelo jeito… EXTREMAMENTE LAMENTÁVEL…

  3. DIÁRIOS SECRETOS
    domingo, 26 de abril de 2015 – 15:31 hs

    VOCÊS VÃO VER O QUE É “BOM PRA TOSSE” COM O PARTIDÃO, AQUELE DO “X9”!

  4. Johan
    domingo, 26 de abril de 2015 – 17:02 hs

    Caro FÁBIO, apenas para ilustrar o posicionamento dos defensores do candidato ao STF. No dia 23.04.15 mais de 50 famílias acampadas no assentamento Dona Tonia, invadiram a propriedade do Sr. Antonio, uma propriedade rural no Distrito de Alto do Amparo, município de Tibagi, e no dia 25.04.15, num encontro entre os invasores com 04 policiais da FORÇA VERDE, estes foram forçados a retornar para evitar um confronto sério onde seriam liquidados, face o potencial de armamento dos invasores. Essa é apenas a última medida de apoio aos produtores rurais do PARANÁ, promovida pelo GOVERNADOR BETO e pelo SENADOR ALVARO, que tanto defendem o jurista FACHIN, que abertamente defende o MST. Desses elementos os paranaenses desejam distancia. Esperamos uma atitude enérgica do GOVERNADOR BETO, para a retirada imediata dos invasores da propriedade, e desmobilização dos acampamentos imediatamente, para confirmar que tem o poder de mando no estado, que está bastante fragilizado pelas disputas intestinas. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e redução de R$ 0,50 no litro de diesel, e proponho a RENÚNCIA JÁ, da DILMA, agora no poder, para evitar que cometas maiores VEXAMES e VERGONHA, praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente. .

  5. Sergio Silvestre
    domingo, 26 de abril de 2015 – 18:20 hs

    Nosso governador busca um encosto nele,será?

  6. Aline
    domingo, 26 de abril de 2015 – 18:20 hs

    Este senhor não tem isenção nenhuma. Nem paranaense é, só porque fez sua carreira no Paraná estão fazendo este LOBBY pra aceita-lo. Fora FACHIN petista.

  7. ferreira
    domingo, 26 de abril de 2015 – 19:30 hs

    Será que há um acordo secreto para que certos tucanos paranaenses apoiem a ida de um gaúcho para o STF ???
    No meu entender Fachin é um ET do PT que se instalou no Pr e que se somará aos outros “cumpanheros” no supremo para defender a podridão reinante no país.

  8. Palpiteiro
    domingo, 26 de abril de 2015 – 20:29 hs

    Já dizia um grande escritor que toda unanimidade é burra.

  9. BigPeter
    domingo, 26 de abril de 2015 – 23:11 hs

    É militante petista sim. – E do núcleo duro do partido, onde junta-se a marginalidade formadapor MST – CUT, e outras coisas que não poderia sequer existir.
    Essa campanha de políticos paranaenses para sua nomeação está pegando muito mal.
    Chega de petistas, e juízes dúbios, pra se dizer o mínimo, no STF.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*