Fala sério! | Fábio Campana

Fala sério!

Pior a emenda que o soneto, a se lembrar do velho refrão popular. É o que aconteceu quando o ministro-chefe da Secom, Edinho Silva, transformado em porta-voz da Presidência, veio o publico justificar porque Dilma não vetou o aumento do Fundo Partidário de R$ 289,5 milhões para R$ 867,5 milhões, considerado um escárnio. Edinho foi mais longe e alegou que foi “um gesto de respeito ao Legislativo e de reconhecimento da autonomia dos poderes”. Renan Calheiros, presidente do Senado, não resistiu e lembrou Bussunda: “Fala sério!”


Um comentário

  1. VISIONÁRIO
    segunda-feira, 27 de abril de 2015 – 6:49 hs

    A Dilma não vetou o aumento catastrófico do fundo partidário porque
    já não tem onde segurar para não naufragar mais ainda. Se vetasse
    o famoso fundo seria passar vaselina no trazeiro e tentar se segurar
    no tobogã. Não tem mais saída mesmo…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*