Ex-deputado Pedro Corrêa está na PF de Curitiba | Fábio Campana

Ex-deputado Pedro Corrêa está na PF de Curitiba

pedro-correa-lava-jato
O ex-deputado do Pedro Corrêa (PP-PE) chegou na tarde desta segunda-feira na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Corrêa, que cumpre prisão em regime semiaberto por seu envolvimento no mensalão, é o último das sete pessoas que tiveram o mandato de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro a ser preso na 11ª fase da Lava-Jato.

Pela manhã, escoltado e sem algemas, o ex-deputado embarcou em um avião comercial, acompanhado de três agentes federais de Pernambuco. A transferência de Pedro Corrêa para o Paraná foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, na sexta-feira.

O nome do ex-deputado foi citado em delação premiada pelo ex-diretor de Serviços da Petrobras Paulo Roberto Costa. Ele teria recebido uma propina de R$ 5,3 milhões para manter o apoio político a Costa na diretoria. Condenado no mensalão, Pedro Corrêa cumpria pena em regime semiaberto no Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho, a 210 quilômetros de Recife.

O advogado de Côrrea, Michel Saliba, disse que o cliente nega as acusações.

– Eu tive com ele várias vezes em Canhotinho, e ele sempre alegou que agiu dentro dos limites legais – explicou Michel Saliba.

Ainda segundo o advogado do ex-deputado, o objetivo é revogar a prisão preventiva considerada desnecessária pela defesa. Saliba ainda disse que Côrrea não deve fazer delação premiada.

– Em nenhum momento ele cogitou a ideia da delação premiada. Eu falei com a família, os familiares falaram com ele e em nenhum momento isso foi cogitado – disse o advogado.


5 comentários

  1. Gaucho Véio
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 8:32 hs

    Oh Pedro Correa, trouxe casaco aqui em Curitiba as noites são frias, ainda mais na prisão chão de cimento.

  2. BigPeter
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 8:55 hs

    Curioso! – Esse Michel Saliba é novo na área. O advogdo anterior, de quem esqueço o nome, primo do réu, e jurista respeitado, afirmou com todas as letras, de que Pdro Corrêafaria a delação premiada.
    Resta averiguar o que mudou, entre essas declarações, e a chegada de PCorrea no Paraná.
    Certamente tem o dedo podre do petismo no meio disso.

  3. Pier
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 9:57 hs

    Volto a dizer: Sorte do N. Justus e do Alexandre Curi que o Moro não cuida das tretas deles….senão já elvis!!!! já estariam mofando na PC.

  4. LUIZ
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 11:10 hs

    CADE AS ALGEMAS, ESSE LIXO NÃO É MELHOR QUE O FERNANDINHO BEIRA MAR.

  5. sgto tainha
    terça-feira, 14 de abril de 2015 – 13:25 hs

    Aperta esse P orquTeira, que ele entrega até o “Boi”chef!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*