Gleisi quer dar ao marido emprego público de salário maior que o da presidente Dilma | Fábio Campana

Gleisi quer dar ao marido emprego público de salário maior que o da presidente Dilma

images

Do Ucho

Boquinha oficial – Bastou uma semana de trégua sem que seu nome fosse citado nas investigações da Operação Lava-Jato para que a falta de noção, marca registrada da senadora Gleisi Helena Hoffmann (PT), voltasse à cena com força total. Embora continue encabeçando a lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot Monteiro de Barros, como beneficiária de R$ 1 milhão do Petrolão, segundo denuncia dos principais delatores do escândalo, Gleisi voltou a operar nos bastidores políticos com grande desenvoltura.

No momento, seu objetivo principal neste momento é colocar o marido desempregado, o ex-ministro Paulo Bernardo da Silva, na diretoria-geral da Itaipu, operação que, se bem sucedida, apeará do cargo o também petista Jorge Samek. O posto de diretor-geral da binacional Itaipu é considerado o melhor emprego público do País, já que o titular recebe salário de R$ 100 mil mensais, três vezes mais que o presidente da República, sem contar verbas nababescas de representação e mordomias inacreditáveis.

O olhar guloso de Gleisi cobiça também outros cargos importantes na hidrelétrica. Em especial diretorias, onde sonha emplacar ex-deputados petistas que fracassaram nas urnas. O PT tinha sete deputados estaduais, mas atualmente, depois da desastrosa campanha de Gleisi para o governo do Paraná em 2014, tem apenas três. O projeto de Gleisi Helena contempla instalar esses aliados na Itaipu para que voltem a ganhar um mandato em 2018 quando, segundo sonha, sua carreira política também deverá ressurgir das cinzas.

Delatada junto com o marido, Paulo Bernardo, como beneficiária do Petrolão, Gleisi deveria estar focando seus esforços na preservação do próprio mandato. A ideia de que aumentará a própria influência política e cavará um vultoso ‘bolsa-família’ para o marido é considerada sinal claro de alienação.

As movimentações de Gleisi Hoffmann nos bastidores da política, com o objetivo de tentar ocupar espaço e cargos importantes na estrutura do governo federal, são interpretadas por alguns analistas como sintoma de aguda e total desconexão com a realidade. Enquanto nada consegue, Gleisi continua se fazendo de desentendida quando o assunto é o Petrolão, o maior escândalo de corrupção da história, ao mesmo tempo em que, em momento de dissimulação explícita, insiste em atacar adversários.


10 comentários

  1. marcos
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 12:53 hs

    A Barbie não fala mais com a “presidanta”?
    Ela tem é que devolver o dinheiro que surrupiou da Petrobras.

  2. Cajucy Cajuman
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 13:38 hs

    É o loteamento de cargos públicos por políticos. É assim no Brasil inteiro e uma vergonha nacional que se perpetua num verdadeiro escândalo. ** Está mais do que na hora de mudar esse intolerável abuso de poder e de conveniências políticas, independente deste ou daquele e menos ainda, da coloração partidária. ** É preciso moralizar o país!

  3. COELHO RICOCHETE
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 14:13 hs

    Me conta qual petinha não é alienado, aloprado e depravado?

  4. Beatrix Kiddo
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 14:40 hs

    Estou até com inveja da princesinha, a fera está tentando de tudo quanto é jeito manter o status da família.

  5. toninho
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 15:38 hs

    Coelho, eu vou mais longe, e quem não é dentre os políticos? Aqueles que ainda não o foram é porque ainda não tiveram chance. É só pegar o governo de novo e vamos ver alguns dos mesmos de antes do Lula. Temos aqui no nosso Estado…
    Parece que o Sr. Justus vai se livrar da cassação. E quem vai livrá-lo?

  6. Falido e mau pago
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 15:51 hs

    Os honorário de bons advogados são caros. Vai precisar de gordos salários!

  7. JUSTICEIRO
    terça-feira, 7 de abril de 2015 – 16:38 hs

    A GLEICI H. HOFFMANN não foi aquela funcionária que recebeu da ITAIPU BINACIONAL uma gorda indenização e FGTS pela sua dispensa sem justa causa para disputar cargo político?

  8. LUIZ
    quarta-feira, 8 de abril de 2015 – 8:51 hs

    QUE VÁ TRABALHAR NA CAVO,TALVEZ PARA VARRER RUA,ESSE ENERGÚMENO SEJA COMPETENTE.

  9. Alguém
    quinta-feira, 9 de abril de 2015 – 10:53 hs

    Sra. Gleisi Helena Hoffman, quer um conselho? “Pegue o seu banquinho e saia de fininho”, Claro sem antes devolver o que pegou…
    Isso fecha exatamente com aquilo que sempre falei e pensei sobre o PT: um bando de pessoas que NÃO gostam e NUNCA gostaram de trabalhar, mas querem ganhar dinheiro na maciota e não serve qualquer salário mínimo, sejam eles vindos de famílias humildes ou de famílias abastadas, afinal os “riquinhos” nunca tiveram que trabalhar mesmo por que papai sustentava…

  10. ine army cardoso da silva
    quinta-feira, 9 de abril de 2015 – 15:26 hs

    Essa Gleisi não tem vergonha e além de ladra é uma grande descarada que tenta a todo custo se locupletar com o dinheiro público. Não bastasse sua rapinagem na Petrobras e na própria Itaipu quer, agora, arrumar uma “teta” para seu marido ( ou melhor dizendo para seu gigolô) que perdeu a mamadeira nos Ministérios. Cadeia é o lugar dessa ladra do dinheiro do povo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*